Arquidiocese do Rio de Janeiro

25º 18º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 23/10/2018

23 de Outubro de 2018

2º Momento Orante pelos Sacerdotes

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

23 de Outubro de 2018

2º Momento Orante pelos Sacerdotes

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

02/10/2018 14:40 - Atualizado em 02/10/2018 14:47
Por: Da Redação

2º Momento Orante pelos Sacerdotes 0

1. CANTO DE ENTRADA
1. Tu, te abeiraste da praia, não buscaste nem sábios nem ricos. Somente queres que eu te siga.
REFRÃO: Senhor, Tu me olhaste nos olhos, a sorrir, pronunciaste meu nome, lá na praia, eu larguei o meu barco, junto a Ti, buscarei outro mar.
2. Tu, sabes bem que em meu barco, eu não tenho nem ouro e nem espadas, somente redes e o meu trabalho.
(tempo de silêncio e adoração)

2. SAUDAÇÃO
Dir. Em Nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.
T. Amém.
Dir. O Senhor esteja convosco.
T. Ele está no meio de nós.
Dir. Neste encontro, no dia dedicado ao Sagrado Coração de Jesus, a Igreja nos convida a rezar pela santificação do clero. A vocação à santidade é universal: “Esta é a vontade de Deus: a vossa santificação!” (I Ts 4,3).
T. Todos são chamados a seguir “a Cristo, pobre, humilde e carregado com a cruz, cada qual com os próprios dons e responsabilidades, pelo caminho da fé, que alimenta a esperança e opera pela caridade” (LG 41).
Leitor 1: Aqueles que foram escolhidos para o serviço do povo de Deus, que receberam a imposição das mãos e foram ungidos para esta missão, tem um dever especial de ser sinal da santidade.
T. “Como santos e amados, revestidos de sentimentos de carinhosa compaixão, bondade, humildade... Mas, sobretudo, revesti-vos de caridade, que é o vínculo da perfeição” (CI 3,12-14).
Leitor 2: Somos chamados à santidade, mas convivemos com as fragilidades. Ter a humildade de reconhecer nossa condição humana. Como toda a comunidade, também os pastores experimentam a triste realidade do pecado. São homens, não anjos.
T. “Escolhidos entre os homens e nomeados representante deles diante de Deus para oferecer dons e sacrifícios pelos pecados (o sacerdote) pode ser indulgente com os ignorantes e extraviados, porque também ele está sujeito à fraqueza” (Hb 5,1-2).
Leitor 3: Temos também muitos motivos para nos alegrar e louvar a Deus. Há muitos ministros dedicados que, com sua vida e seu trabalho, glorificam o nome de Deus, servem a Igreja e doam-se aos seus fiéis.
T. Lembremos de tantos sacerdotes que, corajosamente, não obstante dificuldades, incompreensões e perseguições, continuam fiéis à sua vocação e são presença viva de Cristo no meio de seu povo.

3. PRECES
Dir. Deus de bondade, que nos criastes para ser “santos e irrepreensíveis no amor” (Ef l,4), e escolhestes ministros para que sejam sinais vivos desta santidade...
T. Abençoai os ministros ordenados, para que sejam fiéis à sua vocação.
Leitor 1: Senhor, que nos convida a avançar para “águas mais profundas”...
T. Ajudai nossos ministros ordenados a vencerem toda tentação de ativismo, de superficialidade, de mesquinhez, buscando o sentido mais profundo de sua vocação.
Leitor 2: Jesus, Bom Pastor, que viestes ao mundo “para que todos tenham vida e vida em abundância” (Jo 10,10), que escolhestes e enviastes amigos para continuarem esta missão...
T. Acompanhai com carinho a vida de nossos pastores, fortalecei-os com vossa Palavra e com a Eucaristia, para que sejam instrumentos da vida nova para todos.
Leitor 3: Senhor Jesus, que tiveste “compaixão da multidão, porque estava cansada e abatida como ovelhas sem pastor” (Mt 9.36)...
T. Dai-nos padres santos e dedicados, que tenham compaixão do povo, cuidem das ovelhas abatidas, sejam solidários e se esforcem, com fé e coragem, pela justiça.
Leitor 4: Espírito Santo, amor do Pai e do Filho, que sois derramado em profusão no Sacramento da Ordem...
T. Iluminai os nossos pastores; concedei a eles os vossos dons, para que sejam felizes e busquem a felicidade dos outros; que estejam bem e façam o bem; que sejam santos e colaborem na santificação de todos.
Leitor 5: Santa Maria, mãe do Cristo sacerdote, companheira fiel dos apóstolos, modelo de serviço...
T. Protegei com carinho todo o clero, sede sempre companheira e auxilio, ensinai-nos a estar atentos às necessidades dos irmãos e irmãs, ajudai-nos a ser fiéis.
(Preces espontâneas)
Dir. Concluamos nossas preces rezando como Jesus nos ensinou:
T. Pai Nosso…

4. LADAINHA DE JESUS SACERDOTE
Dir. Rezemos a Ladainha de Jesus Sacerdote:
Jesus, sacerdote do Pai: Tende piedade de nós
Jesus, sacerdote eterno: Tende piedade de nós
Jesus, autor da ceia eucarística: Tende piedade de nós
Jesus, nosso pontífice e intercessor: Tende piedade de nós
Jesus, ungido pelo Espírito: Tende piedade de nós
Jesus, humano e divino: Tende piedade de nós
Jesus, sacerdote em favor das pessoas: Tende piedade de nós
Jesus, pobre e humilde na Eucaristia: Tende piedade de nós
Jesus, presente na Eucaristia: Tende piedade de nós
Jesus, silencioso e paciente na Eucaristia: Tende piedade de nós
Jesus, glorioso na Eucaristia: Tende piedade de nós
Jesus, missionário na Eucaristia: Tende piedade de nós
Jesus, sacerdote, altar e cordeiro: Tende piedade de nós
Jesus, mestre da partilha do pão: Tende piedade de nós
Jesus, cordeiro que doa a vida: Tende piedade de nós
Jesus, alimento dos fracos: Tende piedade de nós
Jesus, despojado na hóstia: Tende piedade de nós
Jesus, servidor na ceia, rei do banquete: Tende piedade de nós
Jesus, morto e ressuscitado: Tende piedade de nós
Jesus, alegria das crianças: Tende piedade de nós
Jesus, consolo dos aflitos: Tende piedade de nós
Jesus, alívio dos doentes: Tende piedade de nós
Jesus, amigo dos pecadores: Tende piedade de nós
Jesus, pão do céu e pão da vida: Tende piedade de nós
Jesus, nosso irmão e companheiro: Tende piedade de nós
Jesus, rei e Senhor dos corações: Tende piedade de nós
Jesus, glória eterna: Tende piedade de nós
Jesus, intercessor junto do Pai: Tende piedade de nós.

5. ENTREGA DO GESTO CONCRETO

6. ORAÇÃO FINAL

ORAÇÃO PELOS SACERDOTES
Ó Jesus, bom pastor, abençoa os padres e bispos de nossas comunidades. Eles são para nós preciosos canais de tua graça: multiplica, sem cessar, seus gestos de amor. Eles acolhem teu povo, Senhor, para ouvir e consolar: não permitas que sofram de solidão. Concede-lhes coragem e sabedoria para defender os injustiçados. Aumenta, Senhor Jesus, o número de sacerdotes na tua Igreja: dá-lhes o dom de ensinar, a alegria de celebrar e o gosto pelas coisas de Deus. Eles precisam também, Senhor, de muita saúde e boa disposição a fim de seguir praticando o bem. Que eles possam, enfim, colher abundantes frutos pela generosa entrega da própria vida. Amém.

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.