Arquidiocese do Rio de Janeiro

26º 11º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 20/07/2019

20 de Julho de 2019

Papa sobre atentado no Paquistão: “crime vil e insensato”

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

20 de Julho de 2019

Papa sobre atentado no Paquistão: “crime vil e insensato”

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

28/03/2016 11:50 - Atualizado em 28/03/2016 11:52
Por: Rádio Vaticano

Papa sobre atentado no Paquistão: “crime vil e insensato” 0

Papa sobre atentado no Paquistão: “crime vil e insensato” / Arqrio

Após recitar a oração mariana do Regina Coeli nesta segunda-feira, 28 de março, na Praça São Pedro, o Papa condenou o atentado camicase que deixou 72 mortos e 359 feridos – em Lahore, no Paquistão, no Domingo de Páscoa.

Francisco disse que a Páscoa “foi ensanguentada por um execrável atentado, que provocou uma tragédia para tantas pessoas inocentes, a maior parte famílias da minoria cristã – principalmente mulheres e crianças – reunidas em um parque público para passar com alegria a festa pascal”.

“Desejo manifestar minha proximidade a quantos foram atingidos por este crime vil e insensato – disse o Papa –, para então rezar junto com os fiéis na Praça São Pedro pelas numerosas vítimas e por suas famílias”.

“Apelo às autoridades civis e a todos os componentes sociais do Paquistão, para que não meçam esforços para proporcionar segurança e serenidade à população e, em particular, às minorias religiosas mais vulneráveis”, reiterou Francisco.

“Repito, mais uma vez, que a violência e o ódio homicida conduzem somente à dor e à destruição; o respeito e a fraternidade são a única estrada para se chegar à paz”, advertiu o Papa.

“Que a Páscoa do Senhor possa suscitar em nós, de maneira ainda mais forte, a oração a Deus para que as mãos dos violentos, que semeiam terror e morte, sejam detidas, e que no mundo possam reinar o amor, a justiça e a reconciliação”, finalizou o Pontífice. 

Foto: EPA

 

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.