Arquidiocese do Rio de Janeiro

30º 20º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 21/09/2018

21 de Setembro de 2018

Trezena: ‘Iniciar o ano de forma diferenciada’

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

21 de Setembro de 2018

Trezena: ‘Iniciar o ano de forma diferenciada’

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

10/01/2018 14:05 - Atualizado em 10/01/2018 18:11
Por: Priscila Xavier

Trezena: ‘Iniciar o ano de forma diferenciada’ 0

Trezena: ‘Iniciar o ano de forma diferenciada’ / Arqrio

A imagem peregrina de São Sebastião iniciou o quarto dia de peregrinação com a visita à Capela Nossa Senhora das Graças, no Hospital Federal de Bonsucesso, no bairro de Bonsucesso, na manhã do dia 10 de janeiro. Nesta data, a Trezena carrega como subtema "O cristão leigo como sujeito eclesial", ressaltando o papel dos leigos enquanto membros do Corpo Místico de Cristo, ativos na Igreja e no mundo.

Após o momento celebrativo, junto ao capelão do local, padre Vicente Freitas da Silva, e demais sacerdotes, o Cardeal Orani visitou algumas unidades do hospital, abençoando os enfermos e seus familiares.

Frequentadora da capela há 67 anos, Maria José Nunes Pires destacou a importância da presença do padroeiro.

"Considero muito importante a vinda de São Sebastião todos os anos aqui, ainda mais sendo este o Ano do Laicato, para que os leigos tomem conhecimento do exemplo deste santo que tanto sofreu, assim como nós", afirmou.

Ao encontro dos que sofrem

Depois, a imagem peregrina visitou o Instituto de Puericultura e Pediatria Martagão Gesteira, na Ilha do Fundão. A comitiva foi recebida pelo diretor geral do instituto, Bruno Leite Moreira.

"Recebemos a comitiva há oito anos e todos são unânimes em dizer que isso nos faz iniciar o ano de forma diferenciada. Esse é um hospital pediátrico, então, mais ainda, carregamos o senso do cuidar de forma plena", frisou Bruno.

No instituto, o arcebispo visitou a unidade de pacientes internos, composta pela enfermaria com 54 leitos, sendo divididos entre crianças lactentes e pré-escolares, além das enfermarias cirúrgica e de reumatologia.

Em seguida, a comitiva visitou o Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, também na Ilha do Fundão e, por fim, a Paróquia Nossa Senhora Aparecida, na Ilha do Governador, onde foi recebida pelo vigário episcopal do Vicariato Leopoldina, padre Alberto Gonzaga. Em ambos os locais, foram realizadas celebrações.

Ainda no período da manhã, a comitiva visitou o Hospital de Força Aérea do Galeão, na Estrada do Galeão. A comitiva foi recepcionada pelo capelão, padre tenente coronel Ronaldo Eustáquio dos Santos.

"Para nós, é uma alegria muito grande ter aqui a imagem do padroeiro de nossa cidade. É o oitavo ano que recebemos a comitiva. Que São Sebastião peça a Jesus por todos nós, por todos os militares que procuram este hospital para buscarem a recuperação da saúde, além de familiares. Que ele sustente a nossa fé a cada dia", intercedeu o capelão.

Após a visita ao HFAG, a comitiva, junto à imagem do padroeiro, passou pela Casa Gerontológica de Aeronáutica Brigadeiro Eduardo Gomes, na Praça do Avião, no Galeão.

Igreja em saída

Durante a tarde, a Trezena de São Sebastião esteve no Centro de Socioeducação Dom Bosco, na Ilha do Governador. O assistente religioso da unidade, diácono Roberto dos Santos, ressaltou o exemplo do padroeiro para os jovens privados de liberdade.

"São Sebastiao é um exemplo para esses jovens, que tiveram uma vida difícil e passaram por experiências de violência, de que é possível responder o mal com o bem. Que eles possam colocar suas vidas e futuro nas mãos de Deus, tendo um caminho diferente, e comecem uma nova vida", disse.

Em seguida, a imagem peregrina esteve no Centro de Socioeducação Professor Antônio Carlos Gomes da Costa, também na Ilha do Governador. Para a diretora adjunta da unidade, Marizia Andrade, a visita do padroeiro também é uma maneira de valorizar os privados de liberdade.

"É sempre uma bênção receber a imagem peregrina, tanto para mim, enquanto gestora, quanto para as adolescentes. A gente sempre aguarda essa bênção todo ano. Essa é uma valorização das pessoas que estão privadas de liberdade", concluiu.

Logo depois, o cardeal, junto à imagem peregrina, visitou a Escola João Luiz Alves, no mesmo bairro. Em todas as unidades do Degase, foram realizados os momentos celebrativos.

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.