Arquidiocese do Rio de Janeiro

27º 24º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 13/04/2021

13 de Abril de 2021

Seminário Arquidiocesano de São José celebra padroeiro

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

13 de Abril de 2021

Seminário Arquidiocesano de São José celebra padroeiro

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

18/03/2021 00:00 - Atualizado em 23/03/2021 15:18
Por: Redação

Seminário Arquidiocesano de São José celebra padroeiro 0

“Peço a Deus que suscite nos corações dos nossos seminaristas e sacerdotes os mesmos sentimentos de São José, o santo da porta ao lado que está bem próximo de nós, a responder com generosidade o chamado do Senhor e a ter um coração de pai para cuidar dos filhos de Deus nesse mundo”, disse o arcebispo do Rio de Janeiro, Cardeal Orani João Tempesta, ao presidir a Festa de São José, no Ano de São José, na Catedral de São Sebastião, no Centro, em 19 de março.

“Da mesma forma que São José como pai putativo de Jesus e esposo da Virgem Maria cuidou da Sagrada Família, que ele nos eduque para a paternidade. Ele foi castíssimo, não quis nada para si, nem ser dono de ninguém, apenas colocou-se a serviço para fazer a vontade de Deus. Nesta mesma direção, a Igreja necessita de padres que possam exercer a paternidade junto do nosso povo”, disse.

Na ação de graças, seminaristas, formadores, sacerdotes e o povo de Deus celebraram o padroeiro do Seminário Arquidiocesano de São José, o primeiro do Brasil, que há mais de 280 anos vem formando sacerdotes para a Igreja de Cristo, na qual muitos chegaram ao episcopado.

Ao anunciar a mensagem do Papa Francisco, intitulada “São José: o sonho da vocação”, para o 58º Dia Mundial de Oração pelas Vocações, que será celebrado em 25 de abril, Dom Orani destacou que São José é o guardião das vocações.

“Peçamos a São José que interceda pelos nossos jovens que foram chamados, para que nos momentos difíceis possam perseverar na vocação diante das tentativas de desistências. Que ele, como guardião das vocações, nos inspire a tomar decisões e a dar passos, sempre na busca de fazer a vontade de Deus, e para que se cumpram suas promessas em nossa própria vida”, disse.

Obediência

No final da celebração, o bispo auxiliar e animador dos seminários, Dom Roque Costa Souza, agradeceu a Deus por conceder São José como patrono. “Deus Pai escolheu São José para ser pai de seu filho e como consequência, patrono da Igreja. Ele é um pai que admiramos e procuramos seguir”.

Sobre a autoridade que São José exerceu com o filho de Deus, cuja obediência deve ser exemplo, Dom Roque recordou um dos episódios da vida de Jesus, o encontro do menino no templo. Ele destacou que Jesus respondeu às preocupações de seus pais, ao dizer que “devia estar na casa de seu Pai”, mas não hesitou em voltar para Nazaré e ser obediente.

“Hoje, vivemos no mundo a crise da obediência em varias áreas, como a disputa por lideranças e espaços. Jesus nos diz que somos irmãos e entre nós não deve ser assim. Olhemos para a casa de Nazaré. Jesus foi obediente aos seus pais, que procuraram orientar a sua educação, que cresceu em graça, sabedoria e idade diante de Deus e dos homens. Se Jesus falasse ‘sou filho de Deus, não vou obedecer, vou decidir pela própria cabeça’. Como seria? O silêncio da vida oculta em Nazaré nos possibilita verificar esse quadro dinâmico do crescimento do filho de Deus, que se fez obediente aos seus pais aqui na terra. Uma obediência que devemos imitar e seguir”, disse Dom Roque.

Páscoa anual

“A Festa de São José, padroeiro de nosso seminário arquidiocesano, é celebrada em nossa arquidiocese com muita dignidade, alegria e fervor”, disse o reitor do Seminário São José, cônego Leandro Câmara, também no final da celebração.

Ele agradeceu a Deus pela oportunidade de celebrar juntos, de forma presencial, embora ainda com restrições, diferente do ano passado, que a pandemia deixou a comunidade do seminário de coração entristecido.

“Em nossa memória afetiva temos a graça de passar no seminário as lembranças das experiências de vida nesta páscoa anual e antecipada em que celebramos nosso padroeiro.”

Ao povo de Deus, cônego Leandro pediu orações pelas necessidades do seminário, pela vocação de cada um dos jovens seminaristas e pela missão dos formadores.

“Pedimos que rezem por nós para que, com prudência e segurança, possamos continuar nossa caminhada formativa. Para que também possamos, a exemplo de São José, dar nosso 'sim' generoso ao que o Senhor nos pedir ao longo de nossa vida, e que um dia possamos merecer a honra e a glória da santidade dos justos. São José, rogai por nós! Viva São José”, concluiu o reitor.

Carlos Moioli


Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.