Arquidiocese do Rio de Janeiro

24º 21º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 05/06/2020

05 de Junho de 2020

Igreja no Rio pede a intercessão de Maria durante o mês de maio

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

05 de Junho de 2020

Igreja no Rio pede a intercessão de Maria durante o mês de maio

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

01/05/2020 02:14
Por: Redação

Igreja no Rio pede a intercessão de Maria durante o mês de maio 0

“Neste mês de maio, consagrado a Maria Santíssima pela piedade dos fiéis, o nosso espírito exulta ao pensar no espetáculo comovente de fé e de amor que será oferecido em todas as partes da terra em honra da Rainha do céu. Na verdade, é um mês em que, nos templos e entre as paredes domésticas, sobe dos corações dos cristãos até Maria a homenagem mais ardente e afetuosa da prece e da veneração. E é também o mês em que mais copiosos e mais abundantes descem até nós, do seu trono, os dons da misericórdia divina.” (Encíclica "Mense Maio", Papa Paulo VI)

Com as palavras do Papa São Paulo VI, recordamos que tradicionalmente a Igreja dedica o mês de maio para honrar a Virgem Maria. Ao longo do ano, quando observamos o calendário litúrgico, vemos que são inúmeras as celebrações que celebram a presença da Mãe da Deus, como auxílio da Igreja e de todos os seus filhos. Porém, é no mês de maio que esta memória se torna mais presente na vida da Igreja, e nossa particularmente.

Conhecendo um pouco de como surgiu a tradição do mês dedicado a Mãe de Deus, é necessário recordar que no passado, o mês de maio no Hemisfério Norte era relacionado com o ciclo da natureza, pois é no mês de maio que começa a primavera, na qual as flores renascem, rompendo o duro inverno de clima acinzentado e frio, dando lugar a uma nova estação cheia de cor e alegria. Até mesmo o nome 'maio' veio da mitologia romana, com a deusa chamada Maia ou Maia Maiestas, que no paganismo era relacionada com a primavera. Na Idade Média, muitos foram os costumes similares, nos quais tudo era concentrado no 'arrivo' ('chegada') do bom clima e fim do inverno. O dia 1º de maio era considerado como o apogeu da primavera.

Antes do século XII, começou a tradição de "Tricesimum" ou “A devoção de 30 dias a Maria”, comemorada do dia 15 de agosto a 14 de setembro. Na Itália, o 15 de agosto, Solenidade da Assunção de Maria ao céu, é conhecido como ferragosto, feriado nacional e considerado o dia mais quente do ano. Foi no período Barroco, especificamente no século XVII, que a ideia de um mês dedicado especificamente a Maria começou a tomar forma. Este mês era caracterizado por 30 exercícios espirituais diários em homenagem a Virgem Maria. Foi neste período em que o mês de maio e de Maria combinaram, fazendo que esta celebração contasse com devoções especiais organizadas a cada dia durante o mês. Esta tradição durou, de modo especial, durante o século XIX, estendendo-se até os dias de hoje.

As formas nas quais Maria é honrada no mês de maio são inúmeras, e todas de uma grande e inigualável beleza. Ao longo da História, muitos dedicaram poesias, músicas e grandes homenagens a Mãe de Deus. Personalidades e, na grande maioria, o povo fiel viam representados nos diversos títulos a Maria o auxílio para todos os momentos de suas vidas, durante peregrinação neste mundo. Pensemos nas diversas manifestações de súplicas e agradecimentos realizadas em nossas comunidades, missas, orações do santo terço, coroações realizadas pelas crianças vestidas de anjos etc.

Neste período de extremo desafio para o mundo, Maria continua a caminhar conosco. “Nossa Mãe nos ajudará a enfrentar com mais fé e esperança o tempo de provação que estamos atravessando” (Papa Francisco). Com esta afirmação o Santo Padre nos convida a rezarmos ainda com mais fervor neste Mês Mariano, mesmo ainda impedidos de estarmos presencialmente em nossas paróquias. Neste tempo particular, o apelo do Papa é de que intensifiquemos as nossas orações em nossas casas, 'igrejas domésticas', especialmente por meio da oração do terço.

Desta forma, pensando nestas restrições que ainda estamos vivendo, a Arquidiocese do Rio de Janeiro, por meio de nosso pastor Cardeal Orani João Tempesta, organizou uma programação para que com você e sua família rezemos juntos neste Mês Mariano, com grande confiança e devoção.
Programação da Arquidiocese do Rio para o mês de maio:

(Todos os momentos de orações da programação abaixo serão transmitidos pela Rádio Catedral e WebTV Redentor)

1 a 31/5, às 20h - Terço Mariano com Dom Orani e as paróquias marianas da Arquidiocese do Rio.
1/5 - Sexta-feira, às 16h - Live do Terço dos Homens transmitida diretamente da Basílica Nossa Senhora da Penha, na Penha.
2/5 - Sábado, a partir das 7h, a imagem peregrina de Nossa Senhora Aparecida sairá da Catedral de São Sebastião e percorrerá toda a arquidiocese. A imagem chegará às 12h na Rádio Catedral, onde, durante a Oração do Ângelus, Dom Orani dará a bênção a todos os fiéis.
7/5 - Quinta-feira, às 20h - Terço dos Homens com Dom Orani, padre Alberto Gonzaga de Almeida e diácono Melquisedec Ferreira da Rocha, da Paróquia São Rafael Arcanjo, em Vista Alegre
9/5 - Sábado, às 12h - Oração do Ângelus com Dom Orani e frei Bruno Varriano, custódio da Basílica da Anunciação, em Nazaré, na Terra Santa.
10/5 - Domingo, às 20h - Dia das Mães. Oração do Terço Mariano com as mães de cinco padres da nossa arquidiocese.
16/5 - Sábado, às 12h - Oração do Ângelus com Dom Orani e o Santuário de Nossa Senhora de Fátima, em Fátima, Portugal.
23/5 - Sábado, às 12h - Oração do Ângelus com Dom Orani e o padre Tiago Sardinha, reitor da Basílica de Nossa Senhora da Penha, na penha.
28/5 - Quinta-feira, às 20h - Terço com Dom Orani, cônego Cláudio dos Santos e representantes de movimentos de espiritualidade mariana.
30/5 - Sábado, às 12h - Oração do Ângelus com Dom Orani e o padre Eduardo Catalfo, reitor da Basílica de Nossa Senhora Aparecida, em Aparecida (SP).
31/5 - Domingo - Encerramento do Mês Mariano na Basílica de Nossa Senhora da Penha, na Penha.

Padre Arnaldo Rodrigues
 
Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.