Arquidiocese do Rio de Janeiro

39º 24º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 18/12/2018

18 de Dezembro de 2018

Servo bom e fiel

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

18 de Dezembro de 2018

Servo bom e fiel

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

30/11/2018 11:16 - Atualizado em 30/11/2018 11:17
Por: Carlos Moioli

Servo bom e fiel 0

O padre Claro Antônio Jácomo fez sua páscoa definitiva no dia 16 de novembro, aos 74 anos, depois de um mês hospitalizado em função de um acidente. A missa de corpo presente, presidida pelo arcebispo do Rio, Cardeal Orani João Tempesta, foi realizada, no dia 17 de novembro, na Igreja São Francisco de Paula, no Centro. Seu corpo foi sepultado, na tarde do mesmo dia, no Cemitério São Francisco Xavier, no Caju, na Quadra dos Padres da Irmandade de São Pedro.

“Nesta celebração, agradecemos a vida, a vocação e a missão do padre Claro, e pedimos que o Senhor o acolha em seu Reino. Para todos nós, o clero, os fiéis, amigos e familiares, fica a dor da ausência, mas permanece o seu exemplo de uma vida totalmente dedicada a Deus. Nosso agradecimento se une a todas as pessoas que ele serviu nos seus 30 anos de sacerdócio. Ele passou entre nós fazendo o bem, servindo com generosidade. Às portas de iniciar o Ano Vocacional, rezemos pelas vocações, para que nunca falte sacerdotes para servir o povo de Deus”, disse Dom Orani na homilia.

Perfil

Padre Claro nasceu no Rio de Janeiro, no dia 8 de dezembro de 1943, filho de José Antônio Jacomo e de Maria da Glória Correa.

Formado no Seminário Arquidiocesano de São José, fez filosofia de 1981 a 1983 e teologia de 1984 a 1987. Recebeu a ordenação diaconal no dia 7 de dezembro de 1985, pelo bispo auxiliar do Rio Dom João d’Ávila Moreira Lima, e foi ordenado no dia 3 de dezembro de 1988, por Dom Eugenio de Araujo Sales.

Pela primeira vez, em 1991, assumiu como pároco a Paróquia São Benedito, em Santa Cruz, seguida das paróquias Nossa Senhora das Graças, em Maria da Graça, Senhor Bom Jesus do Monte, na Ilha de Paquetá, Nossa Senhora da Conceição e Santo Antônio, em Gandu do Sena, e foi vigário paroquial de Santa Teresa, em Santa Teresa. Sua última provisão, datada de 3 de fevereiro de 2014, foi como capelão do Hospital da Ordem Terceira do Carmo.

Servidor do Evangelho

Muito querido pelo clero, um de seus amigos, padre Silmar Alves Fernandes, testemunhou que padre Claro foi um fiel servidor do Evangelho.

“Nas paróquias por onde passou celebrava missas, batizava, assistia casamentos e fez muitas obras. Também socorria seus outros irmãos padres e suas comunidades. No Hospital da Venerável Ordem Terceira de Nossa Senhora do Carmo, no Centro, onde foi capelão, ele ouvia confissões, aconselhava e ministrava a unção dos enfermos aos doentes. Neste mesmo hospital, ele também foi consolado em seu sofrimento pelo cardeal e seus irmãos de presbitério, e pelos fiéis, e ouviu a voz do Seu Mestre: ‘Vem servo bom e fiel, e entra na alegria do teu Senhor’”, disse. 

Homem de Deus

Padre Silmar, que já trabalhou com o padre Claro na Paróquia Santa Teresa, quando este foi vigário paroquial, contou que ele foi um padre feliz, e tinha o costume de desejar, nas despedidas, um ‘seja feliz’.  

“Padre Claro foi feliz porque encontrou no Coração de Jesus sua maior felicidade. Ela foi fiel à sua vocação, não obstante o mistério da cruz que todo sacerdote vive no Jardim das Oliveiras, nas estações da Via Dolorosa e aos pés do Monte Calvário. Serviu a Igreja do Rio de Janeiro por 30 anos, sempre ao lado dos mais pobres, que foram seus melhores amigos. Ele clarificava o mundo e o coração de muitos. Ele era um sacerdote humilde e de abraço caloroso. Ele foi entre nós embaixador de Cristo e dispensador de seus mistérios”, afirmou.

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.