Arquidiocese do Rio de Janeiro

33º 23º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 15/12/2017

15 de Dezembro de 2017

Cônego Cláudio: alegria em servir ao Senhor

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

15 de Dezembro de 2017

Cônego Cláudio: alegria em servir ao Senhor

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

10/03/2017 12:10 - Atualizado em 10/03/2017 12:10
Por: Priscila Xavier

Cônego Cláudio: alegria em servir ao Senhor 0

temp_titlePadre_Cludio_dos_Santos_10032017120807

Antes de ser nomeado como novo pároco da Catedral Metropolitana de São Sebastião, Igreja Mãe da Arquidiocese do Rio, cônego Cláudio dos Santos atuava há 11 anos como pároco na Paróquia Divino Espírito Santo e São João Batista, no Maracanã. 

Poucos dias após ser empossado na sua nova missão, o sacerdote vive um período de transição de tomada de consciência acerca das realidades distintas, porém tão próximas ao mesmo tempo. Apesar disso, cônego Cláudio jamais deixa de lado a oportunidade de servir a Deus, com alegria, através das pessoas.

“Estou me adaptando e tomando conhecimento das realidades, sempre com o desejo de fazer a vontade de Deus em união com as diretrizes pastorais da arquidiocese. Mas, acima de tudo, com a alegria de poder servir com amor ao Senhor nas pessoas que Ele tem colocado nesta minha caminhada”, afirmou o cônego.

Para o cônego Cláudio, uma das prioridades de seu trabalho enquanto pároco será fazer com que as pessoas possam sentir ainda mais a presença de Deus, de maneira que a igreja possa acolher a todos, tanto os turistas quanto os moradores de rua.

“A Catedral é a Igreja Mãe de todas as igrejas na arquidiocese, logo tem de ser bastante acolhedora. Todos devem se sentir acolhidos, carregando o desejo de humanizá-la ainda mais, como bem fizeram os meus antecessores. Além disso, sem dúvida nenhuma, uma das prioridades neste trabalho pastoral é fazer com que Deus esteja ainda mais presente no coração das pessoas, sejam dos turistas, que diariamente a visitam, ou dos irmãos e irmãs que vivem nas ruas de nossa cidade, além de tantos outros trabalhos pastorais que temos na Catedral”, disse.

COORDENAÇÃO DE PASTORAL

Além disso, ele também disse ‘sim’ a mais um desafio: assumir a Coordenação de Pastoral, a qual antes era dirigida pelo atual bispo auxiliar do Rio Dom Joel Portella Amado.

Cônego Cláudio destacou quais são as principais funções e trabalhos realizados pela Coordenação de Pastoral. Segundo ele, não há realidade despercebida na Igreja, uma vez que todos contribuem na vida eclesial.

“A Coordenação de Pastoral tem como função principal organizar e articular todos os trabalhos pastorais na arquidiocese, empenhando-se e fazendo acontecer o desejo de sermos cada vez mais uma Igreja em saída, missionária e acolhedora, na qual nenhuma realidade está despercebida, pelo contrário. Todas as iniciativas pastorais tem seu valor para o crescimento da vida eclesial, tendo sempre como base o Plano de Pastoral da Arquidiocese”, destacou.

BREVE HISTÓRICO

Carioca, nascido no Méier, em 19 de janeiro de 1971, cônego Cláudio dos Santos teve como comunidade de origem a Paróquia Nossa Senhora da Conceição Aparecida, no Cachambi, onde realizou seus trabalhos pastorais, principalmente junto à Iniciação Cristã de jovens e adultos e no grupo jovem AMA.

Ele pensava que seria técnico em química, e chegou a finalizar sua formação. Mas Deus fez então o chamado para o sacerdócio e, após discernir a vocação, ingressou no Seminário de São José, onde se formou aos 27 anos. Além da Paróquia Divino Espírito Santo e São João Batista, atuou durante cinco anos na Basílica Imaculada Conceição, em Botafogo, e na Paróquia Santos Anjos, no Leblon, por dois anos. Ele também foi secretário de gabinete dos cardeais Dom Eugenio de Araujo Sales e Dom Eusébio Oscar Scheid.

Foto: Carlos Moioli


Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.