Arquidiocese do Rio de Janeiro

25º 21º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 23/11/2017

23 de Novembro de 2017

Asperc ganha nova presidência

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

23 de Novembro de 2017

Asperc ganha nova presidência

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

29/10/2017 00:00 - Atualizado em 02/11/2017 14:49
Por: Flávia Muniz / Priscila Xavier

Asperc ganha nova presidência 0

Membros da Associação dos Professores do Ensino Religioso Católico (Asperc) se reuniram no Edifício João Paulo II, na Glória, no dia 5 de outubro, para a posse da nova presidente da instituição, Fátima da Costa Carvalho, que ficará no cargo pelos próximos dois anos, prorrogáveis por mais dois.
Também houve missa em ação de graças, presidida pelo diretor espiritual da Asperc, padre Antônio Sobrinho da Conceição, de Niterói, pela vitória no STF para que o ensino religioso nas escolas possa ser confessional.

A Asperc tem a missão de evangelizar no mundo da educação, promovendo cursos de formação para professores do ensino religioso, tanto em escolas confessionais quanto em colégios públicos. Além disso, a associação também tem a função de observar como é desenvolvido o ensino religioso, ou seja, se ele é respeitado e se as escolas cumprem seu papel quanto ao mesmo.

A nova presidente chamou atenção para um dos principais obstáculos na instituição. “As pessoas sempre enxergam na religião o oposto do que esta propõe e realiza. Essa é a nossa maior dificuldade. Muitos acreditam que a religião é uma barreira, quando, na verdade, ela é mais um meio para ajudar as pessoas a terem clareza das próprias dificuldades, do conviver e do respeito ao outro”, disse Fátima.

O médico e ex-diretor da Asperc diácono Carlos Augusto Santos Teixeira destacou a importância do trabalho da associação. “Deixo para a próxima gestão a certeza de que a luta ainda não acabou. Diante de uma sociedade esfacelada e de famílias não vivendo a fé que professam, nosso trabalho se torna muito importante. A nova presidente deve perseverar e não desanimar, porque cada dia é uma batalha diferente. Que ela tenha a certeza de que não estará sozinha, porque Deus não chama nossa alma a uma vocação e para nos abandonar”, salientou.

Ensino religioso: fé e política

Durante o encontro, o presidente da União dos Juristas Católicos do Rio de Janeiro, Paulo Leão, proferiu palestra sobre o ensino religioso confessional, decidido pelo Supremo Tribunal Federal por seis votos a cinco.

Ele explicou que todas as crenças serão permitidas, desde que estejam credenciadas na Secretaria de Estado da Educação (Seeduc), atendendo aos critérios estabelecidos pela mesma.

“A motivação desse dia foi um louvor em agradecimento a Deus por essa decisão do STF, que permitiu manter algo que é da tradição do constitucionalismo brasileiro: não só o ensino religioso, mas o ensino religioso de base confessional. Ressaltar os diversos valores é muito importante, muitos deles estão presentes em várias religiões, mas para as pessoas, concretamente, esses valores não estão ‘soltos’, por isso a importância do credo confessional que mais diz respeito a essa ou àquela família”, ressaltou.

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.