Arquidiocese do Rio de Janeiro

28º 22º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 23/02/2020

23 de Fevereiro de 2020

Seminaristas fazem missão na comunidade Beira Rio

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

23 de Fevereiro de 2020

Seminaristas fazem missão na comunidade Beira Rio

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

17/01/2020 13:05
Por: Carlos Moioli

Seminaristas fazem missão na comunidade Beira Rio 0

Após participar do Retiro Nacional dos Seminaristas (Renasem) de 2020, neste ano realizado na Arquidiocese do Rio de Janeiro, 13 seminaristas fizeram missão de 10 a 20 de janeiro, no território da Capela São José, na comunidade Beira Rio, pertencente à Paróquia São Marcos, na Barra da Tijuca.

Acolhidos pelo pároco local, padre Alan Dias de Oliveira, os seminaristas missionários foram apresentados para os fiéis da comunidade no dia 12 de janeiro, durante a Trezena de São Sebastião, com a presença do Cardeal Orani João Tempesta.

Segundo o coordenador da missão, seminarista André Luiz Oliveira dos Santos, da Arquidiocese do Rio, participar da “Missão-Renasem”, na própria arquidiocese num período em que ela vive o Ano Missionário, foi um grande sinal de Deus e a confirmação de Sua vontade.

“Escutar os irmãos, levar a santa Palavra, consolar os aflitos, levar a esperança àqueles que a perderam, anunciar a graça de Deus que é o próprio Jesus permitiu-me tocar no que é próprio do sacerdote e desejar ainda mais uma configuração total a Nosso Senhor Jesus por meio do sacerdócio”, disse André Luiz.

Igreja em saída
Para o seminarista Raimundo Nonato da Silva Santos, da Arquidiocese de Palmas (TO), a missão pós-Renasem lhe proporcionou fazer a experiência que o Papa Francisco pede de uma “Igreja em saída”, na qual ele vivenciou momentos únicos de encontros com pessoas sofridas, por causa do desemprego e pelas condições espirituais. “Desde já e depois como padre, devo levar o amor de Deus a essas pessoas tão machucadas pelas inúmeras perdas, desilusões e falta de esperança”, disse.

“A missão foi um marco em minha vida vocacional, pois o povo da comunidade Beira Rio mexeu bastante comigo, no olhar, em um simples abraço e acolhimento. A missão pós-Renasem ficará marcada na minha história e me ajudou a olhar a realidade dos homens e mulheres com bem mais zelo e carinho, olhar com olhos de Cristo Jesus”, destacou Raimundo Nonato.

Cultura do encontro
Segundo o seminarista Romulo Freire Barroso, da Arquidiocese de São Paulo (SP), a missão vem da necessidade da cultura do encontro, como diz o Papa Francisco, o que proporcionou a ele a alegria de conhecer novas pessoas. Ele ficou entusiasmado com as visitas que fez, e manifestou o quanto se pode fazer experiência de Deus, quando Jesus se apresenta em meio aos discípulos missionários.

“A grande alegria da missão é de um Deus que se deixa encontrar, enxuga as lágrimas de quem sofre, alivia o fardo de quem se encontra cansado e fadigado”, disse Romulo.

Renasem 2020
O Retiro Nacional para Seminaristas (Renasem) é realizado anualmente e tem como objetivo reunir seminaristas que comungam da espiritualidade da Renovação Carismática Católica (RCC), além de proporcionar aos seminaristas, no período de férias, uma renovação espiritual, tempo de descanso em Deus e a vivência da fraternidade sacerdotal.

Neste ano de 2020, o Renasem foi realizado no Rio de Janeiro de 6 a 10 de janeiro, na Casa de Retiro São Francisco de Sales, mantida pela Comunidade Sementes do Verbo.

O evento, que começou com missa na Igreja da Candelária, reuniu 230 participantes de 16 estados, sendo 25 padres que permaneceram durante todo retiro, além dos padres visitantes. “Durante o encontro, tivemos fortes momentos de oração e fraternidade entre os seminaristas”, ressaltou o secretário nacional do Renasem, seminarista Luis Alberto Torres, da Arquidiocese do Rio.

Ele também destacou o evento “Lançai as Redes”, realizado no dia 6 de janeiro, na Praia de Copacabana, em frente ao Copacabana Palace, que reuniu seminaristas e membros de novas comunidades. A missa, com a presença da imagem peregrina de São Sebastião, foi presidida por Dom Orani e concelebrada por 30 sacerdotes.

No mesmo dia, os seminaristas visitaram o túmulo onde estão os restos mortais do servo de Deus Guido Schaffer, na Paróquia Nossa Senhora da Paz, em Ipanema. No dia 10 de janeiro, os seminaristas participaram de missa no Santuário Cristo Redentor, no Corcovado, presidida pelo bispo auxiliar e animador dos seminários, Dom Roque Costa Souza, e, depois, visitaram a Catedral de São Sebastião e do Museu Arquidiocesno de Arte Sacra.

“Para mim, o Renasem é uma obra de Deus que muito me ajuda na caminhada rumo ao sacerdócio. Sou muito grato a Deus, por poder vivenciar a oração e a fraternidade de forma tão intensa nestes dias de retiro, que me auxiliam a perseverar na vontade de Deus para minha vida”, afirmou o seminarista Luis Alberto, que faz o 1º ano de teologia no Seminário Arquidiocesano de São José.

Carlos Moioli



Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.