Arquidiocese do Rio de Janeiro

27º 19º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 25/07/2017

25 de Julho de 2017

Folheto: Tríduo em Honra de São Jorge 2017

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

25 de Julho de 2017

Folheto: Tríduo em Honra de São Jorge 2017

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

04/04/2017 18:56 - Atualizado em 04/04/2017 18:56
Por: Da redação

Folheto: Tríduo em Honra de São Jorge 2017 0

temp_titleSo_Jorge_04042017185401

Em atenção a memória litúrgica de São Jorge - celebrada dia 23 de abril -, um dos santos mais populares do Rio de Janeiro, a Arquidiocese preparou um folheto com um tríduo em homenagem ao Santo Guerreiro. Faça o download e celebre junto com sua comunidade:

Quem foi São Jorge?

Mártir, soldado cristão, nasceu no final do século III. Atualmente se discute como improvável que seja originário da Capadócia.

Devido à coragem com a qual proclamou sua fé em Cristo, na fidelidade até a morte, sua vida e seu martírio foram narrados com descrições lendárias para valorizar sua valentia e seu heroísmo e para edificar os fiéis. Daí, entre outras, a lenda do cavaleiro que mata o dragão que importunava uma cidade. No entanto, mesmo esta narrativa lendária, pode muito bem ser relida, no contexto atual, como metáfora simbólica da vitória do cristão contra os inimigos, especialmente o demônio, adversário de Deus e da Igreja, pois a vitória que vence o mundo é a nossa fé.

O certo é que São Jorge foi condenado, como tantos cristãos daquela época, por ter-se renegado a reconhecer e adorar os deuses do império romano. Após superar vários tormentos e cruéis torturas, foi decapitado como soldado e atleta de Cristo de Jesus, tornando-se, desde então, herói da fé. 

A morte se deu em Dióspolis, em Lida, na Palestina, no início do século IV. O papa Bento XIV reconheceu São Jorge como padroeiro da Inglaterra. Ele é modelo de coragem e de valentia em meio às perseguições dos inimigos de Cristo e de sua Igreja.

Foto: Gustavo de Oliveira 

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.