Arquidiocese do Rio de Janeiro

32º 23º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 19/11/2018

19 de Novembro de 2018

Convênio em favor da dignidade humana

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

19 de Novembro de 2018

Convênio em favor da dignidade humana

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

07/09/2018 10:44 - Atualizado em 07/09/2018 14:33
Por: Raphael Freire

Convênio em favor da dignidade humana 0

temp_titleConvnio_em_favor_da_dignidade_humana_07092018143248

Fortalecendo cada vez mais sua rede de ações sociais em favor da dignidade humana, a Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, através da Cáritas Arquidiocesana, firmou um convênio, no dia 28 de agosto, com o Instituto de Dermatologia Professor Rubem David Azulay, da Santa Casa de Misericórdia do Rio, para atender a população em situação de risco e vulnerabilidade, já acompanhados pelo Vicariato para a Caridade Social.

Realizado no Edifício João Paulo II – sede da Mitra Arquiepiscopal –, o encontro em que a parceria foi assinada contou com as presenças do bispo auxiliar Dom Joel Portella Amado, do vigário episcopal para a Caridade Social, monsenhor Manuel Manangão, do chefe do setor de Dermatologia Sanitária do instituto, José Augusto da Costa Nery, e do médico residente da Santa Casa Leonardo Lora.

Dermatologia sanitária

O bispo referencial para a Caridade Social, Dom Joel, explicou que o convênio contempla o atendimento ambulatorial, ou seja, consultas, exames, diagnósticos e, dentro do possível e permitido por lei, distribuição de medicação quando necessário.

“Esse convênio destina-se ao atendimento de uma área que nós poderíamos chamar de dermatologia sanitária, aquela área da dermatologia que trata das grandes doenças que muitas vezes estão intimamente ligadas à pobreza e que afetam a população mais carente, como a clássica hanseníase, mas também a escabiose, mais conhecida como sarna. Embora o convênio seja amplo e busque atender a população em situação de risco e vulnerabilidade, nossa atuação, de modo especial, se dará com os irmãos de rua, os refugiados e os egressos do sistema prisional. Quando nós falamos em dermatologia pensamos mais na parte estética, que é também muito importante, porém, existe uma área dentro desse campo da medicina que se volta para essas doenças que estão retornando junto com os altos índices de pobreza que tem crescido em todo o mundo”, disse Dom Joel.

Assistidos pelas pastorais sociais

Na prática, os atendimentos serão realizados no Instituto de Dermatologia da Santa Casa, no centro do Rio, por meio de encaminhamentos emitidos pela Cáritas Arquidiocesana, através do contato com os assistidos nos seus mais diversos organismos. De acordo com o monsenhor Manuel Manangão, a iniciativa prevê o acolhimento de dez novos casos por semana na unidade e o desejo é que, futuramente, o trabalho possa se estender às comunidades. Ele recordou, ainda, que o projeto antecipa aquilo que a Campanha da Fraternidade de 2019 vai trabalhar, quando trará importantes reflexões sobre políticas públicas.

“Com o trabalho que desenvolvemos através do vicariato vamos descobrindo uma grande quantidade de pessoas e instituições que estão abertas para ajudar nas áreas de atendimento à população de rua, refugiados e outras dimensões das pastorais sociais. Isso nos encanta e nos traz muita alegria pela possibilidade que temos de expandir o nosso serviço, que é realizado em diversas áreas. Ter um lugar para onde encaminhar esses nossos irmãos na certeza de que eles serão atendidos, e o mais importante, que não será só um único atendimento, mas um acompanhamento até 100% de cura, certamente nos traz muita alegria. Motivados pela fé e pelo cuidado com o ser humano, buscamos tentar melhorar um pouco a vida de muitas pessoas”, afirmou monsenhor Manangão.  

Acesso aos serviços de saúde

O dermatologista Leonardo Lora, que participa da Comunidade Católica Sementes do Verbo, foi o grande motivador da parceria entre a arquidiocese e o Instituto de Dermatologia. O jovem médico, residente da Santa Casa, veio da Colômbia, e ressaltou a intenção de atender a população em situação de risco e vulnerabilidade, em especial, os refugiados.

“Tivemos a ideia de realizar esse convênio, basicamente, porque já trabalhamos no instituto com doenças negligenciadas em populações igualmente negligenciadas. Somos pioneiros num projeto de tratamento de feridas em membros inferiores, dentre outras iniciativas, e queremos prestar todo o serviço necessário ao público que não têm acesso nenhum aos serviços de saúde. Muitos estrangeiros em condição de refugiados estavam nos procurando, e enxergamos essa oportunidade de atendimento entrando em contato com a arquidiocese, sabendo que ela, através da Cáritas, já tem um programa que apoia esses exilados. Firmamos essa parceria iniciando com atendimentos por meio do Ambulatório da Providência, que fará o encaminhamento para nós. Estamos de portas abertas para atender as necessidades da população”, garantiu Leonardo.          

Realidade da saúde

O chefe do setor de Dermatologia Sanitária do instituto, José Augusto da Costa Nery, pontuou que a oficialização do convênio beneficia a todos, e que o incentivo e auxílio dos que trabalham em favor dos atendimentos é o mais importante.

“Hoje, legitimamos essa parceria do atendimento de uma população bastante carente que necessita muito de nós, principalmente, quando olhamos para a realidade da saúde no Estado do Rio de Janeiro. Oficializamos uma atividade que já é feita há muitos anos e isso engrandece muito esse suporte que damos as pessoas em situação de risco e vulnerabilidade. Firmar esse convênio de forma oficial com a arquidiocese e todos os irmãos nos deixa mais tranquilos pela seriedade do trabalho já desenvolvido e isso é fundamental”, concluiu José Augusto Nery. 

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.