Arquidiocese do Rio de Janeiro

21º 16º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 17/07/2019

17 de Julho de 2019

"Não somos perigosos, estamos em perigo": Papa encontra 65 crianças refugiadas

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

17 de Julho de 2019

"Não somos perigosos, estamos em perigo": Papa encontra 65 crianças refugiadas

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

04/08/2016 11:13 - Atualizado em 04/08/2016 11:14
Por: Rádio Vaticano

"Não somos perigosos, estamos em perigo": Papa encontra 65 crianças refugiadas 0

temp_titlePapa_com_crianas_refugiadas_04082016111104

Um urso de pelúcia cheio de curativos recoberto com palavras que descrevem aquilo que as guerras e a pobreza tiram das crianças: família, alegria, escola e casa, brincadeiras e deslumbre, dignidade e amor.

Este foi o presente que 65 crianças refugiadas – eritreias, egípcias e sírias – deram ao Papa Francisco na manhã da quarta-feira, dia 3 de agosto. Elas são assistidas pela Cooperativa Social Auxilium, de Castelnuevo di Porto, Bari, e no novo centro em Rocca di Papa, ambos italianos.

O Pontífice – noticia o L’Osservatore Romano – acolheu-as na Sala Paulo VI, durante a primeira Audiência Geral após a pausa de julho.

Integração

Os pequenos estavam acompanhados por suas mães e por agentes da cooperativa, junto com seu fundador, Angelo Chiorazzo.

“A nossa casa é onde habita a paz”, escreveram em uma faixa as crianças, que entregaram ao Papa desenhos e cartas onde contam suas histórias.

Elas também vestiam uma camiseta com a frase “Não somos perigosos, estamos em perigo”, expressão inspirada nas palavras do Pontífice.

As crianças também deram ao Papa uma enorme bandeira branca com a África, a Itália e o Vaticano unidos por muitos pés coloridos, “para recordar os passos feitos para buscar uma vida melhor”.

Foto: AFP

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.