Arquidiocese do Rio de Janeiro

31º 24º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 26/03/2019

26 de Março de 2019

Cristo Redentor recebe iluminação azul para conscientizar sobre autismo

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

26 de Março de 2019

Cristo Redentor recebe iluminação azul para conscientizar sobre autismo

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

03/04/2017 12:05 - Atualizado em 03/04/2017 12:06
Por: Nice Affonso - Coordenadora de Comunicação do Santuário Cristo Redentor

Cristo Redentor recebe iluminação azul para conscientizar sobre autismo 0

temp_titlecristo_redentor_azul_01042014182506_11112016110319_03042017120327

Nesta segunda-feira, 3 de abril, às 18h, o Monumento ao Cristo Redentor, em parceria com a Fundação Mundo Azul – Movimento de Pais e Familiares com Autismo,  será iluminado de azul em atenção ao Dia Mundial do Autismo, celebrado, tradicionalmente, em 2 de abril — quando associações do mundo inteiro se unem e monumentos e espaços públicos de vários países são iluminados de azul (Movimento “Acenda uma luz azul”, em inglês “Light It Up Blue”), para a conscientização social sobre a deficiência.

No alto do Corcovado, a cerimônia pretende chamar a atenção sobre a importância de conhecer os sintomas para diagnosticá-la e tratá-la adequadamente e também dar graças a Deus pela conscientização social já conseguida, assim como pela vida de tantas pessoas portadoras dessa deficiência. Durante o evento, haverá Celebração da Palavra e apresentação musical de cavaquinho.

— Divulgar os sintomas, para que mais pessoas conheçam, saibam como tratar e acolham aos irmãos que são portadores de autismo é, antes de tudo, um ato de amor testemunhado. É uma forma de nos colocarmos de braços abertos, como o Redentor, em prol dessa causa social, lembrou o reitor do Santuário Cristo Redentor, Padre Omar Raposo.

Sobre o autismo

Há mais de 15 anos, o autismo deixou de ser classificado como doença e passou a ser uma deficiência, segundo a Classificação Internacional de Doenças, da Organização Mundial de Saúde (OMS). Segundo a OMS, o transtorno se manifesta antes dos três anos de idade do indivíduo, por meio de um tipo característico de comprometimento do funcionamento normal nas principais áreas de interação: a sociabilidade, a linguagem, a capacidade lúdica e a comunicação.

Foto: Arquivo

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.