Arquidiocese do Rio de Janeiro

23º 19º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 21/10/2018

21 de Outubro de 2018

Uma celebração jubilar no coração do Rio

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

21 de Outubro de 2018

Uma celebração jubilar no coração do Rio

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

04/05/2018 11:41 - Atualizado em 04/05/2018 11:41
Por: Da redação

Uma celebração jubilar no coração do Rio 0

O Movimento Apostólico de Schoenstatt vive, em 2018, um ano jubilar de graças. No dia 15 de setembro, completam-se os 50 anos de falecimento do seu fundador, padre José Kentenich, que, pela Aliança de Amor com Maria, deu vida a uma nova obra a serviço da Igreja e da sociedade. Ao longo dessas cinco décadas, ele continua presente na história de tantos filhos espirituais, que atualmente se comprometem e se esforçam por sua beatificação.

É por isso que, no dia 12 de maio, o movimento e muitos devotos do padre Kentenich se reúnem para celebrar e agradecer a Deus pelo dom de sua vida, como pai e fundador da Família Internacional de Schoenstatt. A celebração será na Catedral de São Sebastião, no centro do Rio, a partir das 7h30. Às 9h, o Cardeal Orani João Tempesta presidirá missa solene, que será transmitida pela RedeVida de Televisão, Web TV Redentor e Rádio Catedral. A partir das 10h, acontecerá um louvor mariano, com a coroação da Mãe e Rainha.

Com a Mãe Peregrina

O padre Kentenich foi o fundador do Santuário da Mãe Três Vezes Admirável, presente em Vargem Pequena, no Rio de Janeiro. Esse santuário se inspira, assim como mais de 200 outros espalhados pelo mundo, no Santuário Original de Schoenstatt, em Vallendar, Alemanha. É desses lugares consagrados à Mãe de Deus que partem milhares de imagens de Nossa Senhora para visitar muitas famílias pelo Brasil e pelo mundo. Só na cidade do Rio de Janeiro, cerca de 1,6 mil imagens percorrem 48 mil casas, também hospitais, presídios e escolas.

Padre Kentenich na Cidade Maravilhosa

A primeira estadia do padre José Kentenich no Brasil foi na cidade do Rio de Janeiro. No dia 16 de março de 1947, em sua primeira visita ao país, ele desembarcou na Ilha do Governador e pernoitou no Convento Santo Antônio, no centro da cidade. Depois daí seguiu viagem para o Rio Grande do Sul.

Segundo o Papa Francisco, “o profeta é aquele que reza, olha para Deus, olha para seu povo, sente dor quando o povo erra, chora – é capaz de chorar pelo povo –, mas é também capaz de arriscar a própria pele para dizer a verdade”.

“A Família de Schoenstatt compreende seu fundador como um ‘profeta de Maria’, que tem mensagens importantes para este tempo e para a vida pessoal de cada cristão. É por isso que deseja partilhar, com muitas pessoas, as heranças que ele deixou e que enriquecem a vida da Igreja. Participe conosco desse momento de graças no coração da nossa arquidiocese”, disse a responsável pela celebração, irmã Maria Dioneia Lawand.

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.