Arquidiocese do Rio de Janeiro

36º 23º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 13/12/2018

13 de Dezembro de 2018

Papa na Armênia: servo do Evangelho, mensageiro de paz

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

13 de Dezembro de 2018

Papa na Armênia: servo do Evangelho, mensageiro de paz

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

22/06/2016 16:19 - Atualizado em 22/06/2016 16:21
Por: Rádio Vaticano

Papa na Armênia: servo do Evangelho, mensageiro de paz 0

Papa na Armênia: servo do Evangelho, mensageiro de paz / Arqrio

O Papa Francisco saudou o povo armênio, nesta quarta-feira, 22 de junho, numa vídeomensagem, em vista da 14ª viagem apostólica internacional que terá início na próxima sexta-feira, dia 24. A Armênia é a primeira etapa da visita do Pontífice ao Cáucaso.

“Daqui a pouco terei a alegria de estar entre vocês, na Armênia”, disse Francisco, pedindo ao povo armênio para rezar por esta viagem apostólica. 

Primeiro país cristão 

“Venho com a ajuda de Deus para fazer, como diz o lema da viagem, uma ‘visita ao primeiro país cristão’. Venho como um peregrino, neste Ano Jubilar, para haurir a sabedoria antiga de seu povo e beber das fontes de sua fé, rochosa como suas cruzes famosas esculpidas na pedra.”

“Venho às alturas místicas da Armênia como um irmão, animado pelo desejo de ver os seus rostos, de rezar junto com vocês e partilhar o dom da amizade. A história e as vicissitudes de seu povo amado causam em mim admiração e dor. Admiração porque vocês encontraram na cruz de Jesus e em sua inteligência a força de se reerguer sempre, até mesmo dos sofrimentos que estão entre os mais terríveis que a humanidade recorda. A dor pelas tragédias que os seus pais viveram em sua carne”, frisou o Papa Francisco.

Esperança

“Não permitamos que as recordações dolorosas tomem posse de nosso coração; mesmo diante dos ataques repetidos do mal, não nos rendamos. Façamos como Noé que depois do dilúvio não se cansou de olhar para o céu e libertar várias vezes a pomba, até que uma vez ela retornou a ele levando um ramo novo de oliveira. Era o sinal de que a vida podia recomeçar e a esperança devia ressurgir”, disse ainda o Santo Padre. 

Francisco destacou ainda na vídeomensagem que "como servo do Evangelho e mensageiro de paz" ele deseja ir à Armênia para apoiar todo esforço no caminho da paz e partilhar os passos na estrada da reconciliação que gera esperança. 

Ecumenismo

“Os grandes santos de seu povo, especialmente o Doutor da Igreja Gregório de Narek, abençoem os nossos encontros, que aguardo com grande desejo. Em particular, espero abraçar novamente o meu Irmão Karekin e, junto com ele, renovar o nosso caminho rumo à unidade plena”, frisou ainda o Papa. 

Francisco recordou na vídeomensagem que, no ano passado, os armênios vieram a Roma de vários países e rezaram junto com o pontífice no túmulo de São Pedro. “Agora, venho a essa terra abençoada para reforçar a nossa comunhão, prosseguir no caminho da reconciliação e nos deixar animar pela esperança”, concluiu o Pontífice.

Foto: Rádio Vaticano

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.