Arquidiocese do Rio de Janeiro

33º 21º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 09/12/2019

09 de Dezembro de 2019

Paróquias do Rio de Janeiro se mobilizam para ajudar vítimas das chuvas

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

09 de Dezembro de 2019

Paróquias do Rio de Janeiro se mobilizam para ajudar vítimas das chuvas

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

09/04/2019 16:33 - Atualizado em 10/04/2019 12:13
Por: Raphael Freire / Symone Matias

Paróquias do Rio de Janeiro se mobilizam para ajudar vítimas das chuvas 0

O arcebispo do Rio, Cardeal Orani João Tempesta, juntamente com o vigário episcopal para a Caridade Social, monsenhor Manuel Manangão, fez um pronunciamento na manhã desta terça-feira, 9 de abril, afirmando que a Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro se solidariza com as vítimas das fortes chuvas que ceifaram vidas e deixaram um rastro dramático de destruição em todas as regiões da cidade, em especial, nos bairros das zonas Sul e Oeste.

Dom Orani destacou ainda a atuação de muitos sacerdotes e fiéis da Arquidiocese do Rio, que desde a noite desta segunda-feira, dia 8, estão com as portas de suas paróquias abertas acolhendo todos os adultos, crianças e idosos que ficaram ilhados e tiveram que passar a noite fora de suas casas. O arcebispo ressaltou também que muitas igrejas estão acolhendo famílias desabrigadas que moram em áreas de deslizamentos e anunciou o início de uma campanha emergencial de arrecadação de donativos e recursos financeiros, através da Cáritas Arquidiocesana do Rio de Janeiro.

>> Ouça a mensagem de Dom Orani João Tempesta e monsenhor Manuel Manangão

Como colaborar

Para aderir à campanha, as doações de alimentos não perecíveis, água mineral, colchonetes, fraldas, roupas, calçados, material de higiene e limpeza, móveis e utensílios podem ser feitas diretamente nas paróquias e capelas mais próximas dos locais atingidos pelas chuvas. A ajuda financeira também pode ser feita através de depósito: Banco Bradesco; conta corrente 48500-4; agência 0814 –1, em nome de Cáritas Emergência.

Paróquia São José

A Paróquia São José, na Lagoa, foi uma das igrejas da Arquidiocese do Rio que abriu suas portas para refugiar quem estava ilhado devido ao temporal. A ideia de acolher as pessoas e avisar sobre o abrigo pelas redes sociais foi do pároco, padre Omar Raposo.

De acordo com a secretária paroquial, Anne Ramiro, cerca de 50 pessoas que estavam há mais de quatro horas desabrigadas puderam se proteger da chuva, se hidratar, ir ao banheiro, tomar um café com leite, telefonar para a família e recarregar o celular. Ainda segundo ela, um grupo conseguiu ir embora apenas por volta das 5h desta terça-feira, quando a chuva já havia melhorado e o nível da água estava mais baixo.

“A paróquia se tornou um importante ponto de abrigo e acolhimento, um local estratégico na Zona Sul e, graças a Deus, um dos pontos onde as pessoas puderam ser acolhidas e preservadas da forte enchente que atingiu a Lagoa e o Jardim Botânico. Abrimos a igreja e ela permaneceu aberta durante toda a madrugada. Algumas pessoas dormiram nos bancos, outras aproveitaram a presença dos padres para pedir uma assistência espiritual. Logo após a Missa das 19h, presidida pelo monsenhor Antonio Luiz Catelan, começamos a atender as primeiras crianças da Escola Parque que estavam ilhadas dentro do transporte escolar e foram sendo conduzidas até a paróquia, o que trouxe um pouco mais de tranquilidade aos pais até que eles pudessem chegar e resgatar seus filhos. Outro ponto importante foi que pudemos nos utilizar da comunicação através da grande imprensa e também das redes sociais, o que fez com que muitas pessoas deixassem seus carros e descessem dos ônibus para buscar abrigo na igreja. A mobilização, a tecnologia e o acolhimento dão muito certo! Sem esses elementos nós não conseguimos mais exercitar, com competência, uma ajuda humanitária. São elementos que nos integram e que nessa perspectiva nos ajudam a dar um belo testemunho de fé. Aconselhamos que a população evite sair de casa em dias de fortes chuvas, mas estamos com uma operação de 24h na igreja para qualquer situação emergencial, inclusive, no que tange a nossa população em situação de rua que também estamos prontos para acolher em nossa paróquia, sempre exercitando o nosso papel cristão de estabelecer uma relação de amor, além de colaborar com o poder público nesse momento emergencial”, garantiu padre Omar.

Para colaborar com os assistidos pela Paróquia São José, ligue: (21) 2294-6549.


Paróquia São João Batista

Outra comunidade arquidiocesana que está 24h de portas abertas para atender aos mais pobres e desabrigados é a Paróquia São João Batista, em Rio das Pedras. Conduzida pelo padre Marcos Vinício Miranda Vieira, a igreja está acolhendo famílias desabrigadas que moram em áreas de deslizamentos e recebendo doações de alimentos não perecíveis e água potável.     

“Como consequência das fortes chuvas desta segunda-feira, que atingiu todo o Rio de Janeiro, tivemos vários alertas na comunidade e em função disso muitos desabrigados. Em atenção a essa triste realidade nossa paróquia está aberta 24h para acolher todos aqueles que precisam, em especial, as famílias que estão nesse risco iminente de terem suas casas atingidas por deslizamentos de terra e enchentes. Enquanto Igreja Católica, a exemplo do Papa Francisco e de Dom Orani, colocamos nossa paróquia à disposição de todas as pessoas que estão vivendo esse drama das chuvas. Estamos aqui de prontidão nessa ação social, que visa ajudar essas famílias desabrigadas, mas toda a comunidade está sofrendo muito, pois também vários dos nossos paroquianos foram afetados. Nossa igreja tem feito esse papel de estar em unidade com os mais pobres e carentes que vem sofrendo com essas chuvas e que estão desamparados. Estamos recebendo doações neste momento e continuaremos com esse trabalho pós-chuvas para auxiliar na reconstrução das casas, da dignidade e da vida desse povo, buscando sempre atendê-los em suas necessidades”, afirmou padre Marcos Vinício.

Para colaborar com os desabrigados acolhidos pela Paróquia São João Batista, ligue: (21) 3415-0399. A igreja fica na Estrada de Jacarepaguá, 4.450, em Rio das Pedras.

Capela Santo Antônio

O pároco da Igreja Nossa Senhora do Desterro, padre Paulo Roberto Teixeira de Abreu, solicita que todos os fiéis e cidadãos auxiliem os moradores das comunidades do Jardim Maravilha, Guaratiba, Paciência e outros bairros da Zona Oeste da cidade, que foram atingidos pelas fortes chuvas da última segunda-feira. De acordo com o sacerdote, as contribuições mais importantes neste momento são: roupas infantis, fraldas para crianças e adultos, e água potável. As doações podem ser encaminhadas para a Capela Santo Antônio, que fica localizada na Avenida Cesário de Melo, 3615, em Campo Grande. Mais informações pelo telefone (21) 3394-2847.

Paróquia Nossa Senhora da Conceição

O pároco da IgrejaNossa Senhora da Conceição, padre Jorge Pereira Bispo, juntamente com o apoio de todos os fiéis paroquianos, está recolhendo alimentos não perecíveis e roupas para as pessoas que perderam tudo com as fortes chuvas que atingiram a cidade do Rio. Os donativos podem ser entregues na igreja, que fica situada a Praça Dom Romualdo, 11, em Santa Cruz. Para mais detalhes, ligue: (21) 3395-0260.

Paróquia Jesus Salvador do Mundo

Com o objetivo de ajudar as vítimas da tempestade no Rio de Janeiro, aParóquia Jesus Salvador do Mundo, conduzida pelo padre Michel de Souza Bernardo, está arrecadando os seguintes itens: água mineral, alimentos não perecíveis, produtos de higiene pessoal, roupas e fraldas. A igreja fica localizada na Rua Pitombeiras, 554, em Paciência. Mais informações através do telefone (21) 3409-1599.

Igreja Santa Rosa de Lima

Motivada pelo pároco local, padre Marcelo Araújo, a Igreja Santa Rosa de Lima, na Barra da Tijuca, através do projeto ‘Paróquia Solidária’, está recolhendo doações nesta quarta-feira, dia 10 de abril, das 9h30 às 20h30, para as famílias que estão desabrigadas em Rio das Pedras. Todo o material – água mineral em garrafas, alimentos não perecíveis, material de limpeza, roupas, móveis e utensílios – será entregue aos moradores da região nesta quinta-feira, dia 11, a partir das 16h30. A igreja fica na Avenida Ricardo Marinho, 301, no Condomínio Parque das Rosas, Barra da Tijuca. Informações pelo (21) 2433-3764.

Paróquia São José e Nossa Senhora das Dores

A Paróquia São José e Nossa Senhora das Dores, no Andaraí, está realizando um mutirão de 24h para arrecadar colchonetes, roupas de cama, material higiênico, alimentos não perecíveis, entre outros itens, para as vítimas das chuvas. Os voluntários da comunidade estão em escala de revezamento para receber as doações durante os períodos da manhã, tarde, noite e madrugada. A igreja, conduzida pelo padre Alan Hildeu Felício, fica na Rua Barão de Mesquita, 763. Para mais detalhes, ligue: (21) 2238-1786.

Paróquia Santa Sofia

O pároco da Igreja Santa Sofia, padre Fábio Santos de Mello, abriu as portas da paróquia para que o templo se torne um grande ponto de arrecadação e distribuição de alimentos não perecíveis, itens de higiene, roupas, calçados, entre outras doações, com o intuito de colaborar com aqueles que mais precisam e foram atingidos pelas chuvas. A população pode ajudar deixando sua contribuição na igreja, que fica situada a Praça Sofia Moreira, s/n, em Cosmos. Informações pelo telefone (21) 2409-7042.

Comunidade Olhar Misericordioso

O fundador da Comunidade Olhar Misericordioso, padre Alexandre Paciolli, publicou um vídeo nas redes sociais convidando toda a população a contribuir com alimentos não perecíveis ou, ainda, através de depósito bancário para que a instituição adquira os donativos e distribua-os nos lugares mais afetados pelas chuvas no Rio de Janeiro, com o auxílio do ‘Caminhão da Misericórdia’. As contribuições de mantimentos podem ser feitas na Paróquia Sagrado Coração de Jesus, na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) – Rua Marquês de São Vicente, 225, na Gávea. Já a ajuda financeira pode ser feita através de depósito: Banco Itaú; conta corrente 14957-7; agência 2798, em nome de Comunidade Olhar Misericordioso; CNPJ 28.313.535/0001-31. Mais detalhes no site www.olharmisericordioso.com.br.






Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.