Arquidiocese do Rio de Janeiro

28º 20º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 20/08/2018

20 de Agosto de 2018

Há 3 anos, o Papa chegava ao Brasil

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

20 de Agosto de 2018

Há 3 anos, o Papa chegava ao Brasil

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

22/07/2016 00:00 - Atualizado em 23/07/2016 20:50
Por: Rádio Vaticano

Há 3 anos, o Papa chegava ao Brasil 0

Há 3 anos, o Papa chegava ao Brasil / Arqrio

Há exatos 3 anos Francisco partia para a primeira viagem internacional de seu Pontificado. Era 22 de julho de 2013 quando o Papa chegava ao Brasil para a Jornada Mundial da Juventude, no Rio de Janeiro. Um encontro histórico em que os brasileiros “roubaram” o coração do Papa.

No dia seguinte à chegada, o Papa quis voltar a Aparecida, onde abençoou o país por intercessão de Nossa Senhora.

Em Copacabana, o Papa encerrou a Jornada e convocou os jovens para Cracóvia – outro fascinante capítulo da História que estamos prestes a viver.

“O que nos diz o Senhor? Ide, sem medo, para servir”.


Na visita a comunidade de Manguinhos, Francisco enalteceu uma das mais belas características do povo brasileiro: a generosidade.

"Desde o primeiro instante em que toquei as terras brasileiras e também aqui junto de vocês, me sinto acolhido. E é importante saber acolher; é algo mais bonito que qualquer enfeite ou decoração. Isso é assim porque quando somos generosos acolhendo uma pessoa e partilhamos algo com ela – um pouco de comida, um lugar na nossa casa, o nosso tempo - não ficamos mais pobres, mas enriquecemos. Sei bem que quando alguém que precisa comer bate na sua porta, vocês sempre dão um jeito de compartilhar a comida: como diz o ditado, sempre se pode 'colocar mais água no feijão”! Se pode colocar mais água no feijão? … Sempre? ... E vocês fazem isto com amor, mostrando que a verdadeira riqueza não está nas coisas, mas no coração!"

Na despedida do Brasil, Francisco abriu seu coração.

“Parto com a alma cheia de recordações felizes. Estas se tornarão oração. Neste momento, já começo a sentir saudades”.

Nós também, Papa. Estamos com saudades. Mas o senhor prometeu voltar ao Brasil no ano que vem!

Foto: AFP


Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.