Arquidiocese do Rio de Janeiro

28º 24º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 21/03/2019

21 de Março de 2019

Tragédia em Brumadinho completa um mês: a oração do Papa

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

21 de Março de 2019

Tragédia em Brumadinho completa um mês: a oração do Papa

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

25/02/2019 11:14 - Atualizado em 25/02/2019 11:14
Por: Bianca Fraccalvieri – Vatican News

Tragédia em Brumadinho completa um mês: a oração do Papa 0

“Que este testemunho de atenção do próprio Papa em relação a Brumadinho motive toda a Igreja no Brasil a ter a mesma solidariedade, a querer sempre mais estar unida aos irmãos e irmãs que ali estão”: palavras do presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Cardeal Sérgio da Rocha.

O arcebispo de Brasília teve a oportunidade de entregar ao Papa o colete utilizado por voluntários em Brumadinho. A entrega ocorreu na sexta-feira (22/02), à margem do encontro para a proteção dos menores na Igreja.

Ouça o Cardeal Sérgio da Rocha



Eu recebi este colete quando estive em Brumadinho e foi pedido que eu entregasse ao Papa Francisco. Fiz isso. O Papa expressa a sua solidariedade, a sua oração, acolhendo esta veste com muita atenção. Isto é, o Papa se interessou para saber melhor da própria situação em Brumadinho e expressou sua oração, sua solidariedade. Eu já procurei transmitir isso ao Arcebispo de Belo Horizonte, Dom Walmor, à Igreja que está em Belo Horizonte, à Igreja que está em Brumadinho. A Igreja local tem dado um testemunho muito belo de solidariedade, de serviço e nos ensina a todos a sermos solidários com os irmãos que mais sofrem e a permanecer nessa atitude de atenção, de solidariedade e de serviço em relação aos nossos irmãos e irmãs, às famílias que têm sofrido com a tragédia de Brumadinho. Por quê? Com o passar do tempo, corre-se o risco de esquecer as lições de Brumadinho, mas também de não dar a devida atenção às pessoas que ali estão, às famílias que estão sofrendo. Claro, há também a recordação saudosa daqueles que partiram.

Creio que o Papa Francisco ao receber este colete que tem sido utilizado por aqueles que estão servindo lá em Brumadinho, ele nos ajuda a estar mais próximos, porque ele demonstra esta atenção, esta proximidade afetuosa, a sua oração e a sua solidariedade. Que este testemunho de atenção do próprio Papa em relação a Brumadinho motive toda a Igreja no Brasil a ter a mesma solidariedade, a querer sempre mais estar unida aos irmãos e irmãs que ali estão, mas também a oferecer a sua contribuição para que situações como ocorreu lá jamais aconteçam novamente no Brasil.

Tríduo de oração

Passado um mês da tragédia, o número de mortos chega a 176. Os desaparecidos são 134. A Arquidiocese de Belo Horizonte organizou um tríduo de oração, que se conclui esta segunda-feira (25/02) com a celebração da missa na Igreja São Sebastião, Matriz de Brumadinho, presidida pelo Núncio Apostólico no Brasil, Dom Giovanni d’Aniello.


Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.