Arquidiocese do Rio de Janeiro

29º 23º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 28/11/2020

28 de Novembro de 2020

Dia da consciência Negra

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

28 de Novembro de 2020

Dia da consciência Negra

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

20/11/2020 13:17 - Atualizado em 20/11/2020 15:49
Por: Redação

Dia da consciência Negra 0

Neste dia tão importante, Dia da Consciência Negra, onde recordamos a“dignidade inalienável de toda a pessoa humana, independentemente da sua origem, cor ou religião, e a lei suprema do amor fraterno[1]”, a Arquidiocese do Rio de Janeiro anima as paróquias para que em todas as missas celebradas, esta intenção também esteja presente.

Para isto é oportuno recordar que toda missa celebrada em nosso território arquidiocesano, deve-se sempre seguir as orientações dadas pela Congregação para o Culto Divino da Santa Sé, a Comissão para a Liturgia da CNBB e o diretório litúrgico de nossa Arquidiocese, publicado em nosso anuário. O objetivo é que “esteja em harmonia com o modo de ser e o verdadeiro espírito litúrgico”[2].

Também recordamos que neste diálogo com as demais religiões, devemos sempre respeitar  os objetos e ritos próprios da liturgia de cada religião, de modo especial  no dia de hoje, as religiões de matrizes africanas: “as práticas religiosas de matrizes africanas não são aconselhadas por seu uso fora de seus ritos, dentro desta mesma realidade dos cultos, assim como os ritos católicos não devem ser utilizados fora de seus respectivos contextos e de seus templos. Os elementos de culto de origem afro não devem ser vistos unicamente como símbolos culturais, referências religiosas ou receitas culinárias. São alimentos sagrados, cujos preparos consistem em uma série de preceitos e cuidados litúrgicos”[3].

Aproveitamos também para agradecer a Deus pela presença da Pastoral Afro em nossa Arquidiocese, pois ela possui uma grande importância e relevância para despertar e orientar as consciências a uma reflexão profunda da dignidade do ser humano de qualquer raça ou cor. A Pastoral Afro-Brasileira, organiza diversos momentos de orações e reflexões com os diversos grupos presentes em nossa cidade. Em sua atuação há uma grande preocupação com o âmbito religioso, sociopolítico e sociocultural, atentando-nos para todas as realidades e necessidades concretas da população afrodescendente.

 E neste dia 20 de novembro de 2020, para celebrar esta importante data, o Instituto Expo Religião e a Arquidiocese do Rio de Janeiro, participarão de uma homenagem ao Dia da Consciência Negra, que terá como tema “Vidas Negras Importam”. O evento, que reunirá mais de 20 religiões diferentes, acontecerá no Centro Cultural Social Pastoral (CCSP), em Irajá. A diretora da Expo Religião, Luzia Lacerda, escreveu que “diante do momento que vivemos envoltos em tantos acontecimentos envolvendo violências, algumas fatais, de vidas negras decidimos nos unir em um ato Inter Religiosos homenageando a luta da Raça Negra e todo o caminho percorrido”.


Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro
Assessoria de Imprensa





[1] Encíclica Fratelli Tutti, Papa Francisco;

[2] Sacrosanctum Concilium Oecumenicum Vaticanum II, «Constitutio de Sacra Liturgia Sacrosanctum Concilium (4 decembris 1963) 37», AAS 56 (1964) 110;

[3] Márcio de Jagun, professor de filosofia (Proeper/Uerj), Cultura e Idioma Ioruba (Prolem/UFF), e membro do Conselho Estadual de Defesa e Promoção da Liberdade Religiosa do Estado do Rio de Janeiro.

 

 

 

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.