Arquidiocese do Rio de Janeiro

29º 24º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 20/09/2018

20 de Setembro de 2018

Projeto leva música clássica nas escolas

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

20 de Setembro de 2018

Projeto leva música clássica nas escolas

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

31/08/2018 12:57 - Atualizado em 03/09/2018 20:51
Por: Louis Bárbaras

Projeto leva música clássica nas escolas 0

temp_titleOrquestra_Sinfnica_Cesgranrio_2_Crdito_Jos_Renato_Antunes_03092018204916

O projeto “Música Clássica nas Escolas” atua em diversas instituições de ensino das redes pública e estadual e tem como intuito promover cultura para os jovens. Concebido pela pianista Carol Murta Ribeiro, o projeto atua por meio de doações, projetos sociais e também promove concertos didáticos.

Além de pianista, Carol Murta Ribeiro apresenta o programa “Encontro com os clássicos” na Rádio Catedral e participa do Conselho de Cultura da Fundação Cesgranrio. A iniciativa surgiu a convite do professor Carlos Alberto Serpa, presidente da Fundação Cesgranrio, que encarregou a pianista de fazer um projeto pedagógico ligado à música clássica, com a ideia de levar para as escolas um conteúdo didático sobre o assunto.

“Dentro de uma linguagem acessível, levaremos música clássica aos jovens para que possamos despertar neles o interesse por esse rico aspecto da cultura”, afirmou o professor Serpa.

Para lançar o projeto, a Orquestra Sinfônica Cesgranrio organizou um concerto didático no dia 13 de julho. Cerca de dois mil jovens estudantes compareceram ao evento, realizado no Theatro Municipal, no Centro.

“Nós bolamos o programa desse dia. O maestro Eder Paolozzi deu a ideia do que seria. Eu faria a apresentação do projeto no dia e ele continuaria com o concerto, convidando as crianças a participarem como maestro na orquestra, dizendo um pouco das obras que seriam tocadas, quem foi o compositor, e o principal, mostrando como é a formação de uma orquestra”, contou a pianista.

Doação de livros

A primeira etapa do projeto consistiu na doação de livros didáticos sobre música clássica, elaborados por Carol Murta Ribeiro, voltados para jovens de 12 a 17 anos. “Esses livros serão uma ajuda. Eu fiz no intuito de dar a possibilidade de se conhecer mais aquilo que não se entende. Toda vez que você entende um pouco mais, você aprecia mais. Esse é meu objetivo, o incentivo aos jovens, a ouvir, a ter a possibilidade de se interessar” destacou.

Os livros foram organizados em quatro volumes, nos quais foi feito um plano geral de diversos períodos históricos da música clássica. Cada livro apresenta as características e os principais personagens de determinada época, os principais acontecimentos no âmbito da arte, da pintura, da arquitetura e da literatura naquela época, e introduz a biografia de três compositores importantes daquele período.

Após suas finalizações, os livros foram entregues a alguns alunos do segundo grau, que tiveram a missão de riscar em vermelho palavras que não entendessem. Essas palavras foram posteriormente inseridas em azul no texto final. Em seguida, os livros foram aprovados pelo Conselho de Cultura da Fundação Cesgranrio, que cuidou da parte financeira. No total, 7 mil exemplares foram então doados para a Secretaria Estadual de Educação, e serão repassados para as escolas da rede estadual de ensino.

Projetos sociais

Além da doação desses livros para a Secretaria Estadual, o projeto “Música clássica nas escolas” também se propõe a atuar em diversas instituições que realizam trabalhos sociais.

“Ainda vamos ter uma reunião na fundação com o conselho para ver a outra parte que será feita. Eu vou dar a ideia de que nessa segunda parte sejam escolhidos projetos que estão em funcionamento, para que seja enviada a eles a doação, como foi feito na Secretaria de Educação”, explicou Carol Murta Ribeiro.

Entre as instituições nas quais o projeto pretende atuar, estão a Associação da Assistência às Causas Sociais (AACS), em Vila Isabel, a Associação Jesus de Nazaré, em Ramos, a Cruzada do Menor, na Lagoa, o projeto UERÊ, no Complexo da Maré, a ONG Tia Lúcia, a Pastoral do Menor, em Campinho, a Escola Municipal Christiano Hamann, na Gávea, e a comunidade Palmeirinha, em Honório Gurgel.

Concertos didáticos

Outra iniciativa do projeto “Música clássica nas escolas” é de levar os jovens para recitais para despertar o interesse pela música clássica. No entanto, essa terceira etapa do projeto ainda será elaborada pelo Conselho de Cultura da Fundação Cesgranrio. “A ideia é levar as crianças para assistirem a concertos didáticos, uma vez por mês, tanto nas escolas quanto em salas de concerto. Existe, porém, uma dificuldade em relação à logística e à falta de patrocínio e de apoio do governo e da prefeitura para que essa etapa seja realizada”, disse Carol Murta Ribeiro.

Carol Murta Ribeiro ainda ressaltou a importância do projeto no sentido de levar cultura para os jovens e de despertar o interesse em música desde a infância. “A cultura são todas as manifestações que você tem intelectualmente para oferecer aos jovens. Os jovens precisam desde pequenos ser encaminhados. Faça o mesmo com o estudo da música, não pergunte, se apresente. Não vamos ter grandes pianistas, violinistas, mas você vai ter bom ouvinte”, concluiu.

temp_titleOrquestra_Sinfnica_Cesgranrio_Carol_Murta_e_Eder_Paolozzi_Crdito_Jos_Renato_Antunes_03092018204918

temp_titleOrquestra_Sinfnica_Cesgranrio_Theatro_Municipal_Crdito_Jos_Renato_Antunes_03092018204920

Fotos: José Renato Antunes 

 

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.