Arquidiocese do Rio de Janeiro

32º 22º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 20/11/2017

20 de Novembro de 2017

Projeto garante o bem-estar de idosos

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

20 de Novembro de 2017

Projeto garante o bem-estar de idosos

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

17/03/2017 00:00
Por: Larissa Corrêa

Projeto garante o bem-estar de idosos 0

temp_titleProjeto_garante_o_bem_estar_de_idosos1_16032017170934

O projeto “Caridade, Memória e Vida”, idealizado e coordenado pela professora Maria Aldice de Ataíde, esse ano completa quatro anos de atividades intensas. A ação busca envolver e estimular o resgate de memórias afetivas de idosos que moram em instituições de acolhimento para a terceira idade, através de atividades de entretenimento e cuidados com a higiene.

As pessoas que ajudam no projeto são alunos do Seminário Propedêutico Rainha dos Apóstolos, estudantes do Instituto Superior de Ciências Religiosas (ISCR) e membros da Imperial Irmandade de Nossa Senhora da Glória do Outeiro, ambas da Arquidiocese do Rio de Janeiro. São feitas visitas semanais a cinco casas de repouso de idosos: Bosque da Vovó e Recreio dos Anciãos, na Tijuca, e Chalé da Vovó, Solar Marina de Matos Lopes e Casa do Padre Cardeal Câmara, no Rio Comprido.

Para tornar o momento mais prazeroso e divertido, os voluntários utilizam músicas, poesias e aspectos religiosos. “Nós utilizamos sempre a oração e a evangelização. Nesse momento a oração traz as lembranças passadas, e a alegria de estarmos juntos é nítida quando eles percebem que não estão sozinhos”, falou a professora Maria Aldice.

Segundo Maria, que faz parte da Irmandade do Outeiro da Glória há 42 anos, o objetivo do projeto é não excluir os idosos da sociedade e, sim, levar o amor, respeito, atenção e carinho. A preocupação da equipe é levar o alimento espiritual e não atendê-los materialmente.

A autoestima dos idosos se eleva durante os encontros. O seminarista Cainan Espinosa Gimenes afirmou que eles são acostumados a viver solitariamente. “Alguns têm família, mas raramente recebem visitas. Para eles, este contato é muito bom, e para nossa formação, é muito gratificante”, disse.

Além das visitas, os seminaristas produziram um artigo científico inspirado nos relatos dos idosos. “Em um tempo no qual pessoas ignoram a figura do ancião como exemplo de vida, escrever sobre o que o idoso representa é tentar transcrever a importância do idoso para a formação da memória imaginativa”, concluiu o seminarista.

Em 2017, mais um núcleo vai ser criado, cujo nome é “Educando para o respeito e amor”. Crianças e jovens de escolas municipais vão fazer visitas mensalmente às casas de repouso e abrigos, com apoio mensal da Fundação Cesgranrio para gerar um encontro entre as duas gerações.

temp_titleProjeto_garante_o_bem_estar_de_idosos_16032017170933

Fotos: Divulgação

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.