Arquidiocese do Rio de Janeiro

28º 22º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 13/11/2019

13 de Novembro de 2019

Festa da Unidade 2019 abre Ano Missionário

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

13 de Novembro de 2019

Festa da Unidade 2019 abre Ano Missionário

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

30/11/2019 00:00
Por: Redação

Festa da Unidade 2019 abre Ano Missionário 0

A Arquidiocese do Rio promove no dia 30 de novembro, com início às 8h, na Catedral Metropolitana de São Sebastião, a sétima edição da Festa da Unidade, que neste ano tem como tema: “Missionários da unidade” e como lema: “Ide por todo mundo e a todos pregai o Evangelho” (Mt 16,15). O evento marcará a abertura do Ano Missionário na Arquidiocese do Rio.

Para o vigário episcopal do Vicariato Urbano, padre Wagner Toledo, o lema da festa reforça o chamado missionário. “O lema ‘Ide por todo mundo e anunciai o Evangelho’ provoca o maior desejo de realizar a obra do Senhor no coração de todos os fiéis, em comunhão com Dom Orani”.

Padre Wagner também destacou a unidade dos vicariatos da arquidiocese no evento. “Este encontro tem uma dimensão belíssima quando somos capazes de contemplar todo o contexto arquidiocesano que, como um grande vitral, de maneiras diferentes, a gente vai se complementando e forma um mosaico que resplandece e encanta aqueles que nos veem”.

O coordenador arquidiocesano de pastoral, cônego Cláudio dos Santos, destacou a importância da festa para a arquidiocese. “É a oportunidade que todos temos de perceber este desejo da Igreja de ir ao encontro das pessoas. Para isso também contamos com a Cruz Missionária e o estandarte, que serão acolhidos neste dia. As pessoas estão convidadas a irem de camisa branca, trazendo na mão um lenço da cor do seu vicariato, para que possamos representar esta unidade dentro da nossa arquidiocese”.

Cônego Cláudio enfatizou sobre a importância da unidade entre os fiéis para anunciar o Evangelho aos que estão distantes da Igreja. “Independentemente de qual vicariato, o importante é que todos estaremos reunidos, como Igreja que somos, para fazer esta obra de Deus, que é levá-Lo ao coração daqueles que estão mais afastados. Em cada local nesta cidade Deus pode ser encontrado. Para isso, cada pessoa é chamada não mais a esperar que o outro venha até nós, mas devemos ser uma Igreja mais do ir do que do vir”.

O vigário episcopal do Vicariato Sul, padre Geovane Silva, ressaltou a importância da união presencial dos fiéis de todas as paróquias da arquidiocese. “É uma oportunidade única que todas as paróquias do Rio, com as diversas manifestações de fé, possam se encontrar em torno de um único tema, que é a unidade da Igreja do Rio. Vejo que a celebração da Festa da Unidade é fundamental, porque nós somos diferentes, mas pertencemos a um só corpo. Neste momento de celebração nós tomamos a consciência de celebrar como um só corpo”.

A Festa da Unidade contará com animação e música, conduzidas por Olívia Ferreira, reflexão e oração do padre Antônio José e será encerrada com missa presidida pelo arcebispo do Rio, Cardeal Orani João Tempesta.

A festa representa também a passagem do Ano Vocacional Sacerdotal para o Ano Missionário. Cônego Cláudio comentou sobre a conclusão e o saldo do Ano Vocacional. “Eu percebo que foi extraordinário no sentido de suscitar, através da Pastoral Vocacional e do empenho de tantos padres nas comunidades, o desejo dos jovens de seguir a Deus. No findar desse Ano Vocacional Sacerdotal, nós tivemos um saldo bastante positivo”.
A Festa da Unidade foi criada em 2013 por Dom Orani, para promover a unidade de toda a Arquidiocese do Rio, indo ao encontro de seu lema episcopal: “Para que todos sejam um”.

O vigário episcopal do Vicariato Leopoldina, padre Alberto Gonzaga de Almeida, ressaltou a unidade da Igreja em torno da orientação do arcebispo. “A importância da unidade é celebrar a comunhão, no sentido de estarmos juntos, ligados em torno da orientação do nosso pastor, para dizer que estamos com ele e seguimos sua orientação e seus ensinamentos para a Igreja no Rio”.

Para o vigário episcopal do Vicariato Jacarepaguá, cônego Robert Chrzaszcz, a postura de promover a unidade das pessoas presencialmente é muito importante em uma época em que predominam as relações virtuais. “Nos nossos tempos é cada vez mais difícil as pessoas se encontrarem face a face. Muitas coisas se resolvem por redes sociais e, cada vez mais, é assim que nos comunicamos com as pessoas. Então, a Festa da Unidade é uma procura de resposta, de unir as pessoas em volta de Jesus, em torno da nossa fé e do nosso pastor Dom Orani. Este desejo de unidade veio do coração dele: ‘Que todos sejam um’. Dom Orani não traz isso apenas no seu brasão, mas também na sua postura, no seu jeito de comunicar com as pessoas”.

João Guilherme Vianna

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.