Arquidiocese do Rio de Janeiro

28º 20º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 24/04/2018

24 de Abril de 2018

Nota da Assessoria de Imprensa

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

24 de Abril de 2018

Nota da Assessoria de Imprensa

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

09/04/2018 00:00 - Atualizado em 10/04/2018 15:41
Por: Da redação

Nota da Assessoria de Imprensa 0

Constatamos que, ultimamente, têm surgido críticas pessoais e institucionais contra a Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro e a seu cardeal arcebispo metropolitano.

A resposta a estas informações inadequadas está publicada no órgão oficial da ArqRio: formacao/detalhes/2144/quanto-as-novas-velhas-faces-do-conservadorismo-catolico.

A falta de conhecimento sobre a realidade pastoral e social do Rio de Janeiro é notória, visto o vasto campo de atuação pastoral e social desenvolvido pela ArqRio, que vai ao encontro das periferias existenciais.

A ArqRio e o seu cardeal arcebispo trabalham em favor dos mais pobres, dos humildes e daqueles que necessitam de amparo espiritual, material e social.

Não há no Rio de Janeiro uma única pessoa que mais atende aos pobres e sobe e desce as comunidades, atendendo ao seu povo, do que o incansável Cardeal Orani João Tempesta, sendo presença consoladora a todas as vítimas da violência que se abate no Rio de Janeiro, sem distinção.

Na Igreja não existe a divisão entre conservadores e progressistas. Nosso compromisso é com o anúncio do Evangelho e com a defesa da vida, desde a concepção até o seu termo natural.

A ArqRio e seu arcebispo estão em plena e perfeita comunhão eclesial com o bispo de Roma, Sua Santidade, o Papa Francisco. Nosso cardeal está presente nas periferias da cidade do Rio de Janeiro.

Lembramos o que fala o Direito Romano, que todos nós, leigos e clérigos, devemos guiar nossa vida: “A ninguém é lícito lesar ilegitimamente a boa fama de que alguém goza, nem violar o direito de cada pessoa de defender a própria intimidade”.

           

Rio de Janeiro, RJ, 9 de abril de 2018.

Adionel Carlos

Assessor de imprensa da ArqRio

 

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.