Arquidiocese do Rio de Janeiro

37º 23º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 16/12/2018

16 de Dezembro de 2018

Vaticano deve disponibilizar até 80 mil documentos de sua biblioteca

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

16 de Dezembro de 2018

Vaticano deve disponibilizar até 80 mil documentos de sua biblioteca

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

05/02/2013 17:53

Vaticano deve disponibilizar até 80 mil documentos de sua biblioteca 0

Da Redação

A Biblioteca Apostólica Vaticana deve colocar a disposição dos internautas cerca de 80 mil manuscritos da Biblioteca dos Papas. O projeto já disponibilizou 256 documentos na semana passada no site www.vaticanlibrary.va. A plataforma está disponível em inglês e italiano.

A iniciativa acontece depois de dois anos de trabalhos realizados pela equipe da biblioteca com a ajuda de patrocinadores. A partir dessa plataforma digital, qualquer pessoa poderá acessar os documentos sem custo algum.

Até o momento, os documentos estavam fechados e por medidas de segurança tinham acesso apenas alguns especialistas. A Biblioteca Apostólica Vaticana foi criada em 1450. Os primeiros documentos disponibilizados são da Biblioteca da Universidade de Heidelberg.

O Prefeito da Biblioteca Apostólica Vaticana, dom Cesare Pasini, em entrevista à Rádio Vaticano falou sobre a divulgação desses documentos para o público.

— É um pequeno passo, mas muito aguardado. Deveria ter sido no ano passado, mas no final conseguimos fazer com alguns dias de atraso. Estamos muito felizes de poder dizer ao mundo que tomou forma o projeto de tornar acessíveis os manuscritos da Biblioteca do Vaticano via web, que podem ser estudados de qualquer parte do mundo, disse.

Para dom Cesare Pasini a oportunidade oferecida à população faz parte da filosofia da biblioteca.

— É a filosofia de sempre da Biblioteca Apostólica Vaticana, nascida com Nicolau V, Com Sisto IV e mais adiante com Sisto V, segundo a qual estes bens da humanidade são tornados acessíveis àqueles que os queiram utilizar, conhecer e estudar. Inicialmente, naqueles séculos, era necessário vir a Roma e aqui consultá-los, mas as consultas e o acesso eram livres. Hoje o é da mesma forma: basta ter as características de uma pessoa que tenha conhecimento da abordagem desta documentação tão complexa. Ter esta liberdade de acesso aos manuscritos, na modalidade moderna, significa fazê-los chegar também através a web, com imagens digitalizadas.

A Biblioteca Vaticana está trabalhando em um projeto maior de digitalização, explica o prefeito.

— Estamos digitalizando manuscritos chineses, manuscritos do Grupo Alamire, de um músico e copista de manuscritos musicais. Depois, existe um grande projeto ligado a uma colaboração com a Biblioteca de Oxford. Serão digitalizados ainda os incunábulos, os manuscritos gregos, possivelmente também os manuscritos hebraicos. Nós temos sido capazes de organizar alguns procedimentos graças a um acordo e também ao patrocínio de empresas como a EMC e internacional DEDAGROUP Dedanext. Eles são os nossos principais patrocinadores fundamentais para seguir em frente com o projeto. Outras instituições, patrocinadores, ou outras pessoas, que queriam entrar para dar apoio, seriam bem-vindas. Aqueles que estão colaborando agora estão felizes de ter outros colaboradores e não existe ciúmes neste projeto, ressaltou.

* Fonte: Portal A12

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.