Arquidiocese do Rio de Janeiro

29º 24º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 20/09/2018

20 de Setembro de 2018

Paróquia da Cidade de Deus celebra 50 anos de criação

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

20 de Setembro de 2018

Paróquia da Cidade de Deus celebra 50 anos de criação

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

13/09/2018 17:53 - Atualizado em 13/09/2018 17:53
Por: Symone Matias/Giselle Martello

Paróquia da Cidade de Deus celebra 50 anos de criação 0

A Paróquia Pai Eterno e São José, na Cidade de Deus, está em festa, celebrando o jubileu de 50 anos de fundação. As festividades serão concluídas neste domingo, dia 16 de setembro, às 10h, com missa em ação de graças campal, presidida pelo Cardeal Orani João Tempesta.
Segundo o pároco, padre Ramon Nascimento da Silva, houve um período de 50 dias de comemorações, contempladas em três pilares.
Houve exposição com fotos, como resgate da memória, uma ação comunitária e as celebrações litúrgicas, que chegam ao seu ápice com o tradicional novenário em honra oa Pai Eterno que inciou-se no dia 8 de setembro e termina com a celebração no dia 16 de setembro. Além da matriz, as quatro capelas instaladas no território da paróquia também estão celebrando jubileus: duas completaram 25 anos, e outras duas, 30 anos e 20 anos.
“Somos herdeiros. Muitos trabalharam, antes de nós, para construir a comunidade paroquial. Uma das motivações de celebrar os 50 anos de caminhada é recordar o que já foi feito e perceber o valor da evangelização diante da violência. Muitos desafios há por vir, mas temos que deixar nosso legado para as gerações futuras, principalmente nesse Ano do Laicato. Os leigos são chamados para tomar posse do seu papel evangelizador, para a construção da cidade de Deus, de fato. Um lugar que tem nome de Cidade de Deus tem que pertencer a Deus”, disse padre Ramon.
Evangelização
Segundo padre Ramon, o ano foi marcado com algumas ações sociais, em parcerias com outras instituições, que atendem na área da saúde e cidadania. Também há um trabalho pastoral na santificação de casamentos, com a evangelização dos jovens.
“Já faz quatro anos que estou à frente da paróquia. Eu costumo dar continuidade nos trabalhos quando assumo uma responsabilidade. Fico feliz de ver crescer o número de casais que recebem o sacramento depois de viverem juntos por muito tempo. Já tínhamos feito mais de 50, e neste mês das festividades do jubileu são mais 20 casamentos. Também é uma alegria ver o entusiasmo da juventude, que voltou a fazer parte da comunidade. É um legado animador quando um jovem está na Igreja; isso quer dizer que não se perdeu para o tráfico e para outras coisas mais. Isso, para nós, é maravilhoso”, afirmou.
História
A história da Paróquia Pai Eterno e São José está ligada ao pastoreio do padre Júlio Groteen, pertencente à Sociedade Missionários do Sagrado Coração, que recebeu do governo estadual da época a cessão de um terreno na Praça Eliseu, para a construção de uma igreja, que foi erigida em paróquia no dia 10 de outubro de 1968. Em 1966, nasce a Cidade de Deus, nome dado por Dom Helder Câmara.
Os padroeiros foram escolhidos por dois motivos: o Pai Eterno, em alusão ao nome do bairro – Cidade de Deus; e São José, que foi pai nutrício de Jesus. Também porque o bairro era, predominantemente, formado por operários que vieram removidos de várias localidades. As primeiras foram as famílias de pescadores da Favela Praia do Pinto, desalojadas pelo então prefeito da época, que não queria pobres em uma área nobre. Em cima da capela primitiva, foi construída uma nova matriz, e em 2001, por ocasião de uma reforma, houve o acréscimo da torre com campanário.

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.