Arquidiocese do Rio de Janeiro

27º 24º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 13/04/2021

13 de Abril de 2021

Toda vida importa e há vida desde a sua concepção

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

13 de Abril de 2021

Toda vida importa e há vida desde a sua concepção

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

07/04/2021 11:05 - Atualizado em 07/04/2021 11:22
Por: Mateus Campos Andrade

Toda vida importa e há vida desde a sua concepção 0

No dia 25 de março, Dia da Anunciação do Senhor, fui provocado por uma homilia de Dom Tiago Stanisław, bispo-auxiliar da arquidiocese do Rio de Janeiro, que ouvi na Rádio Catedral, com números chocantes a respeito do aborto.

Tema esse polêmico, complexo, delicado, cruel. Tema esse que me arrepia. Durante a gestação da Teresa, nas 14 semanas dela, esse tema me intrigou (de novo) pois foi no mesmo momento que o Senado da Argentina aprovava o aborto até a 14a semana. Pensei: "quantas Teresas não viriam ao mundo a partir de agora na Argentina, com a chancela do Estado?"

Voltando ao que Dom Tiago sabiamente disse, fui pesquisar um pouco sobre estatísticas e informações sobre o tema e segue um breve comparativo entre mortes por covid X mortes por aborto no mundo:
* pouco mais de 1 ano de pandemia de covid-19:
mortes: cerca de 2,76 milhões de pessoas
fonte: https://www.who.int/data#reports

* aborto por ano:
mortes: cerca de 73,3 milhões de bebês
fonte: https://www.who.int/news-room/fact-sheets/detail/preventing-unsafe-abortion
Desses mais de 73 milhões de aborto por ano no mundo, cerca de 22 milhões são feitos no que a OMS chama de "aborto inseguro". O que nos leva ao número de 51 milhões de "abortos seguros".

fonte: https://www.who.int/news/item/23-06-2017-increasing-transparency-of-abortion-laws-and-policies-launch-of-a-new-online-database
Minha intenção não é, nem um pouco, a de relativizar ou diminuir a pandemia da covid-19, que é muito séria SIM, que mata SIM, que precisa que tomemos todos os cuidados sanitários e higiênicos SIM, que precisamos seguir a recomendação das autoridades de saúde SIM !

Meu ponto é refletirmos acerca da quantidade absurdamente grande de almas que são privadas do direito de nascer todo ano em todo o mundo.
São mais de 70 milhões de bebês todos os anos que não poderão nascer, rir e chorar, se alimentar, brincar, estudar, crescer, trabalhar, viajar, abraçar.... Amar!

Quantos homens e mulheres? Quantos estudantes, pesquisadores, cientistas, músicos, religiosos, mecânicos, engenheiros, motoristas, médicos, arquitetos, atletas, soldados, políticos? Quantos sonhos? Quantos santos?

TODA Vida importa e há vida desde a sua concepção!
Reflito e oro com Santa Teresa de Cálcuta:
"E se nós aceitamos que uma mãe pode matar até mesmo sua própria criança, como nós podemos dizer para outras pessoas que não matem uns aos outros?"

"Se todo o dinheiro que se gasta para matar fosse gasto em fazer que as pessoas vivessem, todos os seres humanos vivos e os que vêm ao mundo viveriam muito bem e muito felizes."

https://pt.churchpop.com/6-frases-de-madre-teresa-de-calcuta-sobre-aborto/

Mateus Campos Andrade
Paróquia São Marcelino Champagnat
Pós-graduado em Comércio Exterior & Negócios Internacionais e Graduado em Relações Internacionais



Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.