Arquidiocese do Rio de Janeiro

32º 24º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 19/11/2017

19 de Novembro de 2017

Santos Patronos

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

19 de Novembro de 2017

Santos Patronos

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

25/07/2016 10:39 - Atualizado em 25/07/2016 12:11
Por: Site oficial JMJ Cracóvia 2016

Santos Patronos 0

Santa Irmã Faustina e São João Paulo II são os patronos da Jornada Mundial da Juventude Cracóvia 2016. No verão de 1938, quando Karol Wojtyła aos 18 anos veio a Cracóvia para estudar na Universidade Jaguelônica, a irmã Faustina, então com 33 anos, vivia num convento em Cracóvia. Morreu pouco depois, em 5 de outubro, exatamente quando Karol começava o primeiro curso de filologia polonesa. Eles nunca se conheceram, mas a Divina Providência uniu seus caminhos. João Paulo II canonizou a irmã Faustina e estabeleceu o Domingo da Misericóridia para toda a Igreja.

Estes dois santos de Cracóvia, os apóstolos da Divina Misericórdia, apadrinham a JMJ Cracóvia 2016. Suas vidas são para nós um exemplo de profunda confiança na Misericórdia de Deus expressada nas palavras “Jesus, eu confio em Vós”.


Escolha o Santo patrono clicando na imagem:

 

  • Św. Jan Paweł IIŚw. siostra Faustyna


São João Paulo II

Cracóvia e Malopolska (Pequena Polônia) são onde Karol Wojtyla – o Papa João Paulo II – nasceu e de onde partiu para Roma para participar do Conclave que o elegeria. Estes são os lugares que ele revisitava, não somente em suas memórias, mas também durante as peregrinações a sua terra natal: "Aqui é onde eu nasci. Aqui em Cracóvia passei a maior parte da minha vida. E também aqui eu fui abençoado com o chamado de Deus para tornar-se seu humilde servo. Aqui também na catedral de Wawel fui consagrado bispo", lembrou.




Na chamada “Pequena Polônia”, João Paulo II cresceu, recebeu sua educação e serviu como padre e, depois, como bispo até ser eleito papa em 16 de outubro de 1978. Wadowice, Niegowić, Kalwaria Zebrzydowska, Zakopane são lugares em que ele cresceu, se tornou um homem, um artista e finalmente um excepcional sacerdote.

Karol Wojtyła nasceu em Wadowice, no dia 18 de maio de 1920. Ele frequentou a escola secundária lá antes de se mudar com seu pai para Cracóvia, em 1938, onde começou a estudar filologia polonesa na Universidade Jagiellonian. Em 1942 ingressou no seminário clandestino da Arquidiocese de Cracóvia, e foi ordenado sacerdote em 1º de novembro de 1946. Em seguida, dirigiu-se para Roma, onde continuou seus estudos até 1948. Nesse mesmo ano, após seu retorno à Polônia, ele foi enviado para uma pequena paróquia em Niegowic, não muito longe de Cracóvia. Então ele começou a fazer caminhadas nas montanhas e canoagem com os jovens da Paróquia São Floriano, em Cracóvia.

A personalidade do Padre Karol Wojtyla, sua capacidade de falar com os jovens e seus sermões, atraiu muitos. Alguns de seus seguidores formaram um grupo, que não só participava da liturgia (às 6h da manhã!), mas que também viajavam juntos, sempre acompanhados por Karol Wojtyla, a quem eles chamavam de tio. No início, eles simplesmente passeavam aos redores da cidade, mas com o tempo essas viagens curtas se transformaram em excursões para as Montanhas Bieszczady e expedições de canoagem em Masuria, algo que nunca havia sido feito antes."Temos de ser capazes de falar sobre tudo, sobre livros, filmes, trabalho, estudos científicos e bandas de jazz no caminho certo", disse o padre Wojtyla.

Nos anos seguintes, ele continuou seus estudos teológicos. Em 1958, tornou-se bispo. Logo depois, participou ativamente da preparação do Concílio Vaticano II e no próprio Concílio. Após a morte de Dom Eugênio Baziak, em 1963, tornou-se o Arcebispo de Cracóvia, e quatro anos mais tarde, foi nomeado cardeal pelo Papa Paulo VI. Ele rapidamente se tornou uma figura de autoridade na Igreja, conhecido não só na Polônia como um filósofo, um pensador e um teólogo. 

temp_titleSo_Joo_Paulo_II_lendo_25072016121015


Como Arcebispo de Cracóvia, Karol Wojtyla apreciava o importante papel do movimento juvenil denominado "Luz e Vida", fundado pelo padre Franciszek Blachnicki, em 1969. A formação religiosa dada aos jovens durante os acampamentos de verão, que foram chamados de "oásis", chamou a atenção das autoridades comunistas, e os membros da comunidade começaram a ser perseguidos. Muitos bispos não expressaram o seu apoio à organização, a fim de proteger a Igreja.

Cardeal Wojtyla deu à organização a sua aprovação oficial, o que permitiu o seu desenvolvimento. Enquanto Wojtyla era cardeal, ele também desenvolveu uma pastoral estudantil em Cracóvia, atendendo alunos, organizando retiros para eles, e muitas vezes surpreendendo a todos com a sua presença em confessionários. Extraoficialmente também, apoiou financeiramente o sacerdócio. O dinheiro que ele doou foi gasto nos acampamentos de verão ou em financiamentos dados a estudantes carentes.

Após a morte de João Paulo I, em 16 de setembro de 1978, foi eleito papa, o primeiro em 456 anos que não era italiano.

O papado de João Paulo II foi único. No dia da inauguração de seu papado, em seu primeiro discurso proferido a partir da janela do Palácio Apostólico, pouco antes do Ângelus, João Paulo II dirigiu-se aos jovens com palavras sinceras: "Vocês são o futuro deste mundo. Vocês são a esperança da Igreja. Vocês são a minha esperança!". Encontrar-se com os jovens foi de extrema importância para o Papa. Foi ele quem criou a Jornada Mundial da Juventude.

João Paulo II visitou sua terra natal nove vezes: em 1979, 1983, 1991, 1995, 1997 e 1999. Sua última visita ocorreu em agosto de 2002. Toda vez que ele esteve na Polônia, reuniu-se com a juventude de seu país, por exemplo, na frente da famosa janela papal em Cracóvia, no Palácio Episcopal da rua Franciszkanska.


Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.