Arquidiocese do Rio de Janeiro

34º 25º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 18/01/2021

18 de Janeiro de 2021

Decreto sobre “Absolvição Geral” em preparação ao Natal do Senhor

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

18 de Janeiro de 2021

Decreto sobre “Absolvição Geral” em preparação ao Natal do Senhor

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

17/12/2020 16:26
Por: Redação

Decreto sobre “Absolvição Geral” em preparação ao Natal do Senhor 0

Aos que este Nosso Decreto virem, Saudação, Paz e Benção no Senhor!

Fazemos saber que,
Considerando o louvável costume no tempo do Advento, como preparação para a celebração do Natal do Senhor, de os fiéis acorrerem ao Sacramento da Reconciliação, a fim de participarem mais dignamente dos sagrados mistérios;

Reconhecendo o dedicado empenho dos sacerdotes no atendimento às confissões dos fiéis, porém, sendo que o atual quadro provocado pela pandemia do Covid-19, ainda requer medidas excepcionais para salvaguardar ao mesmo tempo o bem espiritual e físico dos fiéis e configura a necessidade requerida para a absolvição geral dos fiéis sem prévia confissão individual;

Mantendo-se, na medida do possível, o atendimento individual aos fiéis que solicitarem, observando-se, no que concerne à administração do Sacramento da Confissão, as “Orientações Arquidiocesanas para a Celebração do Culto Público no contexto da Pandemia do Covid-19”;
Considerando que cabe ao Bispo diocesano julgar as situações que tratam da existência de grave necessidade para o uso do meio extraordinário de reconciliação com Deus e com a Igreja (cf. cân. 960 e 961 § 2);

Considerando que se cumprem as condições dispostas no cân. 961, na legislação complementar a esse cânon, por parte da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, e no Motu Proprio Misericordia Dei, do Papa São João Paulo II, a respeito das condições para a supramencionada forma de absolvição;

Dispomos quanto o que segue, para evitar que os fiéis fiquem sem a graça sacramental ou sem a sagrada comunhão:
1. Poderá ser dada a absolvição geral, sem prévia confissão individual, a todos penitentes que se dispuserem na forma das condições indicadas neste decreto. Tal faculdade para a absolvição geral é concedida exclusivamente para o IV Domingo do Advento de 2020, isto é, desde o horário vespertino do dia 19 de dezembro e no dia 20 de dezembro.

2. O sacerdote lerá ao povo o presente decreto e explicará brevemente as condições para a recepção válida da absolvição (cân. 962 § 2).
3. Após uma breve oração inicial, o presidente ajudará os fiéis a se prepararem convenientemente: deverão arrepender-se de seus pecados; fazer o propósito de não mais cometê-los e reparar os danos e escândalos causados; confessar, em tempo oportuno, individualmente, os pecados graves que nesse momento não podem confessar.

4. Os fiéis serão convidados a manifestar a intenção de receber a absolvição por meio de um sinal exterior – pondo-se de joelhos; ou, os que não puderem se ajoelhar, permanecendo em pé; ou, os que não puderem estar em pé, inclinando a cabeça – e recitando o Confesso a Deus todo-poderoso (Ritual da Penitência, introdução geral, n. 35 b).

5. Em seguida, o sacerdote indicará a todos uma satisfação que devem cumprir e recitará uma das fórmulas da absolvição sacramental como prevista no Ritual da Penitência, capítulo III, n. 62.

6. Os sacerdotes devem esclarecer aos fiéis que receberão a absolvição geral, que têm a obrigação de buscar um sacerdote para confessarem, individualmente, os pecados graves, tão logo seja possível.

Em anexo o Rito Breve da Celebração Penitencial com Absolvição Geral.

Dado e passado em Nossa Cúria Metropolitana, aos 15 dias do mês de dezembro de 2020, sob Nosso Sinal e Selo de Nossa Chancelaria.

Orani João Cardeal Tempesta, O. Cist.
Arcebispo Metropolitano de São Sebastião do Rio de Janeiro

Mons. Helio Pacheco Filho
Chanceler da Cúria
------
Aos fiéis que devido às restrições, não puderem ir as igrejas, reforçamos:
“ O Natal de Nosso Senhor Jesus Cristo aproxima-se, e nos convida a um novo e mais profundo encontro com o nosso Redentor.
A situação ainda grave da pandemia do COVID19 torna mais difícil a recepção individual do Sacramento da Reconciliação para aquelas pessoas que são do grupo de risco, ou que tem justas razões para não estarem presencialmente nas missas celebradas nas paróquias e capelas.

Com o Decreto emitido no 15 de dezembro de 2020 autorizando a confissão geral nas missas do IV domingo do Advento, muitos fiéis terão a oportunidade de se prepararem para esse encontro com Cristo Redentor no próximo 25 de dezembro.

Para as pessoas acima mencionadas no segundo parágrafo, há a seguinte orientação da Penitenciária Apostólica, de 19 de março de 2020: ‘Onde o fiel se encontrar na dolorosa impossibilidade de receber a absolvição sacramental, deve-se recordar que a contrição perfeita, proveniente do amor a Deus amado acima de tudo, expressa por um sincero pedido de perdão (o que o penitente é atualmente capaz de manifestar) e acompanhada pelo votum confessionis, ou seja, pela firme resolução de recorrer, quanto antes, à confissão sacramental, obtém o perdão dos pecados, até mortais’.”



Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.