Arquidiocese do Rio de Janeiro

32º 20º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 19/11/2018

19 de Novembro de 2018

‘São Francisco na arte de mestres italianos’ no MNBA

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

19 de Novembro de 2018

‘São Francisco na arte de mestres italianos’ no MNBA

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

06/11/2018 10:51 - Atualizado em 06/11/2018 10:51
Por: Nathalia Cardoso

‘São Francisco na arte de mestres italianos’ no MNBA 0

Os brasileiros, e especialmente os cariocas, terão acesso a obras de artistas italianos sobre São Francisco de Assis, que inspirou o nome do atual Papa, Francisco I. A exposição “São Francisco na arte de mestres italianos” ficará em cartaz de 6 de novembro de 2018 até 27 de janeiro de 2019 no Museu Nacional de Belas Artes (MNBA), pertencente ao Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), do Ministério da Cultura (MinC). O local tem visitação gratuita aos domingos.

Pouco mais de um mês depois da celebração do dia dedicado ao santo dos pobres, 4 de outubro, e em data próxima ao Dia Mundial dos Pobres, 18 de novembro, é lançada a mostra, com 20 obras de coleções italianas, que têm entre 300 e 500 anos de idade, e uma vinda dos Estados Unidos, cedida por um colecionador. Elas retratam os momentos mais importantes da vida de São Francisco.

São acervos de 15 museus de sete cidades italianas: Galleria Corsini (Roma), Palazzo Barberini (Roma), Musei Capitolini (Roma), Museo di Roma, Museo Francescano dell’Istituto Storico dei Cappuccini (Roma); Pinacoteca Civica (Ascoli Piceno), Sacrestia della chiesa di San Francesco (Ascoli Piceno), Convento Cappuccini (Ascoli Piceno); Museo Nazionale d’Abruzzo (L’Aquila), Galleria Nazionale dell’Umbria (Perugia); Istituto Campana per l’Istruzione permanente (Osimo); Museo Civico (Rieti), Pinacoteca Nazionale (Bolonha) e Duomo di Novara (Novara). As obras ficaram expostas em Belo Horizonte, na Casa Fiat, desde 8 de  agosto, e agora chegam ao Rio.

O destaque é para o Museu Franciscano do Instituto Histórico dos Capuchinhos, em Roma, que cedeu algumas das obras. No Rio de Janeiro, alguns locais são guardados pelos Frades Capuchinhos, que vivem o carisma de São Francisco. Dentre esses locais, está o Santuário Basílica de São Sebastião, na Tijuca. O local guarda o marco de fundação da cidade e o túmulo de seu fundador, Estácio de Sá.

“Para muitos irmãos da Ordem Seráfica bem como para nós, frades capuchinhos, poder apreciar as obras destes mestres pela primeira vez traz para todos uma grande alegria. Algumas dessas telas fazem parte dos acervos de nossas casas na Itália como: Museu Francescano dell’Istituto Storico dei Cappuccini (Roma), Convento Cappuccini (Ascoli Piceno). Essas obras retratam a experiência mística do franciscanismo. Fazem parte da história da ordem, que a muito busca seguir os passos de seu fundador, observando sua regra e perscrutando o espírito do ‘Poverello de Assis’. A mostra traz a todos a oportunidade de perceber que, através de séculos, o cuidado e a integração com o meio ambiente, parte integrante da vida deste santo, permanecem atuais nos tempos de hoje e devem inspirar ou despertar a muitos para esta realidade”, afirmou o pároco do santuário, Frei Arles Dias de Jesus.

Segundo a diretora do MNBA, Monica Xexéo, “a exposição vai possibilitar a fruição de obras de arte que nunca estiveram antes no Brasil, verdadeiros tesouros culturais da Humanidade e, assim contribuir para a democratização e o acesso à cultura”.

Promovida e patrocinada pela Embaixada da Itália, pelo Consulado Geral da Itália no Rio de Janeiro e pelo Instituto Italiano de Cultura do Rio de Janeiro, a mostra inclui ainda uma sala de Realidade Virtual que vai possibilitar ao visitante um passeio pela Basílica Superior de Assis (1228), que fica na cidade natal de São Francisco, na região da Úmbria, centro da Itália.

Alguns dos artistas que terão suas peças expostas são Tiziano Vecellio, Guido Reni, Guercino, Perugino, Orazio Gentileschi, Carracci e Cigoli.

Santo dos pobres

São Francisco nasceu em Assis, na Itália, em uma família rica. Gostava de gastar dinheiro com luxo e pequenos prazeres. Na juventude, foi tocado por Deus e começou a se despojar de seus pertences para dar aos pobres. Ele tinha grande amor pela criação, e destacava-se sua atenção para com os animais.

Informações sobre visitação

A visitação pode ser feita de terça a sexta-feira, das 10h às 18h, e aos sábados, domingos e feriados, das 13h às 18h. Os ingressos custam R$ 8 (inteira) e R$ 4 (meia e ingresso família para até quatro membros de uma mesma família). Aos domingos a visitação é gratuita.


Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.