Arquidiocese do Rio de Janeiro

24º 18º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 23/09/2020

23 de Setembro de 2020

Seminaristas realizam Curso de Inverno on-line

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

23 de Setembro de 2020

Seminaristas realizam Curso de Inverno on-line

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

07/09/2020 18:01
Por: Redação

Seminaristas realizam Curso de Inverno on-line 0

Nos últimos dias 18, 19 e 20 de agosto, foi realizado o tradicional Curso de Inverno para os seminaristas do Seminário Arquidiocesano de São José. A edição deste ano, cujo tema foi “Nova RIFIS: O dom da vocação presbiteral - Elementos constitutivos e aplicação”, teve como conferencista o cônego Leandro Câmara, reitor do seminário, e, como de costume, contou com a participação de todos os seminaristas, os quais participaram da videoconferência com um ardente desejo de iniciar mais um período formativo, renovando o compromisso de amor com Cristo e sua Igreja, como relata o seminarista Rodrigo Brum, de 25 anos, pertencente à Comunidade São João Maria Vianney e à etapa formativa da Configuração III: “Neste ano, em nosso já tradicional Curso de Inverno, tivemos uma proposta totalmente nova, pois este foi ministrado totalmente pelos meios digitais. Nesta oportunidade especial, o nosso padre reitor nos propôs a reflexão sobre as novas orientações da Igreja para a formação dos futuros sacerdotes. A partir desta exposição, pudemos conhecer mais detalhadamente o processo que a Igreja, enquanto Mãe e Mestra, traçou para que possamos a cada dia nos configurar a Cristo, Bom Pastor. Ao conhecer este processo também compreendemos aquilo que a Igreja espera de cada um de nós ao longo do período formativo. Chegando ao fim do Curso de Inverno e tendo conhecido, com pormenores, o cuidado maternal da Igreja dispensado para conosco, peço ao Senhor a graça de corresponder com grandeza e generosidade de coração ao seu convite para segui-Lo mais de perto através da vocação sacerdotal”.

Durante as manhãs dos três dias, cônego Leandro pôde expor a temática principal do curso de maneira bastante pedagógica e criativa. No primeiro dia, abordou sobre a Estrutura Geral da Nova Ratio Fundamentalis; no segundo dia, sobre as dimensões humano-afetiva e espiritual; no terceiro dia, além de ter falado sobre as dimensões intelectual e pastoral, também falou sobre as etapas da formação inicial (discipulado, configuração e síntese) e em relação à formação permanente (fases do padre da idade jovem à terceira idade). Sobre a escolha do tema deste ano, cônego Leandro Câmara relatou o seguinte: “Conhecer o itinerário formativo e nele crescer na fé e no discernimento vocacional é reviver, de certo modo, aquela experiência mistagógica feita pelos catecúmenos que são iniciados na fé. Entendo o processo formativo como este grande instrumento, através do qual o vocacionado é introduzido no mistério de Cristo, Bom Pastor, como discípulo que se configura ao Mestre de forma integral. Pensar em formação sacerdotal, hoje, implica no desafio de assumir o itinerário formativo como o meio através do qual a pessoa em formação cresce em todas as suas dimensões. Por isso, o processo pretende ser total e integrador. Um outro aspecto importante é de que como presbíteros nunca deixamos de ser discípulos e, portanto, pessoas em constante formação até o fim da vida. Por isso, a Igreja insistentemente nos conclama à autoresponsabilidade com a formação permanente”. Ainda sobre isso, o seminarista Eduardo Gonçalves, de 36 anos, pertencente à Comunidade São Luís Maria Grignion de Montfort e à etapa formativa da Configuração II, acrescentou o seguinte: “No Curso de Inverno deste ano, com o cônego Leandro Câmara, tive a graça de conhecer melhor a Ratio Fundamentalis, percebendo como a Mãe Igreja se preocupa com a formação integral nos seminários e, por isso, cabe o esforço por uma vida virtuosa e a responsabilidade diante do que nos é proposto. Também pude constatar como as dimensões humano-afetiva, espiritual, intelectual e pastoral-missionária estão em profunda correlação, e precisam ser bem vividas, atentando para lutar contra os vícios, buscar a santidade, e continuar numa progressiva formação permanente”. Diante de tudo disso é possível perceber que muito mais do que simples conferências, o Curso de Inverno deste ano foi um verdadeiro encontro familiar, no qual o reitor pôde falar, de modo paternal, aos seus seminaristas, sobre os anseios e esperanças da Igreja para a formação dos futuros pastores de almas.

Neste ano, como ainda se vive no contexto da pandemia do novo coronavírus, o Curso de Inverno precisou ser adaptado e feito de modo virtual, o que exigiu ainda mais tanto do reitor quanto dos seminaristas, como relata o seminarista Lucca Ormonde, de 20 anos, pertencente à Comunidade São Felipe Neri e à etapa formativa do Discipulado I: “O Curso de Inverno deste ano foi, de fato, muito curioso. Não posso dizer que foi diferente, pois esta foi a primeira vez que participei dele. Porém, pelo que vivenciei naqueles dias de formação, pude experimentar reflexões profundas a respeito do sacerdócio, em um momento que se nós nos deixarmos levar, poderíamos perder um pouco da dimensão do chamado, já que não estamos fisicamente no seminário e em comunidade, o que, por vezes, pode esfriar o chamado. Foram dias de aprendizado, aprofundamento, e conscientização do chamado.” Sem sombra de dúvidas, o resultado final foi excelente, pois a programação do curso foi cumprida e os seminaristas participaram ativamente com perguntas e colocações ao final de cada conferência. Com o Curso de Inverno, os formadores e seminaristas iniciaram mais um semestre formativo, ainda que totalmente atípico com os seminaristas tendo de realizar a  programação formativa nas casas dos seus familiares. No mais, todos os formadores e seminaristas seguem na esperança da tão sonhada cura para a Covid-19 e no desejo de se manterem fiéis ao que a Igreja propõe atualmente para a formação dos seus presbíteros.

Seminarista Islandson Félix


Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.