Arquidiocese do Rio de Janeiro

24º 19º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 21/10/2021

21 de Outubro de 2021

Paróquia Nossa Senhora da Conceição Aparecida: 25 anos de evangelização em Paciência

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

21 de Outubro de 2021

Paróquia Nossa Senhora da Conceição Aparecida: 25 anos de evangelização em Paciência

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

21/09/2021 11:37
Por: Carlos Moioli

Paróquia Nossa Senhora da Conceição Aparecida: 25 anos de evangelização em Paciência 0

No dia 21 de setembro, a Paróquia Nossa Senhora da Conceição Aparecida, em Paciência, completa 25 anos de evangelização, presença, anúncio e esperança, na busca de ser, cada vez mais, uma ‘Igreja em saída’ para grande parcela da população da Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Desmembrada da Paróquia de Nossa Senhora de Fátima, também em Paciência, foi criada em 1996 pelo Cardeal Eugenio de Araujo Sales. Desde o dia 21 de fevereiro de 2021, a paróquia é administrada pelo padre Alexandre Moro.

As missas do tríduo preparatório, de 18 a 20 de setembro, às 19h30, serão presididas pelos padres Alexandre Moro, Luciano de Moura Miron e Marcelo Batista de Araújo.

A missa solene do jubileu dos 25 anos acontecerá no dia 21 de setembro, às 19h30, presidida por Dom Orani João Tempesta.

“A Paróquia Nossa Senhora da Conceição Aparecida tem cumprido uma missão grandiosa na evangelização da região e como expressão de ação caritativa. São 25 anos de lutas obtendo conquistas que passam desde a ampliação da estrutura, com muito suor e esforço, além de trazer vidas para Deus, animando e fortalecendo tantas famílias”, disse o pároco, padre Alexandre Moro.

Formação da comunidade

Tudo começou na década de 1970, quando os fiéis se reuniam na casa da família Ventura para celebrar a eucaristia em comunidade, acompanhados de perto pelo padre Walter Jesus Miranda, na época, pároco da Paróquia Nossa Senhora de Fátima, em Paciência.

Em janeiro de 1977, por iniciativa de uma das moradoras do bairro, Rita Ramos, teve início a construção de uma capela dedicada a Nossa Senhora da Conceição Aparecida, com a ajuda de benfeitores e voluntários. A missa inaugural do templo, presidida pelo padre Walter, ocorreu em junho de 1978.

Na década de 1980, a pedido do arcebispo Dom Eugenio Sales, as religiosas Franciscanas Hospitaleiras assumiram a capela com a missão de marcar a presença da Igreja no bairro. Ainda hoje, muitos moradores antigos se lembram com saudade da irmã Nivalda, que tanto lutou pela formação e crescimento da comunidade.

De capela a paróquia

No dia 21 de setembro de 1996, por decisão de Dom Eugenio, a capela foi desmembrada da Paróquia de Nossa Senhora de Fátima e foi elevada à condição de paróquia com a mesma denominação inicial, tendo como padroeira Nossa Senhora da Conceição Aparecida.

O primeiro pároco, padre Marcelo Batista de Araújo, recém-ordenado na época, implantou diversas pastorais, aumentando a presença da juventude e realizando missões populares pela comunidade. Foi o responsável pela criação de capelas e a reforma da Igreja Divino Espírito Santo.

Construção do novo templo

O segundo pároco, padre William Rufino, assumiu em 2002, e esteve à frente de várias iniciativas que ainda marcam a vida da comunidade, como a construção do novo templo da matriz, pois a antiga igreja não mais suportava o número de fiéis. Entre suas iniciativas, estão:

2004 - Reinauguração do antigo templo.

2005 - Início da construção do novo templo com doações da comunidade. Apresentação do coral dos adultos e, posteriormente, das crianças da paróquia na Santa Missa no Seu Lar, transmitida semanalmente pela Rede Globo, e o início do Encontrão Jovem do Gouveia.

2009 - Instalação do projeto de inclusão digital e educação esportiva. Inauguração do novo templo e consagração do altar, com instalação das relíquias dos protomártires romanos, presidida por Dom Orani. Inauguração da Capela do Santíssimo, e reinauguração da Igreja Divino Espírito Santo, com a dedicação do novo altar presidida por Dom Orani.

Uma ‘Igreja em saída’

Em 2014, a paróquia passou a ser administrada pelo padre Luciano de Moura Miron, que esteve à frente da reforma do presbitério da matriz e da Capela do Santíssimo. Na sua gestão, padre Luciano deu prioridade para a evangelização da juventude e a missionariedade, convidando os fiéis a serem uma ‘Igreja em saída’.

O pároco atual, padre Alexandre Moro, foi provisionado no dia 21 de fevereiro de 2021 e, desde então, vem construindo sua história na comunidade.

Carlos Moioli e Rodrigo Vianna


 

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.