Arquidiocese do Rio de Janeiro

25º 18º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 23/10/2018

23 de Outubro de 2018

Divulgados lema e logotipo da viagem do Papa à Armênia

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

23 de Outubro de 2018

Divulgados lema e logotipo da viagem do Papa à Armênia

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

19/05/2016 15:31 - Atualizado em 19/05/2016 15:31
Por: Rádio Vaticano

Divulgados lema e logotipo da viagem do Papa à Armênia 0

Divulgados lema e logotipo da viagem do Papa à Armênia / Arqrio

O lema “Visita ao primeiro país cristão” e o logotipo da viagem apostólica que o Papa Francisco realizará de 24 a 26 de junho à República da Armênia, foram divulgados nesta quinta-feira, 19 de maio. A conversão da Armênia, de fato, remonta ao ano 301, graças a São Gregório “o Iluminador”. A nação portanto – como disse o Papa Francisco - pode ser definida como “a primeira entre as nações que no decorrer dos séculos abraçaram o Evangelho de Cristo” (Mensagem aos Armênios, 12 de abril de 2015).

O logotipo

O logotipo da viagem, em formato circular, retrata o Monte Ararat, símbolo da Armênia, e o “Khor Virap” de Artashad (“poço profundo”) no qual São Gregório ficou aprisionado por quase 14 anos, e onde hoje está o Mosteiro homônimo. Uma vez libertado, São Gregório, que tornou-se o primeiro primaz da Armênia, declarou junto ao Rei Tirdate III, o cristianismo como religião de Estado da Armênio. No logotipo são representados os brasões e as cores – vileta e amarelo – da Igreja Apostólica e da Santa Sé.

Programa da viagem

Segundo o programa oficial, Francisco chegará na capital Yerevan na tarde da sexta-feira, 24 de junho. Após a oração na Catedral armênio-apostólica de Etchmiadzin, com a saudação ao Katolicós, terá lugar o encontro com o Presidente e as autoridades civis e o discurso ao Corpo Diplomático. No sábado, 25, nos passos de João Paulo II, o Papa visitará o Memorial do massacre dos armênios sob o Império Otomano, entre 1915 e 1916. Em Gymuri, segunda cidade em população da Armênia, atingida por um violento terremoto no final dos anos 80, Francisco celebrará a Missa e visitará a Catedral armênio-apostólica das Sete Chagas e a Catedral armênio-católica dos Santos Mártires. Na noite, novamente em Yerevan, o encontro ecumênico e a oração pela paz. Domingo, 26 de junho, terceiro e último dia da visita à Armênia, o encontro do Papa com o bispos católicos armênios no Palácio Apostólico em Etchmiadzin e a participação na Divina Liturgia na Catedral armênio-apostólica. Após o almoço, o encontro com os delegados e benfeitores da Igreja Armênio-apostólica e a assinatura de uma Declaração conjunta. Antes do retorno ao Vaticano, o Santo Padre rezará no Mosteiro de Khor Virap. 

 

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.