Arquidiocese do Rio de Janeiro

26º 22º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 24/05/2019

24 de Maio de 2019

Jubileu: mais de 18 milhões de peregrinos em Roma

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

24 de Maio de 2019

Jubileu: mais de 18 milhões de peregrinos em Roma

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

18/10/2016 11:59 - Atualizado em 18/10/2016 13:00
Por: Rádio Vaticano

Jubileu: mais de 18 milhões de peregrinos em Roma 0

temp_titleOSSROM124690_Articolo_18102016115634

Dezoito milhões: este é o número de fiéis que vieram a Roma para celebrar o Jubileu da Misericórdia. O dado foi divulgado no site oficial do Ano Santo, faltando pouco mais de um mês para o encerramento do Jubileu. 

Ouça a reportagem.

De acordo com a última atualização, em 12 de outubro, a cifra exata é de 18.176.359. Trata-se de peregrinos que se registraram on line para as celebrações jubilares e para atravessar a Porta Santa da Basílica vaticana.

Embora se trate de um Ano Santo descentralizado, com Portas Santas abertas em todas as dioceses e santuários, sem a necessidade de vir a Roma para receber a indulgência plenária, os fiéis de todo o mundo não renunciaram à prática plurissecular da peregrinação.

No último período, contribuíram para o aumento dos peregrinos eventos como o Jubileu mariano ou a cerimônia de canonização de sete novos santos, domingo passado, com 80 mil pessoas na Praça S. Pedro.

Agora, se prepara “a reta final” do Ano Santo. No próximo sábado, 22 de outubro, o Papa Francisco realizará a penúltima audiência jubilar. Domingo, 6 de novembro, está programado o Jubileu dos encarcerados, que trará ao Vaticano detentos de várias prisões italianas. No final de semana sucessivo (11-13 de novembro), haverá o Jubileu dos moradores de rua, com outra audiência jubilar e o encontro e a missa do Papa com os sem-teto. Sempre no domingo, 13 de novembro, está marcado o fechamento das Portas Santas nas basílicas papais de São João de Latrão, Santa Maria Maior e São Paulo Fora dos Muros, com cerimônias presididas pelos respectivos arciprestes.

Por fim, com a presença dos cardeais de todo o mundo, haverá no sábado, 19, a realização de um Consistório e domingo, 20, festa de Cristo Rei, a celebração eucarística para a conclusão do Ano Santo Extraordinário, com o rito de fechamento da Porta Santa da Basílica de S. Pedro. 

Papa abençoará ostensório com zinco de barracos

Um ostensório realizado com o zinco dos barracos da maior favela da África sub-Sahariana, Kibera, em Nairóbi, no Quênia, será apresentado ao Papa quarta-feira, 19 de outubro, na Praça São Pedro.

Com a bênção de Francisco, o ostensório, montado sobre um pastoral, viajará em uma espécie de ‘peregrinação espiritual’ por várias dioceses da Itália e do mundo, simbolizando, com o ‘ferro-velho’, descartado, o amor de Jesus pelos pobres e marginalizados.

Cruz e hóstias

A iniciativa é da Fundação Casa do espírito e das artes e completa as iniciativas já apresentadas anteriormente ao Pontífice: antes de tudo a grande cruz, construída com pedaços de barcos dos migrantes desembarcados em Lampedusa. Abençoada pelo Papa Francisco em 9 de abril de 2014, desde aquele dia, ela viaja pela Itália levada por voluntários, unindo paróquias, mosteiros, cárceres e hospitais. 

Em janeiro, foi celebrada missa no contexto do Jubileu dos Migrantes e consagradas as chamadas ‘hóstias da misericórdia’, feitas a mão por detentos do cárcere de Opera (Milão).

Foto: L’Osservatore Romano

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.