Arquidiocese do Rio de Janeiro

32º 19º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 25/03/2017

25 de Março de 2017

Fé e cultura fazem parte da Pré-Jornada em Braga

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

25 de Março de 2017

Fé e cultura fazem parte da Pré-Jornada em Braga

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

21/07/2016 18:49 - Atualizado em 21/07/2016 18:49
Por: Leonan Nicolas e Raphael Freire

Fé e cultura fazem parte da Pré-Jornada em Braga 0

temp_titleNoite_Historico_Cultural_PreJornada__6_21072016184609

O arcebispo da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, Cardeal Orani João Tempesta, e a comitiva que participa da Pré-Jornada em Braga vivenciaram uma noite histórico-cultural, no dia 20 de julho, na cidade de Guimarães, em Portugal.

Conhecida como "O berço da Nação Portuguesa", Guimarães é uma das mais importantes cidades históricas do país, sendo o seu centro histórico considerado Patrimônio Cultural da Humanidade.

Dom Orani e a comitiva visitaram o Castelo de Guimarães, onde foram recebidos pelo chefe de gabinete Miguel Souza, pela vereadora Paula Oliveira e pelo chefe dos escoteiros, Ernesto Machado. Na Câmara Municipal, a comitiva foi acolhida pelo prefeito Domingos Bragança.

A comitiva também foi recebida pelo monsenhor José Maria, na histórica Igreja de Nossa Senhora da Oliveira, e por fim, no Museu Alberto Sampaio, onde a diretora Isabela Fernandes apresentou um pouco da história da cidade que se entrelaça com a história da Igreja Católica.

Fé e cultura

“Ao conhecer o centro histórico de Guimarães, berço de Portugal, percebemos a grande ligação que existe entre a fé e a cultura, e como desde a idade média, séculos 11 e 12, a fé se fez presente na vida do povo. Quando hoje se faz toda uma pressão para separar o que é dado de fé, dado religioso, do ser humano, nós percebemos que não dá pra separar, pois seria como cortar o ser humano ao meio. E quando nós olhamos para trás, olhamos a história, e se hoje nós estamos aqui reconhecemos que Guimarães nos revelou, nos mostrou, essa integração entre fé e cultura. Eu diria que foi um dos grandes legados que a noite histórico-cultural deixou para nós”, afirmou o coordenador de pastoral da Arquidiocese do Rio, monsenhor Joel Portella Amado.

Presença da Igreja

O administrador da Paróquia Pai Eterno e São José, na Cidade de Deus, padre Ramon Nascimento da Silva, que também faz parte da comitiva da Arquidiocese do Rio, destacou a influência da Igreja para o nascimento de grandes cidades e da fé para a experiência da convivência humana.

“Creio que o que mais tenha chamado a atenção nessa nossa visita foi descobrir que a história da cidade nasce em função da presença da Igreja. A cidade nasceu no entorno da Igreja e quantas cidades na Europa não nasceram e cresceram no entorno da igreja? A fé permeou o coração humano e ajudou a convivência entre as pessoas. É isso que hoje a gente precisa fazer. Que a fé nos leve a essa convivência harmônica, convivência dos diferentes, convivência de pessoas que apesar das suas diferenças conseguem coexistir, conseguem interagir para a construção de uma sociedade mais justa e mais fraterna”, disse padre Ramon.

Presença de Deus

Dentre todos os locais visitados, a Igreja de Nossa Senhora da Oliveira foi o grande destaque entre os jovens peregrinos.

"Eu já tinha ido à Guimarães, mas quando fui não tive a oportunidade de conhecer o local e nem havia visitado a Igreja de Nossa Senhora da Oliveira. Estou muito feliz com essa Pré-Jornada e achei a cidade o máximo, gostei de tudo", disse Thais Lima, da Paróquia São Judas Tadeu, no Cosme Velho.

“O passeio em Guimarães foi um momento muito interessante, pois tivermos a oportunidade de conhecer um pouco o berço da civilização portuguesa. O momento que mais me marcou desta noite cultural e turística foi quando na Igreja de Nossa Senhora da Oliveira, após as palavras do pároco, começaram a tocar o órgão. Foi um momento lindo e cheio da presença do Espírito Santo de Deus”, testemunhou Fátima Nascimento.

temp_titleNoite_Historico_Cultural_PreJornada__1_21072016184517

temp_titleNoite_Historico_Cultural_PreJornada__5_21072016184524

temp_titleNoite_Historico_Cultural_PreJornada__3_21072016184520

temp_titleNoite_Historico_Cultural_PreJornada__4_21072016184522

temp_titleNoite_Historico_Cultural_PreJornada__2_21072016184519

Colaboração e foto: Fátima Lima

 

 

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.