Arquidiocese do Rio de Janeiro

28º 24º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 16/11/2018

16 de Novembro de 2018

Nota de Solidariedade da Pastoral da Juventude

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

16 de Novembro de 2018

Nota de Solidariedade da Pastoral da Juventude

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

27/01/2013 00:00 - Atualizado em 28/01/2013 00:50

Nota de Solidariedade da Pastoral da Juventude 0

Nota de Solidariedade da Pastoral da Juventude / Arqrio

Da Redação

A Pastoral da Juventude recebe com profunda tristeza e dor a notícia da tragédia que aconteceu na madrugada deste domingo, dia 27 de janeiro, em Santa Maria, no Rio Grande do Sul. Tragédia que ceifou a vida de mais de duzentos jovens e deixou outros tantos feridos. Projetos de vida e sonhos foram interrompidos abruptamente pela fatalidade e pela falta de cuidado.

Nossa solidariedade a todos os familiares, amigos e conhecidos dos jovens que foram vítimas desse terrível acidente. Choramos juntos por tantas vidas interrompidas. Entre as vítimas se encontrava a jovem Maria Mariana Ferreira, do Grupo de Jovens ASPA - Amigos Semeando Paz e Amor, da Paróquia Nossa Senhora de Aparecida – Santa Maria. Unimo-nos à Arquidiocese de Santa Maria, à Pastoral da Juventude da Arquidiocese e à Pastoral da Juventude do Rio Grande do Sul para juntos nos mobilizarmos no socorro e cuidado com os feridos e com as famílias dos falecidos.

Igualmente manifestamos nossa solidariedade e apoio a todos, que doando suas vidas, estão contribuindo no cuidado, no atendimento e no socorro aos feridos e às famílias dos falecidos.

Convocamos toda a sociedade brasileira a ser cuidadora da vida da juventude, promovendo ações pela vida, efetivando políticas públicas de juventude e garantindo os direitos dos jovens em nosso país.

Diante da morte não podemos nos calar. Não podemos aceitar que a morte tenha a última palavra. Aprendemos a ter esta postura por meio do seguimento a Jesus Cristo, o Jovem de Nazaré. Que a memória desses jovens falecidos e feridos nos comprometa sempre mais com a vida da juventude, em especial com os que mais sofrem e estão à margem da sociedade. Gastemos nossas vidas no cuidado, no serviço e no amor incondicional à juventude.

Na Páscoa de Cristo temos a certeza que a morte não tem a última palavra, por isso, apesar da dor e da tristeza, sigamos, juntos, no compromisso com a vida da juventude.  A Juventude Quer Viver!

"Bendito seja Deus, o Pai de nosso Senhor Jesus Cristo! Na sua grande misericórdia ele nos fez renascer pela ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos, para uma viva esperança." (1Pd 1,3).

Coordenação Nacional e Comissão Nacional de Assessores da Pastoral da Juventude. 

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.