Arquidiocese do Rio de Janeiro

28º 20º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 23/07/2019

23 de Julho de 2019

Mensagem do Papa: "solidariedade com os migrantes e refugiados"

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

23 de Julho de 2019

Mensagem do Papa: "solidariedade com os migrantes e refugiados"

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

16/01/2016 15:28 - Atualizado em 16/01/2016 15:29
Por: Rádio Vaticano

Mensagem do Papa: "solidariedade com os migrantes e refugiados" 0

Mensagem do Papa:

Celebra-se domingo, 17 de janeiro, o Dia Mundial do Migrante e do Refugiado, para o qual o Santo Padre escreveu uma Mensagem, intitulada “Os migrantes e os refugiados nos interpelam: a resposta do Evangelho da misericórdia”. 

A respeito da primeira parte deste tema “os migrantes e os refugiados nos interpelam”, o Papa recorda a dramática situação de tantos homens e mulheres, obrigados a abandonar as próprias terras e, muitas vezes, arriscam a própria vida, a ponto de morrerem em tragédias como no mar.

Na segunda parte do tema “a resposta do Evangelho da misericórdia”, Francisco deseja relacionar, de modo explícito, o fenômeno da migração com a resposta dada pelo mundo e, em particular, pela Igreja.

Papel da Igreja

Neste contexto, Francisco convida o povo cristão a refletir durante o Jubileu sobre obras de misericórdia corporais e espirituais, entre as quais se encontra a de “acolher os estrangeiros”. A Igreja, como discípula de Jesus, é chamada a “anunciar a liberdade aos prisioneiros das novas escravidões da sociedade moderna” e, ao mesmo tempo, a “aprofundar a relação entre justiça e misericórdia”, duas dimensões de uma única realidade.

Respondendo ao desejo do Pontífice “de que cada Igreja particular seja diretamente envolvida neste Ano Santo”, o Pontifício Conselho da Pastoral para os Migrantes e os Itinerantes oferece algumas indicações: a celebração do Jubileu em nível diocesano e nacional, no âmbito mais próximo possível aos migrantes e refugiados, envolvendo também a comunidade cristã.

Outras indicações: “que o evento jubilar central seja o dia 17 de janeiro de 2016, por ocasião do Dia Mundial do Migrante e do Refugiado; que as dioceses e comunidades cristãs programem iniciativas, aproveitando a ocasião propícia do Ano Santo da Misericórdia, e encorajem a sensibilização sobre o fenômeno migratório; e, por fim, a importância de dar sinais concretos de solidariedade e atenção aos migrantes e refugiados.

Foto: AFP

 

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.