Arquidiocese do Rio de Janeiro

24º 13º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 18/07/2019

18 de Julho de 2019

Paróquia Santos Anjos promove ato contra a intolerância e em defesa dos monumentos religiosos na cidade

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

18 de Julho de 2019

Paróquia Santos Anjos promove ato contra a intolerância e em defesa dos monumentos religiosos na cidade

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

09/02/2019 22:17 - Atualizado em 12/02/2019 10:21
Por: Raphael Freire

Paróquia Santos Anjos promove ato contra a intolerância e em defesa dos monumentos religiosos na cidade 0

Na próxima quarta-feira, 13 de fevereiro, às 10h, a Paróquia Santos Anjos, no Leblon, promoverá um ato inter-religioso contra a intolerância e em defesa dos monumentos religiosos na cidade do Rio de Janeiro. De acordo com o secretário da Comissão para o Ecumenismo e o Diálogo Inter-religioso da Arquidiocese, diácono Nelson Águia, já confirmaram presença judeus, muçulmanos, luteranos, mórmons e espíritas, além de lideranças e membros da Igreja Ortodoxa Antioquina, da Umbanda, do Candomblé, da Igreja Presbiteriana, Fé Wicca, Fé bahá'í e da Maçonaria.  

A iniciativa surgiu após a informação do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), no último dia 4, que foi ajuizada “Ação Civil Pública (ACP) com antecipação de tutela para que o município do Rio retire da Praça Milton Campos, no Leblon, um oratório religioso construído irregularmente no local e para impedir a construção, em caráter permanente, de novos oratórios religiosos no interior das praças públicas da cidade”. O MPRJ afirma ainda que a construção do oratório de Nossa Senhora Aparecida, na praça, foi autorizada por ocasião dos 300 anos da aparição da imagem da Virgem, celebrado em 2017, e que seria uma estrutura temporária. O órgão declara também que “a Prefeitura manteve a estrutura no local, com a consequente realização de cultos em local público”.

Contudo, a Paróquia Santos Anjos ressalta que, há mais de 12 anos, existe a tradição religiosa de todas as quartas-feiras, pela manhã, o Terço Mariano ser recitado na praça. Em 2017, por ocasião da inauguração do oratório, o pároco, Padre Thiago Azevedo – em entrevista ao Portal da Arquidiocese do Rio (ArqRio) –, contou que o grupo de fiéis e moradores que participam da oração “é composto, na maioria, por idosos, muitos com dificuldades para se locomoverem, ou até mesmo enfermos”, e que a partir daí surgiu a iniciativa popular de erguer no local um pequeno oratório em honra a Nossa Senhora Aparecida.

Após tomar conhecimento da ação ajuizada no MPRJ, Padre Thiago Azevedo recordou que desde outubro de 2017, na comemoração dos 300 anos de Aparecida, por meio de um abaixo assinado com mais de mil assinaturas, a comunidade conseguiu legalmente autorização para a instalação do oratório com a imagem, publicada no Diário Oficial do Município. O sacerdote concluiu: “a denúncia de uma pessoa mobilizou o Ministério Público e tal fato parece-nos um caso típico de intolerância religiosa”.

Clique abaixo e veja as autorizações da Fundação Parques e Jardins (FPJ) para a instalação do oratório publicado no Diário Oficial do Município do Rio de Janeiro em 2018.


>> Diário Oficial do Município do Rio de Janeiro, 5 de março de 2018, Página 35

>> Diário Oficial do Município do Rio de Janeiro, 10 de abril de 2018, Página 61


O ato inter-religioso terá início às 10h e será realizado na Praça Milton Campos, no Leblon.

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.