Arquidiocese do Rio de Janeiro

32º 22º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 20/11/2017

20 de Novembro de 2017

Simpósio "Base Nacional Comum Curricular e o Protagonismo da Família na Educação"

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

20 de Novembro de 2017

Simpósio "Base Nacional Comum Curricular e o Protagonismo da Família na Educação"

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

06/07/2017 14:39 - Atualizado em 06/07/2017 14:54
Por: Da redação

Simpósio "Base Nacional Comum Curricular e o Protagonismo da Família na Educação" 0

temp_title2017_07_04_PHOTO_00000126_06072017145330

A identidade da Igreja é constituída em múnus educativo, de formar discípulos (cf. Mt 28, 19-20), de formar as novas gerações. Desta missão temos a formação das escolas e o princípio da subsidiariedade. A Igreja sempre defendeu a prerrogativa da família em educar, o que torna esta posição grave.

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC), como o nome indica, é o Estado Nacional normatizando a sociedade a partir da aprendizagem de seus cidadãos, tendo o sistema educativo como instrumento. Pela escola, define todas as instituições, principalmente a família, pois organiza da Educação Infantil ao Ensino Médio. A BNCC estabelece "conhecimentos, competências e habilidades", bem como "princípios éticos, políticos e estéticos, direcionando a educação brasileira para a formação humana integral e para a construção de uma sociedade justa, democrática e inclusiva". 

Através desta normatização, de termos que ressoam na nossa religiosidade e cultura, caminha-se em um currículo único imposto a todo o país, sem discussão com a população, e composto de conteúdos e valores segundo interesses que atentam à democracia e à legislação.

A BNCC propõe uma organização que fere o verdadeiro valor do homem, programando-o segundo regras de grupos, ideologias e segundo interesses da economia internacional. As diferenças culturais são abolidas e favorece-se a indiferença à Verdade (que é rechaçada).

A perspectiva exige que não só nos posicionemos como que esclareçamos aos demais sobre o que significa. 

Para isso, faremos o Simpósio “Base Nacional Curricular e o Protagonismo da Família na Educação”, com a participação dos professores Felipe Nery, Fernanda Takitani e Andreia Medrado, no dia 26 de julho, das 14h às 18h, na sede da Mitra Arquiepiscopal do Rio de Janeiro – Rua Benjamin Constant, 23, Glória.

>> Clique aqui e faça sua inscrição


Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.