Arquidiocese do Rio de Janeiro

33º 24º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 18/11/2018

18 de Novembro de 2018

Reunião do Consep tratou do debate sobre a Reforma Política e apoio à luta do Comitê Saúde + 10

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

18 de Novembro de 2018

Reunião do Consep tratou do debate sobre a Reforma Política e apoio à luta do Comitê Saúde + 10

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

23/08/2013 10:19
Por: Site CNBB

Reunião do Consep tratou do debate sobre a Reforma Política e apoio à luta do Comitê Saúde + 10 0

Reunião do Consep tratou do debate sobre a Reforma Política e apoio à luta do Comitê Saúde + 10 / Arqrio

No início da tarde desta quinta-feira, 22 de agosto, a presidência da CNBB concedeu entrevista coletiva em que apresentou um balanço das atividades da reunião do Conselho Episcopal Pastoral (Consep), realizada na sede da Conferência, em Brasília, de 20 a 22 de agosto.  

O Consep tratou de diversos assuntos como a avaliação da Jornada Mundial da Juventude e os frutos e desafios do diálogo ecumênico no Brasil.

— Percebemos que houve um grande avanço com relação à caminhada ecumênica e inter-religiosa em nosso país, mas ainda precisamos buscar caminhos para melhorar ainda mais este diálogo e romper com preconceitos, explicou o arcebispo de Aparecida e presidente da CNBB, cardeal Raymundo Damasceno Assis.

Reforma Política

Na reunião do Consep, foi apresentado o trabalho da comissão especial, criada na CNBB, para acompanhar e oferecer contribuições para o debate sobre a Reforma Política.

— Temos uma grande necessidade dessa reforma no país. As manifestações ocorridas nos últimos meses reacenderam essa questão, afirmou dom Damasceno.

O presidente da CNBB contou que no último dia 14 de agosto algumas entidades e movimentos, que já estão envolvidos na discussão da reforma política, se reuniram para alinhar uma proposta convergente e unitária sobre o tema. Foram definidos cinco pontos: 1) evitar influência do poder econômico nas eleições; 2) reformular o sistema eleitoral; 3) encontrar uma forma de praticarmos já a democracia  direta pela regulamentação do artigo 14 da Constituição Federal, que trata do referendo e do plebiscito; 4) melhorar a representação política das mulheres, negros e indígenas; 5) fidelidade partidária programática.

— Essas entidades chegaram a um consenso sobre esses pontos e agora elaboram uma proposta. Esperamos que possa ser apresentada até o final deste mês de agosto, explicou o secretário geral da CNBB, dom Leonardo Ulrich Steiner.

O texto deverá ser entregue para os presidentes da Câmara e do Senado Federal. 

— Estamos confiantes de que esses pontos sejam aprovados e que já possam valer inclusive nas eleições do próximo ano. Precisamos de uma política mais transparente e ética, completou dom Leonardo.

Saúde + 10

A mobilização nacional por mais recursos para a saúde pública também esteve na pauta da reunião do Consep. A Conferência  participou da coleta de assinaturas do projeto de lei de iniciativa popular que prevê a destinação de 10% da receita bruta da União para o Sistema Único de Saúde.

— A CNBB defende que a destinação de mais recursos para a saúde seja importante para ampliar o atendimento médico às populações mais distantes, às comunidades indígenas e quilombolas, afirmou dom Damasceno.

O projeto de lei foi entregue ao presidente da Câmara, Henrique Alves, no último dia 5 de agosto.

— Nossa luta não é apenas por mais recursos. Mas para que haja também maior transparência nos investimentos para a saúde pública, explicou dom Leonardo.

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.