Arquidiocese do Rio de Janeiro

33º 21º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 09/12/2019

09 de Dezembro de 2019

Terço pela Paz reuniu fiéis no centro do Rio

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

09 de Dezembro de 2019

Terço pela Paz reuniu fiéis no centro do Rio

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

10/10/2019 12:47
Por: Carlos Moioli

Terço pela Paz reuniu fiéis no centro do Rio 0

“Temos a certeza da intercessão de Maria diante das necessidades do povo de Deus e das grandes crises da Igreja”, disse o arcebispo do Rio, Cardeal Orani João Tempesta, ao iniciar o Terço pela Paz. A cerimônia foi realizada no Largo da Carioca, às 12h, no dia 7 de outubro, memória de Nossa Senhora do Rosário, com transmissão ao vivo pela Rádio Catedral.

Organizado pelos vicariatos, de 1º a 10 de outubro, o Terço pela Paz aconteceu em âmbito arquidiocesano. Até então, desde 2017, ocorria nas arquidioceses e dioceses fluminenses, inclusive na cidade do Rio, como iniciativa de Dom Orani, quando esteve à frente do Regional Leste 1 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

“A tradição da recitação do Terço Mariano é muita bonita. A memória de Nossa Senhora do Rosário, que celebramos hoje, recorda o episódio de Lepanto, no século XVI, quando foi possível a vitória dos católicos, mesmo sendo minoria. O Papa Pio V instituiu a festa para marcar a proteção de Maria como auxílio dos cristãos”, acrescentou.

Recordando a Missa pela Paz que presidiu no Santuário da Penha, no dia 24 de setembro, Dom Orani reforçou o pedido que fez para os fiéis, de rezar e multiplicar a recitação do Terço de Nossa Senhora com os vizinhos.

“Renovo a todos o convite para que continuem, pela oração do Rosário, a pedir a intercessão de Maria pela paz em nossa cidade, por todas as nossas necessidades e, de maneira especial, pela Igreja. Sejamos instrumentos de paz. Comecem nas próprias casas, depois multipliquem na vizinhança. Aproveitemos esse mês para fortalecer nossa consciência de que somos missionários. Sejamos missionários de maneira permanente”, disse Dom Orani.

O Terço pela Paz no Largo da Carioca, agora em âmbito arquidiocesano, foi organizado pelo Vicariato Episcopal Urbano, sob a coordenação do padre Wagner Toledo.

“Hoje, no Largo da Carioca, estamos rezando pela paz. Semana passada, estivemos na Lapa no ‘Rock Povo’, servindo nossos irmãos em situação de rua. Há tantos trabalhos que a Igreja realiza para ir ao encontro e amenizar as necessidades do nosso povo. A comunhão entre oração e ação mostra a grande contribuição que a Igreja oferece à cidade. A oração com a ação nos leva a viver a graça da nossa fé. Irmanados sob a proteção da Virgem Maria, vivamos nossa vocação de discípulos e missionários do seu filho Jesus”, disse padre Wagner.

Segundo o diácono Melquisedec Ferreira da Rocha, que conduziu a recitação do Terço pela Paz, o evento faz parte do pedido do Papa Francisco de ser uma “Igreja em saída”.

O Santo Padre tem exortado a Igreja a esse dinamismo pastoral fora dos muros de nossas paróquias. Foi o que fizemos. Mas também vem de encontro aos anseios do povo carioca. O Rio é uma Cidade Maravilhosa, habitada por um povo maravilhoso, mas cansado e em muitas vezes abatido por tantas realidades de violência. Justamente, neste contexto levamos a fé, a esperança as ruas rezando o Terço de Nossa Senhora e pedindo a paz”, disse o diácono Melquisedec.

Com o rosário nas mãos, o Terço pela Paz foi acompanhado pelos fiéis que tinham conhecimento do evento, e por muitos que estavam apenas passando pelo local. Também pelos padres Nixon Bezerra, José Edilson de Lima, Flávio de Carvalho, frei Edielson da Cunha; e o padre Edmar da Costa, que presidiu missa como conclusão do Terço pela Paz, realizada na Igreja de Nossa Senhora do Parto, no Centro.

“Rezamos com nosso pastor o Terço pela Paz. Foi um momento de oração em praça pública, no centro do Rio, justamente para dar testemunho da fé. Para dizer que deixamos nossas casas, nosso trabalho para rezar pela paz, para mostrar que somos aqueles que fomos resgatados e transformados por Deus. Pela oração, o Senhor pode transformar nossos momentos difíceis em tempos de paz. Que Nossa Senhora, a Rainha da Paz, nos abençoe”, disse padre Nixon, que conduziu durante o Terço a oração da Salve Rainha.

Carlos Moioli
 
Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.