Arquidiocese do Rio de Janeiro

22º 17º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 20/08/2017

20 de Agosto de 2017

Arquidiocese do Rio lança 12º PPC na Igreja de Sant’Ana

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

20 de Agosto de 2017

Arquidiocese do Rio lança 12º PPC na Igreja de Sant’Ana

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

19/06/2017 12:52 - Atualizado em 19/06/2017 12:53
Por: Priscila Xavier

Arquidiocese do Rio lança 12º PPC na Igreja de Sant’Ana 0

temp_titleWhatsApp_Image_2017_06_15_at_141449_15062017152043A Solenidade de Corpus Christi teve início com a santa missa na Igreja de Sant’Ana, primeiro Santuário de Adoração Perpétua do Brasil, presidida pelo Cardeal Orani João Tempesta, no dia 15 de junho.

A celebração também marcou o encerramento da 91ª Semana Eucarística, que aconteceu entre os dias 8 e 14 de junho, a qual, durante uma semana, teve como principal objetivo a preparação dos fiéis para a instituição do Sacramento da Eucaristia.

Durante a solenidade, com o tema: “Sois família de Deus” (Ef 2,19), em referência ao Ano Mariano, comemorado em âmbito nacional, mas com dedicação especial à família, o arcebispo lançou o Plano de Pastoral de Conjunto da Arquidiocese do Rio (PPC).

O documento concentra as principais urgências da ação evangelizadora. Para o tema da família, a referência oficial será a Exortação Apostólica “Amoris Laetitia”, resultante do Sínodo da Família, em 2015.

Em sua apresentação, o Cardeal Orani recordou as experiências e desafios vivenciados durante o 11º PPC. “Foram etapas que contribuíram para traçar os caminhos pelos quais agora temos a satisfação de apontar os rumos futuros para a pastoral em nossa arquidiocese ao longo desse triênio”, frisou.

Ainda segundo o arcebispo, o documento é escrito a partir de um cenário de desigualdades e injustiças, devido à atual situação em que o mundo se encontra. “A diversidade gera a inegável riqueza cultural que nos caracteriza, mas, ao mesmo tempo, abriga graves desigualdades e injustiças que nos impelem a agir. Este é o cenário sobre o qual construímos o 12º PPC, ou melhor, continuamos a construir, à medida que sua aplicação segue o ritmo da vida eclesial”, completou. De acordo com o coordenador de pastoral, cônego Cláudio dos Santos, o 12º PCC é um pouco diferente dos demais documentos elaborados. “Esse é um plano diferente dos demais, porque, mesmo não havendo as assembleias, não deixamos passar despercebida a colaboração de todas as pastorais, os movimentos, os sacerdotes e as mais diversas realidades que compõem a diversidade de nossa arquidiocese para a confecção desse documento”, relatou.

O PPC será trabalhado na arquidiocese durante o tradicional período de três anos, sendo dividido em três fases: a primeira será o Ano Mariano com foco na família, que teve início no dia 12 de outubro de 2016 e se encerra no dia 11 de outubro de 2017; a segunda, dedicada à vocação para o laicato por meio da observação da santidade, de 25 de novembro de 2017 a 24 de novembro de 2018; e a terceira, trabalhará o tema da vocação para a santidade, com foco no sacerdócio e na vida consagrada, de 25 de novembro de 2018 a 23 de novembro de 2019.

Maria, Mãe das famílias

O 12º Plano Pastoral de Conjunto permeará, justamente no Ano Mariano, devido às comemorações dos 300 anos da aparição de Nossa Senhora Aparecida e do Centenário das Aparições em Fátima. Além disso, a Arquidiocese do Rio vivencia, de maneira especial, o Ano da Família, o qual também está sendo abordado no documento.

Sobre isso, o cardeal afirmou: “Sempre a mesma Mãe a nos acompanhar, desde as origens portuguesas até o abraço do norte ao sul do país. Maria Santíssima serve como inspiração para as etapas do PPC. Como Mãe das famílias, ela nos transmite sua experiência na Sagrada Família de Nazaré para o cuidado com as nossas tão ameaçadas pelas ideologias contrárias aos valores do Evangelho e pela grave crise que nos atinge”, sublinhou.

Para cônego Cláudio, “o 12º PPC é bastante desafiador. Ele convoca todos, clero e fiéis, a nos comprometermos com o desejo do Senhor, concretizando Seu reino na terra. Também trabalhamos o tema da família, observando todas as realidades para que essa missão possa ser ainda mais desenvolvida e solidificada na vida das pessoas”, destacou.

Foto: Gustavo de Oliveira

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.