Arquidiocese do Rio de Janeiro

33º 24º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 18/11/2018

18 de Novembro de 2018

Milhares de fiéis iluminam a terra do Padre Cícero durante procissão das velas

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

18 de Novembro de 2018

Milhares de fiéis iluminam a terra do Padre Cícero durante procissão das velas

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

03/02/2016 00:00 - Atualizado em 04/02/2016 10:45
Por: Ingrid Monteiro - Site Basílica Santuário de Nossa Senhora das Dores

Milhares de fiéis iluminam a terra do Padre Cícero durante procissão das velas 0

Milhares de fiéis iluminam a terra do Padre Cícero durante procissão das velas / Arqrio

Com orações e velas nas mãos, milhares de devotos iluminaram as ruas da cidade de Juazeiro do Norte, encerrando a Romaria de Nossa Senhora das Candeias, iniciada no último dia 29 de janeiro. Na noite de terça-feira, 2 de fevereiro, a tradicional procissão das velas conduziu os cerca de 100 mil fiéis em uma verdadeira manifestação de fé e devoção. A primeira romaria após a Reconciliação da Igreja com o Padre Cícero Romão Batista emocionou os romeiros e contou com a presença do arcebispo da Arquidiocese do Rio de Janeiro, Cardeal Orani João Tempesta, que pela primeira vez participou da festividade.

Tradicionalmente, ao final da tarde, os devotos se concentraram na Praça da Capela do Socorro para participarem da Santa Missa e da bênção das velas, antes do início do cortejo. A celebração foi presidida pelo Bispo da Diocese de Crato, Dom Fernando Panico, e concelebrada pelo cardeal Dom Orani, pelo Bispo emérito de Petrolina-PE, Dom Paulo Cardoso, pela equipe de padres da Basílica Santuário Nossa senhora das Dores e por demais sacerdotes e diáconos.

O Bispo Dom Fernando acolhendo todos os fiéis e agradeceu a presença do Cardeal Dom Orani na romaria. O pastor diocesano refletiu ainda sobre a Apresentação do Senhor no Templo. “A solenidade de hoje é conhecida como a festa do encontro. Deus que se encontra com a humanidade. Assim, Nossa Senhora das Candeias é aquela que carrega a luz para o mundo, a qual jamais deve ser escondida. Temos a alegria de celebrar mais uma vez essa fé luminosa como o Padre Cícero nos ensinou”, enfatizou.

Após a Santa Missa, todo o clero presente acompanhou os peregrinos por ruas do município até a Basílica Santuário, onde foi concedida a Bênção do Santíssimo Sacramento, encerrando toda a programação. Este ano, a grande novidade ficou por conta da imagem do Padre Cícero Romão Batista, a qual, ao juntamente com a imagem de Nossa Senhora, abrilhantou o carro-andor, montado especialmente para o dia festivo.

O Cardeal Dom Orani agradeceu todo o carinho e acolhida da nação romeira e habitantes de Juazeiro do Norte. “Que essa vela que trazemos nas mãos seja símbolo dessa Luz, Jesus Cristo, que jamais será apagada de nossos corações”, afirmou. O Padre Cícero José da Silva, pároco da Paróquia de Nossa Senhora das Dores – Basílica Santuário, também estendeu agradecimentos a todos os presentes, especialmente, àqueles que, de alguma forma, contribuíram para a realização de mais uma Romaria das Candeias.

O olhar de cada fiel expressava a felicidade em vivenciar o momento. Como o aposentado Otacílio dos Prazeres, de 69 anos, morador de Limoeiro-PE, que estampava no sorriso a alegria de celebrar Nossa Senhora das Candeias. “Já perdi quantas vezes já fiz romaria a Juazeiro, mas, a cada ano, eu me emociono com essa bonita festa”, destacou.

Luz das Candeias

A festividade remonta ao final do século XIX, quando o Padre Cícero Romão Batista difundiu, para a população da época, essa devoção à Nossa Senhora das Candeias, como aquela que é aponta para a luz, o seu filho Jesus Cristo. Há mais de 126 anos, a tradição se mantém em Juazeiro do Norte, atraindo uma média de 400 mil pessoas a cada ano, em cinco dias de programação.

Diz a história que o Padre Cícero Romão Batista fomentou a realização de uma grande procissão de luzes, onde os romeiros e os próprios habitantes de Juazeiro saíam pelas ruas, conduzindo candeeiros e lamparinas, reverenciando a pessoa de Nossa Senhora que recebe o título de Nossa Senhora das Candeias. Tal festa encontra sua razão de ser exatamente por conta do contexto bíblico e litúrgico que é atribuído a este dia. Ao apresentar o menino Jesus no templo, conforme a tradição judaica, Nossa Senhora estaria apresentando a todo o mundo a luz dos povos que veio para tirar das trevas, libertando a todos do pecado e da maldade do mundo.

Fotos: Carlos Moioli

 

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.