Arquidiocese do Rio de Janeiro

28º 22º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 20/10/2020

20 de Outubro de 2020

Uma vida totalmente doada a Deus

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

20 de Outubro de 2020

Uma vida totalmente doada a Deus

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

02/12/2016 12:32 - Atualizado em 02/12/2016 12:32
Por: Jéssica Pinheiro

Uma vida totalmente doada a Deus 0

temp_titleUma_vida_totalmente_doada_a_Deus_02122016122526

Pelas mãos do arcebispo do Rio, Cardeal Orani João Tempesta, o irmão Simplício, de 25 anos, recebeu a profissão temporária nos primeiros votos da Fraternidade Toca de Assis. A profissão ocorreu durante uma celebração no dia 13 de novembro, na Igreja São Francisco de Paula, no Centro. Além dessa consagração, outros quatro postulantes foram admitidos ao noviciado.

Entre os presentes na celebração, estavam o vice-secretário administrativo da Venerável Ordem Terceira dos Mínimos de São Francisco de Paula, padre Silmar Alves Fernandes, o ministro geral dos Filhos da Pobreza, irmão Hariel do Santíssimo Sacramento, de Vinhedo (SP), o guardião da missão da fraternidade no Rio de Janeiro, irmão Eli Maria Servo do Cordeiro, além de familiares e amigos do consagrado.

Irmão Simplício nasceu na cidade de Cabo Frio e cresceu na cidade de São Pedro da Aldeia, na Região dos Lagos, no Rio de Janeiro. De família simples, caminhou na fé católica desde pequeno. Tinha dois sonhos: fazer a Primeira Comunhão e ser coroinha. Realizou ambos aos oito anos e começou a servir ao altar, onde permaneceu até os 18 anos. Nessa trajetória, ele foi se apaixonando pela liturgia e pela Igreja.

“Eu sempre tive uma aptidão muito grande pela Igreja. Pensava em ser padre, pois não sabia muito bem que era possível ser frei ou ser consagrado. Então quando conheci a vida consagrada, me encantei; e em meio a esse desejo vocacional eu descobri a Fraternidade da Toca de Assis”, contou.

Foi através de uma jovem com quem estudava no ensino médio que ele conheceu a fraternidade e começou a frequentá-la. O cuidado com os pobres e a adoração ao Santíssimo Sacramento – carisma da Toca de Assis – logo o encantaram. Para ele, a fraternidade aprofundou o zelo que ele tinha pela liturgia e o amor ao sagrado.

“Ainda dentro da minha paróquia, o Senhor já havia me chamado a mostrar aos outros jovens o quanto a nossa liturgia é bela. Conheci a Toca de Assis com 12 anos, mas só pude fazer o vocacional com 15 anos, que era a idade permitida. Ainda fora, acompanhei e vivenciei o carisma porque participava dos eventos, das adorações e das pastorais de rua. Ao completar 18 anos, entrei para a fraternidade”, revelou.

Irmão Simplício, cujo nome de batismo é Rodolfo Costa Pimentel, disse que quando começou a vivenciar a vida dentro da Toca de Assis foi amor à primeira vista porque a vida consagrada é totalmente diferente da vida paroquial, que até então ele vivia.

“Eu falava para o meu pároco que o banco da Igreja me incomodava muito porque eu não conseguia ficar só servindo na paróquia. Deus pedia algo a mais para mim, e esse algo a mais era doar minha vida por inteiro. Eu tinha a necessidade de morar com Jesus, não apenas de ir à Igreja. Então a Toca e a vida consagrada são uma grande realização desse sonho. Morar com Deus, adorar a Jesus no Santíssimo Sacramento e cuidar dos seus pobres nas ruas foi o meu desejo inicial, e é o desejo que quero para sempre. A nossa missão na Toca de Assis é adorar a Jesus e depois chegar ao coração do pobre, que é Ele mesmo disfarçado”, ressaltou.

Realizada no Rio, a consagração trouxe uma alegria ainda maior para o irmão, já que normalmente as cerimônias acontecem em Campinas, na sede da fraternidade. Segundo ele, o local é especial porque foi em frente à Igreja de São Francisco de Paula, no Centro, que ele fez sua primeira pastoral de rua.

“Estar junto dos meus familiares e amigos no local onde nasci, consagrando a minha vida totalmente a Deus, foi um presente divino que ficará gravado para sempre no meu coração. E quando soube da presença do cardeal, mais alegre ficou meu coração. Me senti ainda mais parte da Santa Igreja”, disse.

Agora como consagrado, irmão Simplício assumirá uma missão na casa de noviciado de Pirassununga, em São Paulo. Ele será o animador vocacional dos jovens que desejam entrar para a Fraternidade da Toca de Assis.

temp_titleUma_vida_totalmente_doada_a_Deus1_02122016122527

Fotos: Carlos Moioli


Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.