Arquidiocese do Rio de Janeiro

24º 18º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 06/08/2020

06 de Agosto de 2020

‘O desafio hoje é iluminar as consciências para que as pessoas possam viver na fé e serem coerentes com o Evangelho’

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

06 de Agosto de 2020

‘O desafio hoje é iluminar as consciências para que as pessoas possam viver na fé e serem coerentes com o Evangelho’

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

22/05/2020 12:06
Por: Redação

‘O desafio hoje é iluminar as consciências para que as pessoas possam viver na fé e serem coerentes com o Evangelho’ 0

Foi celebrado no dia 17 de maio o Dia Nacional do Congregado Mariano. Esse dia normalmente é marcado por missas campais e procissões, mas este ano tudo foi diferente.

As comemorações foram iniciadas já na noite que antecedia a data com a divulgação de vídeos, um com a mensagem do arcebispo do Rio, Cardeal Orani João Tempesta, para os congregados e outro com o Hino dos Congregados cantados por vários membros das congregações da nossa arquidiocese.

No dia 17 de maio, as transmissões começaram no Facebook da Federação Mariana e em seu canal do YouTube, o "Marianos do Rio TV", com o Terço Mariano rezado diretamente da Casa do Congregado Mariano, situada no bairro de Água Santa, e seguido de uma breve formação feita pelo presidente da Federação das Congregações Marianas do Rio de Janeiro, o congregado Fabio Jacques.

Às 10h, as atenções passaram para a WebTV Redentor e Rádio Catedral, pois Dom Orani, da Capela Nossa Senhora da Conceição, do Palácio São Joaquim, na Glória, com muito carinho preparou uma programação para o Dia do Congregado, fazendo ele a abertura da transmissão e passando para o padre Marcus Vinícius Brito de Macedo que falou sobre o tema do dia: “Pede a Mãe que o Filho atende”. O intervalo para a celebração foi preenchido com músicas marianas, com destaque para o Hino das Congregações Marianas.

Na celebração do 6º Domingo da Páscoa, Dom Orani mais uma vez destacou sobre a missão dos congregados. Antes da recitação da Oração do Regina Coeli que encerrou as transmissões, o bispo auxiliar Dom Roque de Costa Souza, presente na celebração, lembrou de quando ainda padre foi assistente eclesiástico da Federação das Congregações Marianas do Rio de Janeiro.
Apesar do distanciamento social, foi um dia de muitas emoções para todos os congregados marianos do Rio de Janeiro.

Dia Nacional do Congregado Mariano
(Saudação de Dom Orani na abertura das transmissões)
“A minha saudação a todos vocês, congregados marianos. Salve Maria! Neste ano, por causa da pandemia, a celebração teve que ser diferente, de forma virtual, mas peço a Deus que abençoe todos vocês que estão celebrando o Dia Nacional em suas casas, a Igreja doméstica.
A programação foi feita em cima do tema: 'Peça a mãe que o Filho atende' e do lema: 'Caminho seguro até Cristo'.

Todos os dias deste mês de maio, dedicado a Maria, estamos rezando com os párocos das paróquias com títulos marianos, pedindo o fim da pandemia.

Assim como os congregados marianos, a Arquidiocese do Rio de Janeiro tem uma tradição católica mariana.

Colocando nossa vida diante do Senhor, pedimos a intercessão de Maria, a bem-aventurada que procurou fazer a vontade de Deus: 'Cumpra-se em mim a tua palavra'. Como nas Bodas de Caná, ela continua a pedir pelas necessidades do povo de Deus. Na reflexão do tema do dia, Maria olha para nossa realidade de dor e sofrimento, e diz: 'Eles não têm mais vinho'. Ela nos anima a viver esse momento com fé, confiança e esperança, despertando em nós a caridade fraterna: ! Fazei tudo o que Ele vos disser'.

Minha experiência com a espiritualidade mariana vem de criança, ainda coroinha, quando acompanhava os congregados marianos em missão nas capelas da zona rural da minha terra natal, São José do Rio Pardo, no interior de São Paulo. Os congregados faziam, como diz o hino: 'Nós somos missionários, por Cristo convidados!'

Na Diocese de São José do Rio Preto, onde servi como bispo, pude acompanhar o bonito trabalho dos congregados marianos, que tinham uma casa de encontros de formação e retiros. Também em Belém do Pará, onde encontrei uma Juventude Mariana muita animada. Depois, aqui no Rio de Janeiro, com destaque para a sede em Água Santa.

Em todos os lugares pude perceber missionários animados, evangelizadores entusiasmados. Os congregados mais velhos passando a espiritualidade para as novas gerações. Muda-se os tempos e as maneiras de trabalho, mas o fervor e o entusiasmo continuam. A fundação de novas congregações marianas nas paróquias mostra a vitalidade do movimento que vai encontrando caminhos para vencer os desafios.

Convido a todos para continuar na procura de ser animados missionários e evangelizadores, não só nas áreas geográficas das paróquias, mas nas realidades humanas, em todos os ambientes da nossa grande cidade. Os desafios hoje são iluminar as consciências para que as pessoas possam viver na fé e serem coerentes com o Evangelho. O mundo precisa de homens e mulheres que possam ser uma presença cristã junto às pessoas.

Temos na Arquidiocese do Rio uma riqueza de carismas, entre eles, os dos congregados marianos. Todos são chamados a viver sua espiritualidade, mas em comunhão, na unidade. O segredo do cristão é viver na simplicidade de cada dia, de coração aberto à graça e aos dons de Deus, caminhar um do lado do outro, na mesma direção, e com a mesma preocupação de implantar o Reino de Deus em todos os ambientes.

Unidos na mesma fé, peçamos a Maria que continue intercedendo por cada um de nós para que continuemos firmes na missão, de fazer o bem, de servir a Igreja de seu filho, o Cristo Senhor”.

Carlos Moioli

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.