Arquidiocese do Rio de Janeiro

35º 19º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 22/11/2019

22 de Novembro de 2019

Bispos do Rio de Janeiro elegem a nova presidência do Regional Leste 1 – CNBB

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

22 de Novembro de 2019

Bispos do Rio de Janeiro elegem a nova presidência do Regional Leste 1 – CNBB

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

09/05/2019 00:00 - Atualizado em 10/05/2019 06:52
Por: Regional Leste 1 (cnbbleste1.org.br)

Bispos do Rio de Janeiro elegem a nova presidência do Regional Leste 1 – CNBB 0

Dom José Francisco Rezende Dias, Arcebispo Metropolitano de Niterói (RJ), foi eleito na noite desta quinta-feira, 09 de maio, o novo presidente do Regional Leste 1 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Dom José Francisco era o atual vice-presidente do organismo. O episcopado fluminense também escolheu dom Gilson Andrade da Silva, bispo de Nova Iguaçu (RJ), como vice-presidente e dom Tarcisio Nascentes dos Santos, bispo de Duque de Caxias (RJ), foi reeleito como secretário. A eleição foi realizada durante a 57ª Assembleia Geral da CNBB, em Aparecida (SP).

Biografia do Presidente: Filho do casal Higino Strazzer Dias e Maria do Rosário Rezende Dias, Dom José Francisco nasceu em Brasópolis, Minas Gerais, em 02 de abril de 1956. Após cursar o ensino fundamental na Escola Estadual Coronel Francisco Braz e o ensino médio na Escola Estadual Presidente Wanceslau em Brasópolis-MG, concluindo o curso científico no Colégio Pré-Universitário em Pouso Alegre-MG, entrou para o Seminário Arquidiocesano de Pouso Alegre onde cursou a faculdade de Filosofia entre os anos de 1973 e 1974 e a faculdade de Teologia no Instituto Teológico do Sagrado Coração de Jesus, em Taubaté-SP, entre os anos de 1975 e 1978. Dom José fez seu Mestrado em Teologia Espiritual pelo Pontifício Instituto Teresianum de Roma (1987-1989). Foi nomeado bispo auxiliar da Arquidiocese de Pouso Alegre (MG) pelo Papa São João Paulo II em 28 de março de 2001 e sua ordenação episcopal aconteceu em 02 de junho do mesmo ano na Catedral da Arquidiocese mineira. Está no Governo Pastoral da Arquidiocese de Niterói desde o 15 de fevereiro de 2012 quando sucedeu Dom Alano Maria Pena que tornou-se arcebispo emérito.

Como padre de Pouso Alegre, Dom José foi Vigário Paroquial nas paróquias de Silvianópolis, Carvalhópolis, Turvolândia, Paraisópolis e Sapucaí Mirim; Reitor da Comunidade de Teologia da Arquidiocese de Pouso Alegre em Taubaté; Diretor Espiritual no Seminário Arquidiocesano de Pouso Alegre; Pároco da Paróquia de Santa Rita de Caldas; Diretor do Instituto Teológico Interdiocesano São José em Pouso Alegre; Vigário Geral e Reitor do Seminário da Arquidiocese de Pouso Alegre. Após a sua ordenação episcopal foi Bispo Auxiliar de Pouso Alegre-MG (2001-2005); e Bispo de Duque de Caxias-RJ (2005-2011).

Biografia do Vice-presidente: Dom Gilson é carioca da gema, nascido no bairro do Méier na cidade do Rio de Janeiro, RJ, em 11 de setembro de 1966. Logo cedo mudou-se para a cidade de Mendes onde conheceu o Padre Marceau Constant que lhe ajudou nos primeiros passos de sua caminhada vocacional. Entrou para o Seminário Diocesano Nossa Senhora do Amor Divino da Diocese de Petrópolis (RJ) onde cursou a faculdade de Filosofia entre os anos de 1985 e 1987. Os estudos de Teologia foram feitos na Universidade de Navarra na Espanha entre os anos de 1988 e 1991. No ano em que conclui os estudos teológicos foi ordenado presbítero no dia 04 de agosto. Realizou mestrado em Sagrada Teologia na Pontifícia Universidade da Santa Cruz em Roma, Itália, e no dia 27 de julho de 2011 foi nomeado pelo Papa Emérito Bento XVI como bispo Auxiliar da Arquidiocese de São Salvador da Bahia (BA), sua ordenação episcopal aconteceu no dia 24 de setembro daquele ano na Catedral de São Pedro de Alcântara em Petrópolis e no dia 10 de outubro fora apresentado na Arquidiocese soteropolitana. Desde o dia 01 de setembro de 2018 é o bispo coadjutor da Diocese de Nova Iguaçu, devendo suceder Dom Luciano Bergamin, CRL, quando este tornar-se emérito ao completar 75 anos de idade.

Antes do episcopado Dom Gilson atuou como Vice-Reitor do Seminário Diocesano Nossa Senhora do Amor Divino, Petrópolis-RJ (1991-1997 e 1999-2004); Vigário Paroquial da Paróquia de Sant’Ana e São Joaquim em Petrópolis (1991-1994); Professor no Seminário Diocesano Nossa Senhora do Amor Divino (1991); Professor de Teologia e Filosofia na Universidade Católica de Petrópolis desde (2000-2011); Membro do Conselho Pastoral Diocesano (2004-2011); Membro da Equipe de Coordenação Diocesana do Plano Pastoral de Conjunto e da Missão Popular; Diretor do Instituto de Teologia, Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Católica de Petrópolis (2004-2005); Reitor do Seminário (2004-2011); Coordenador da Pastoral da Juventude da Diocese de Petrópolis (2004-2011); Membro do Colégio de Consultores (2006-2011); Presidente da Associação Mantenedora Faculdades Católicas Petropolitanas – UCP (2008-2011). Após a sua ordenação episcopal, foi bispo auxiliar de Salvador, Bispo Referencial dos Ministérios e Vocações no Regional Nordeste 3 – CNBB e representou o Brasil no Sínodo dos Bispos em outubro de 2018 na Cidade do Vaticano.

Biografia do Secretário: Filho do casal Elói Gonçalves dos Santos e Emerita Nascentes dos Santos, Dom Tarcisio nasceu em Niterói, Rio de Janeiro, em 27 de fevereiro de 1954. Cursou o ensino médio no Colégio Brasil. Tornou-se seminarista da Arquidiocese de Niterói e realizou os estudos acadêmicos de Filosofia na Escola Teológica da Congregação Beneditina do Brasil no Rio de Janeiro e de Teologia no Seminário Maior de Mariana em Minas Gerais (1975-1976) e na Escola Teológica da Congregação Beneditina do Brasil (1976-1978) no Rio de Janeiro. Sua ordenação presbiteral aconteceu em Niterói no dia 08 de dezembro de 1978. Em Roma, Dom Tarcisio realizou o estudos de mestrado e doutorado em Teologia Sistemática pelo Centro Acadêmico Romano da Santa Cruz entre os anos de 1985 e 1992. No dia 11 de fevereiro de 2009 foi nomeado Bispo de Divinópolis em Minas Gerais pelo Papa Emérito Bento XVI. Dom Tarcisio está no Governo Pastoral da Diocese de Duque de Caxias desde o 03 de novembro de 2012 quando tomou posse sucedendo a Dom José Francisco Rezende Dias que fora nomeado Arcebispo Metropolitano de Niterói.

Como Padre, Dom Tarcisio foi Pároco da Paróquia de São Domingos, em Niterói; Vice-Reitor e ecônomo do Seminário; Pároco da Paróquia Nossa Senhora de Nazaré, em Saquarema; Pároco da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição – Ilha da Conceição, Pró Vigário Geral, Diretor Espiritual do Seminário; Membro do Conselho Presbiteral; Membro da Comissão Regional dos Presbíteros; Sócio da Sociedade Brasileira de Canonistas-SBC (2003) e da ANPB; Pároco da Paróquia Nossa Senhora de Fátima, da Venda da Cruz, e Conselheiro Espiritual das ENS; Vigário Episcopal do Vicariato Niterói Norte (2005-2009); Diretor do Instituto Filosófico e Teológico do Seminário São José; Professor de Teologia Fundamental e Teologia Sistemática: na Faculdade de São Bento, do Mosteiro do Rio de Janeiro; no Instituto Filosófico e Teológico do Seminário São José e no Seminário Maior da Diocese de Nova Friburgo. Após sua ordenação episcopal, foi bispo de Divinópolis de 2008 a 2012 e é o atual secretário do Regional Leste 1 – CNBB.

Regional Leste 1 – CNBB: O Regional Leste 1 é uma representação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) no Estado do Rio de Janeiro. É composto por (arce) bispos de onze circunscrições eclesiásticas fluminenses que estão divididas em duas províncias. Integram a Província Eclesiástica de São Sebastião do Rio de Janeiro a Arquidiocese que a nomeia, mais as dioceses de Barra do Piraí – Volta Redonda, Duque de Caxias, Itaguaí, Nova Iguaçu e Valença. Já a Província Eclesiástica de Niterói é composta pela Arquidiocese de Niterói, as dioceses de Campos dos Goytacazes, Nova Friburgo e Petrópolis e a Administração Apostólica Pessoal de São João Maria Vianney. Diversas pastorais, movimentos, organismos e institutos estão integrados ao Regional por meio das Comissões Episcopais Pastorais.

Mandato: Dom José Francisco sucederá o Cardeal Orani João Tempesta que esteve a frente do organismo desde 2011. A nova presidência terá a missão de coordenar e animar a vida pastoral da Igreja Católica no Estado do Rio de Janeiro no próximo quadriênio (2019-2023).

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.