Arquidiocese do Rio de Janeiro

24º 21º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 31/10/2020

31 de Outubro de 2020

Padroeira dos avós visita pessoas idosas em instituições da cidade

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

31 de Outubro de 2020

Padroeira dos avós visita pessoas idosas em instituições da cidade

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

26/07/2020 00:47
Por: Carlos Moioli

Padroeira dos avós visita pessoas idosas em instituições da cidade 0

Por ocasião do Dia dos Avós, comemorado em 26 de julho, a imagem da Senhora Sant’Ana, mãe da Virgem Maria e avó de Jesus, visitou cinco instituições que acolhem pessoas idosas. A imagem da copadroeira da Arquidiocese do Rio que percorreu as instituições é venerada na Paróquia Sant’Ana, no Centro, onde também é padroeira.

Segundo o coordenador arquidiocesano de pastoral, cônego Cláudio dos Santos, que também é pároco da Catedral e responsável pela programação, a visita foi uma iniciativa do Cardeal Orani João Tempesta.

“Inspirado por Deus, nosso cardeal viu nesta iniciativa, em virtude da situação pandêmica que estamos passando, uma rica ação pastoral junto às pessoas idosas que não podem receber visitas de seus familiares e amigos”, disse.

A visita da imagem de Sant’Ana aconteceu de 20 a 24 de julho, começando no Lar Geriátrico Tijuca, na Tijuca, passando pela Casa das Missionárias da Caridade, em Bonsucesso, Casa de Repouso Nossa Senhora do Amparo, em Guaratiba, Recanto do Idoso, em Bangu, e, por último, na sede do Retiro dos Artistas, no Pechincha, em Jacarepaguá.

Cônego Cláudio acrescentou que procurou levar, através das visitas e dos momentos de orações, uma mensagem de fé e esperança, no que foi recebido com alegria em todos os lugares, percebida pela acolhida e participação das pessoas.

“Muitos idosos se lembraram de seus netos e ficaram agradecidos a arquidiocese pela visita. São pessoas, pela experiência de vida, importantes para a sociedade, para nossas vidas. Uma sociedade sem idosos é uma sociedade sem história. Agradeçamos a Deus por esta inspiração que brotou no coração do nosso pastor”, disse cônego Cláudio.
 
Simplicidade da fé
Wagner Ramos, que coordena na Catedral um projeto social com moradores de rua e  participou das visitas, disse que se alegrou pela maneira com que as pessoas idosas manifestam a fé.

“Foi bonito ver a simplicidade e a emoção das pessoas idosas com a presença da imagem da padroeira, embora muitas delas, apesar da riqueza da história de vida, foram abandonadas. No Dia dos Avós comemoramos, por tradição, a devoção a Sant’Ana, mas nunca vimos uma ação pastoral que privilegiasse as pessoas idosas assistidas nas instituições, por sinal, bem tratadas, e com toda a dignidade que merecem. Foi uma ação inédita e um belo testemunho da Igreja que vai ao encontro dessas pessoas”, disse Wagner.

O fundador da Comunidade Pequena Nuvem, diácono Edilson Ezequiel de Lima, que acolheu a imagem na Casa das Missionárias da Caridade, em Bonsucesso, disse que a visita foi importante para alegrar a vida das pessoas assistidas.

“São senhoras idosas que deixaram de receber visitas neste tempo de isolamento, porque fazem parte do grupo de risco. A visita da avó de Jesus alegrou a todas, já que muitas são avós”, disse.
 
Carlos Moioli



Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.