Arquidiocese do Rio de Janeiro

33º 24º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 18/11/2018

18 de Novembro de 2018

'Ajuda à Igreja que Sofre' financia mais de 400 projetos no Brasil

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

18 de Novembro de 2018

'Ajuda à Igreja que Sofre' financia mais de 400 projetos no Brasil

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

25/01/2013 18:52 - Atualizado em 25/01/2013 19:43

'Ajuda à Igreja que Sofre' financia mais de 400 projetos no Brasil 0

'Ajuda à Igreja que Sofre' financia mais de 400 projetos no Brasil / Arqrio
Da Redação
 
A Fundação Pontifícia ‘Ajuda à Igreja que Sofre’ (AIS) é uma associação internacional que está presente em todos os continentes em mais de 140 países.
 
Os projetos que mais recebem o financiamento da AIS são os de construção, seguido por ajuda a pastorais e intenções de missa. Apoiam as iniciativas da obra em todo o mundo, cerca de 600 mil benfeitores. No Brasil, são aproximadamente 40 mil colaboradores ativos que beneficiam com suas doações mais de 400 projetos.
 
De acordo com Bruno Redígolo Cardoso, do escritório da AIS em São Paulo, com a contribuição dos benfeitores a Fundação Pontifícia alcançou autonomia e conseguiu assumir todos os projetos brasileiros:
 
— Hoje, graças a Deus e aos benfeitores do Brasil, nós conseguimos atender todos os projetos. O escritório brasileiro conseguiu se autossustentar. Antigamente, a Alemanha era o país que colaborava no financiamento dos projetos da AIS aqui do Brasil, disse.
 
O representante destaca que os estados do Norte e Nordeste do país são os que mais recebem apoio da associação no financiamento de projetos. No ano em que a Fundação Pontifícia está comemorando o centenário do seu fundador, Padre Werenfried, recordar como tudo começou no Brasil é lembrar o papel pioneiro desse grande homem em terras brasileiras:
 
— A vinda da AIS para a América Latina foi um pedido expresso do papa João XXIII ao padre Werenfried. Com o avanço das seitas e percebendo como o continente estava vulnerável ele veio para o Brasil e instalou a AIS, explicou.
 
Diversas são as iniciativas que podem receber o apoio da AIS no Brasil, entre elas: a formação de seminaristas e religiosos, materiais didáticos para catequese, bíblias e livros teológicos, reformas e construção de igrejas e outros tipos de edifícios,  ajuda para aquisição de veículos para o trabalho pastoral, intenções de missas para sacerdotes necessitados, apoio a programas de catequese nos meios de comunicação e bolsas para religiosos para estudos de especialização.
 
A associação nasceu no século XX, na Alemanha, com o Padre Werenfried van Straaten, com a finalidade de apoiar os projetos de cunho pastoral da Igreja Católica. A AIS é reconhecida também por sua atuação junto aos povos mais miseráveis e nos locais onde os cristãos são perseguidos.
 
Para solicitar o apoio da associação é preciso seguir alguns procedimentos que estão na página da entidade.
 
*Fonte e foto: Portal A12
Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.