Arquidiocese do Rio de Janeiro

25º 18º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 17/08/2018

17 de Agosto de 2018

Encontro da Orquestra Maré do Amanhã com Francisco

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

17 de Agosto de 2018

Encontro da Orquestra Maré do Amanhã com Francisco

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

08/06/2017 13:09 - Atualizado em 08/06/2017 13:12
Por: Renato Francisco Saraiva

Encontro da Orquestra Maré do Amanhã com Francisco 0

temp_title18839788_1367708759990103_6855588813774955892_o_08062017130551

Quase quatro anos de muita ansiedade! Esse foi o tempo que os jovens da Orquestra Maré do Amanhã esperaram para realizar o sonho de se apresentar para o Papa Francisco. Nesse final de semana, eles fizeram duas apresentações: a primeira delas com a presença do Sumo Pontífice, no dia 3 de junho, no evento “Treno dei Bambini”, na Sala Paulo VI, no Vaticano, organizada pelo Pontifício Conselho para a Cultura.

No repertório, músicas brasileiras consagradas, como as canções de Tom Jobim, além de “Asa Branca”, de Luiz Gonzaga, e “Eu só quero um xodó”, de Dominguinhos. Uma surpresa também foi preparada para o Papa Francisco. No final, os músicos tocaram dois tangos, um de Carlos Gardel e outro de Astor Piazzolla.

O evento contou com a presença de centenas de crianças de diversas instituições, que, após um dia de experiência cultural e criatividade artística, puderam conversar com Francisco. O objetivo do “Treno dei Bambini”, uma viagem de trem para os pequenos, que sai de Milão e chega à estação de trem do Vaticano, é criar valores desde cedo, através da formação.

O encontro entre a Maré do Amanhã e o Sumo Pontífice foi realizado por intermédio da Arquidiocese do Rio de Janeiro. Em 2013, ainda crianças, os atuais jovens tinham sido convidados para tocar no Santuário do Cristo Redentor, no alto do Corcovado, durante a visita do Papa na Jornada Mundial da Juventude, mas, devido ao mau tempo, o encontro foi cancelado. Muito emocionado, o fundador da orquestra, maestro Carlos Prazeres, destacou que Deus os levou a Francisco para que possam ser exemplo para outros jovens que moram em comunidades.
“Deus é muito bom! Que, através da bênção do Papa a esses músicos, Ele possa transformar a história da Maré”, disse.

Segundo o diretor executivo do Pátio dos Encontros (“Cortile dei Gentili”) e organizador do evento Trem das Crianças (“Treno dei Bambini”), padre Laurent Mazas, nos dias de hoje, uma orquestra que usa a música para combater a violência é extremamente necessária. “Quando houve o pedido da Arquidiocese do Rio, disseram logo: ‘Sim, belíssimo’. E o Papa afirmou que foi muito emocionante. Ele ficou muito

feliz com a apresentação da orquestra, principalmente quando tocaram músicas da Argentina. Assim, é preciso deixarmos o coração aberto a todos em um mundo com tantas guerras e tanto egoísmo”, concluiu.

No dia 4 de junho, os jovens fizeram uma apresentação na Paróquia Nossa Senhora de Lourdes, em Roma, em que foram executadas canções religiosas e populares, além de trilhas sonoras conhecidas de filmes.

Missa de Envio

Antes de viajar, no dia 29 de maio, a Orquestra Maré do Amanhã participou de uma celebração de envio no Santuário Cristo Redentor. A celebração, que também contou com a participação de músicos de outras denominações religiosas, foi presidida pelo reitor, padre Omar Raposo. O sacerdote lembrou a importância do diálogo para superar os conflitos do mundo. “É muito importante o diálogo entre as pessoas e religiões. A fé do povo brasileiro deve ser mantida viva. O Cristo Redentor é um ‘símbolo’, palavra que significa ‘o que integra, reúne’. É nesse espírito que os jovens da Maré do Amanhã foram chamados a dar testemunho de Deus com o dom da arte. Que Ele nos ajude a crescer na fé, na sensibilidade artística e no compromisso com a ética e responsabilidade”, disse.

temp_titleIMG_5634_08062017130811Orquestra Maré do Amanhã

A Orquestra Maré do Amanhã surgiu após um projeto inspirador, desenvolvido pelo maestro Armando Prazeres nos anos 1960, de criar a própria orquestra com um diferencial: levar música para as comunidades. Em 1999, Armando foi sequestrado e assassinado. O carro foi deixado pelo assassino na comunidade da Maré.

O sonho, que parecia interrompido pela morte do maestro, renasceu com o filho, Carlos Eduardo Prazeres, que criou o Projeto Orquestra Maré do Amanhã em agosto de 2010.

Seu primeiro núcleo foi criado no Complexo da Maré, no CIEP Operário Vicente Mariano, no Rio de Janeiro, e começou com a preparação de 40 crianças no ensino de teoria musical, violino, violoncelo e flauta.

Com apenas três meses de trabalho, as crianças apresentaram um resultado fantástico, realizando seis apresentações no final do ano de 2010.

Nascia a Orquestra Maré do Amanhã, braço profissionalizante cujo diferencial é não ser apenas um projeto social, mas oferecer uma oportunidade real de mudança de vida para seus alunos, preparando cada um deles para o mercado de trabalho, enquanto evita que sejam arregimentados pelo tráfico de drogas.

A orquestra já se apresentou nos mais prestigiados palcos do Rio de Janeiro, como o Theatro Municipal, a Sala Cecília Meireles, a Cidade das Artes, o CCBB, entre outros. Além disso, o grupo já foi a orquestra residente do Festival de Música Barroca de Alcântara, no Maranhão.

Em 2015, nove de seus alunos integraram a Orquestra Binacional Brasil X Venezuela, no Festival Villa-Lobos, com o conceituado El Sistema, em Caracas.

Recentemente, a orquestra desfilou junto à bateria da Beija-Flor de Nilópolis, com o enredo sobre o Marquês de Sapucaí.

Hoje o projeto musicaliza 2 mil crianças, de 4 a 18 anos, estando presente em todos os espaços de desenvolvimento infantil da região.

Foto: Arquivo pessoal

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.