Arquidiocese do Rio de Janeiro

26º 17º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 24/08/2017

24 de Agosto de 2017

Ato ecumênico pede paz nas escolas após 6 anos da tragédia de Realengo

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

24 de Agosto de 2017

Ato ecumênico pede paz nas escolas após 6 anos da tragédia de Realengo

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

13/04/2017 12:52 - Atualizado em 13/04/2017 12:54
Por: Renato Saraiva - Relações Públicas do Cristo Redentor

Ato ecumênico pede paz nas escolas após 6 anos da tragédia de Realengo 0

Ato ecumênico pede paz nas escolas após 6 anos da tragédia de Realengo / Arqrio

Nessa sexta-feira, 7 de abril, a partir das 8h, um ato ecumênico na Escola Municipal Tasso da Silveira, no bairro de Realengo, vai pedir paz nas escolas. Organizado pela Associação dos Familiares e Amigos dos Anjos de Realengo, um abraço ao colégio vai relembrar os 6 anos da tragédia que resultou na morte de 12 crianças.

A programação começa com o hasteamento da bandeira e um momento de oração com o reitor do Santuário Cristo Redentor do Corcovado, Padre Omar, que acompanha as famílias desde o dia do acontecimento. Segundo o sacerdote, o ato é um gesto de amor e esperança pelo fim de qualquer tipo de violência no âmbito escolar. “Desde as primeiras horas após a tragédia, tenho acompanhado de perto as dores e o contínuo sofrimento dessas famílias igualmente vitimadas. Rogo ao Cristo Redentor que as acolha e console em sua paz”, disse Padre Omar.

O Pastor José Luiz, da igreja presbiteriana, vai fazer uma prece. Em seguida, a presidente da associação Anjos de Realengo, Adriana Silveira, vai dar um testemunho em nome das mães das vítimas. Adriana é mãe de Luiza Paula da Silveira, uma das crianças assassinadas no massacre, quando tinha 15 anos.

No final do ato ecumênico, familiares e amigos das vítimas, além de toda a comunidade, vão se unir para um abraço à Escola Municipal Tasso da Silveira, quando algumas crianças soltarão balões brancos. A instituição fica na Rua General Bernardino de Matos, em Realengo, na Zona Oeste do Rio.

Fotos: Renato Saraiva

temp_title2017_04_11_PHOTO_00000190_13042017124537


Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.