Arquidiocese do Rio de Janeiro

25º 18º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 17/08/2018

17 de Agosto de 2018

Papa na Colômbia: não fiquemos sem dar o primeiro passo!

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

17 de Agosto de 2018

Papa na Colômbia: não fiquemos sem dar o primeiro passo!

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

11/09/2017 13:04 - Atualizado em 11/09/2017 13:05
Por: Rádio Vaticano

Papa na Colômbia: não fiquemos sem dar o primeiro passo! 0

temp_title2002497_Articolo_11092017130343

O último dia da Visita Apostólica do Papa Francisco a Colômbia, neste domingo, 10 de setembro, foi marcado por novas mensagens, gestos e testemunhos em Bogotá e Cartagena das Índias.

Na sua despedida de Bogotá, o Sumo Pontífice mudou o protocolo na véspera e fez o recorrido da Nunciatura ao aeroporto no papamóvel, sendo cumprimentado no caminho por mais de 700 mil pessoas.

Cartagena das Índias, na costa caribe marcada pela forte presença afro-colombiana, acolheu a visita do Papa antes de sua partida para Roma. Durante a jornada, houve uma calorosa acolhida do povo do bairro São Francisco, na periferia da cidade.  Neste bairro abençoou a primeira pedra das casas para os sem-teto e da obra Talitha Qum (que atende crianças e adolescentes com alto risco de vulneração); emocionou a todos quando entrou para visita à senhora Lorenza Pérez, uma líder comunitária que alimenta diariamente a cem pessoas carentes. Um fato inusitado: quando estava no papamóvel o Sumo Pontífice se golpeou e sofreu um corte no supercílio esquerdo e uma luxação no rosto, mas nada que tirasse o ânimo dele em seguir acenando e abençoando as pessoas no caminho.

Pouco antes do meio dia, rezou o Ângelus dominical e visitou a casa Santuário de São Pedro Claver, santo jesuíta que se tornou o defensor dos escravos no século XVII e atualmente é o padroeiro dos direitos humanos. Recordou que ainda hoje milhões de pessoas são vendidas como escravas no mundo e que devemos trabalhar pela dignidade daquelas que são abandonadas, dos imigrantes e de todos os que sofrem violência e tráfico de pessoas. Ao finalizar ofereceu sua oração por Venezuela, emocionando a milhares de venezuelanos presentes em Cartagena e dando confiança de que devem buscar soluções ante o sofrimento do povo.

Suas últimas atividades em terras colombianas foram abençoar, desde o helicóptero, a imagem de Nossa Senhora dos Navegantes e celebrar a missa campal, onde se aglomeram aproximadamente 450 mil fiéis. Na homilia o Santo Padre fez um pequeno resumo da sua visita a Colômbia e incentivou a que “não fiquemos sem dar o primeiro passo” pela reconciliação e paz em todo o país.

Ao finalizar, agradeceu ao povo colombianos pela acolhida.Daí partiu ao aeroporto de Cartagena, recebeu as honras de chefe de Estado e partiu para Roma.

A expressão #GraciasPapaFrancisco (Obrigado Papa Francisco) está viralizando nas redes sociais, pois o povo colombianos neste momento reconhece que a visita do Papa ao país trouxe novos motivos para sonhar e manter viva a fé, a esperança e a alegria de construir um país melhor para todos.

Foto: RV

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.